Ações da FedEx sobem mais de 14%; Aqui está o porquê

LinkedIn

A FedEx Corporation (NYSE:FDX) é uma empresa de serviços de entrega que fornece serviços de transporte, comércio eletrônico e negócios globalmente. A empresa está expandindo sua rede por meio de investimentos contínuos, além de capitalizar o aumento da demanda dos clientes ao inovar digitalmente sob a marca FedEx.

Com o objetivo de melhorar o valor para o acionista, a FedEx revelou recentemente seu plano de negócios de longo prazo e ações de governança corporativa, juntamente com um aumento de dividendos.

Após o anúncio, as ações da FedEx subiram 14,41%, fechando a US$ 229,95 na terça-feira, refletindo o maior ganho de um dia em 29 anos, o que elevou o preço dos transportes do Dow Jones.

A FedEx também é negociada na B3 através do ticker (BOV:FDXB34).

 Aumento de dividendos

O conselho da FedEx aumentou o dividendo trimestral em dinheiro em 53%, para US$ 1,15 por ação de suas ações ordinárias. O novo dividendo será pago em 11 de julho aos acionistas registrados em 27 de junho.

A FedEx tem um longo histórico de pagamento de dividendos com aumentos consistentes. O valor do dividendo aumentou de US$ 0,15 por ação em 2013 para US$ 1,15 por ação atualmente. O dividendo anual da empresa de US$ 4,60 por ação agora reflete um rendimento de dividendos de 2%.

O CFO da FedEx, Michael C. Lenz, disse: “O aumento de dividendos que anunciamos hoje é a culminação dos esforços cuidadosos de nosso Conselho ao longo de muitos meses para garantir que nossa estratégia de alocação de capital reflita nossa confiança na trajetória do negócio e aumente os retornos para nossos acionistas. Estamos ansiosos para compartilhar mais detalhes sobre nossa estratégia e objetivos de longo prazo no dia do nosso investidor no final deste mês.”

Além disso, a FedEx incluiu a métrica de desempenho de retorno total ao acionista em seu programa de incentivo de longo prazo (LTI) baseado em dinheiro para o ano fiscal de 2023 a 2025.

Mudanças no Conselho

Dois diretores independentes qualificados, Amy Lane e Jim Vena, ingressaram no Conselho da empresa com efeito imediato. Essas inclusões fazem parte de um acordo com o grupo de fundos de hedge DE Shaw. O fundo de hedge também terá uma palavra a dizer quando um terceiro diretor independente for nomeado no futuro.

Raj Subramaniam, CEO da FedEx, comentou: “Temos o prazer de dar as boas-vindas a Amy e Jim no Conselho da FedEx… Agradecemos a colaboração com o grupo DE Shaw, um acionista de longa data da FedEx, com quem temos mantido diálogo para chegar a este acordo”.

Consenso de Wall Street 

Considerando as recentes atualizações da FedEx como “um desenvolvimento muito positivo”, o analista da Stephens, Jack Atkins, reiterou uma classificação de compra e um preço-alvo de US$ 285 (23,94% de potencial de valorização) para as ações FDX.

Além disso, as fortes atividades de implantação de capital da empresa apoiam a postura otimista do analista.

No geral, o consenso entre os analistas é uma compra forte (strong buy) baseada em 16 classificações Buy e 3 Hold. O preço-alvo médio da FedEx de US$ 287,56 implica um potencial de alta de 25,05% em relação aos níveis atuais. No entanto, as ações perderam 22,26% no ano passado.

Isenção de responsabilidade: A ADVFN não faz recomendações de ativos. A matéria tem cunho jornalístico. As opiniões expressas neste artigo são exclusivamente dos analistas. O conteúdo destina-se a ser usado apenas para fins informativos. É muito importante fazer sua própria análise antes de fazer qualquer investimento.

Deixe um comentário