Bom dia ADVFN - Divulgação do Livro Bege e ADP nos EUA, os preços do petróleo sobem com embargo da UE e mais

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  01 de junho de 2022, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

📣  Confira as principais manchetes dos jornais de hoje 📰

Bolsas mundiais:  Os índices futuros americanos e mercados europeus operam próximos da estabilidade, antes da divulgação do Livro Bege do Fed.

Na Ásia, as ações fecharam de forma mista. Os fatores que pesam para os investidores da Ásia, como o retorno gradual das atividades na China e também o PMI industrial do país, que melhorou, mas está ainda abaixo dos 50 pontos. O índice Xangai encerrou em baixa de -0,13% e o Shenzhen, alta de +0,28%. Em Hong Kong, o Hang Seng recuou -0,56% e, em Taiwan, o Taiex registrou baixa de -0,79%. A bolsa de Seul manteve-se fechada em razão de feriado local. Em Tóquio, onde o PMI industrial teve leve recuo, mas ainda acima de 50 pontos, o Nikkei avançou +0,65% influenciado também pela aprovação, pelo parlamento, de um orçamento extra de US$ 21 bilhões para combater o aumento dos combustíveis e alimentos após o início da guerra na Ucrânia.

Na Europa, as Bolsas operam sem direção única, com investidores continuando a avaliar novos dados sobre inflação e atividade econômica. A inflação na zona do euro atingiu 8,1% em maio, superando as expectativas e marcando o sétimo recorde consecutivo. Os investidores estão acompanhando de perto o Banco Central Europeu em busca de dicas sobre o ritmo e a escala dos aumentos das taxas de juros necessários para conter os preços ao consumidor. Novos dados na quarta-feira incluirão as leituras do PMI (índice de gerentes de compras) de maio da zona do euro e do Reino Unido.

Nos Estados Unidos,  os  índices futuros operam estáveis no momento. Os títulos do Tesouro estenderam suas quedas nos EUA, empurrando os rendimentos de 10 anos para mais perto de 2,9%, com os investidores aumentando as apostas nos aumentos das taxas de juros do Federal Reserve. Os preços ao consumidor da zona do euro saltaram para um recorde em maio, abrindo as portas para uma ação política mais enérgica. O petróleo vai sendo negociado perto dos US$ 116 o barril enquanto os investidores avaliam o futuro da unidade da Opep+, assim como os ministros do grupo se preparam para se reunir na quinta-feira para discutir sua política de abastecimento para julho. O petróleo bruto avançou cerca de 10% em maio, alimentando as preocupações com a inflação. As preocupações de que os aumentos das taxas do banco central possam induzir uma recessão estão mantendo os investidores atentos quanto às perspectivas para a economia, à medida que os custos crescentes de alimentos e energia pressionam os consumidores, motivando uma alta volatilidade. O presidente Joe Biden usou uma rara reunião com o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, para declarar que está respeitando a independência do banco central – ao mesmo tempo em que transfere a responsabilidade de controlar a maior inflação em décadas antes das eleições de novembro.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI estão sendo negociados a US$ 116,16 com alta de 1,29%. O Brent opera em alta de 1,40%, negociado a US$ 117,20.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 31.609,09 (-0,03%). O ouro  é negociado a US$ 1.834,20 por onça-troy (-0,77%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro:  O Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 1,12%, a 905,50 iuanes, o equivalente a US$ 131,95.

Coronavírus

O Brasil registrou 160 mortes e 41.377 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas segundo dados do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), divulgados na terça-feira (31). A média móvel de casos, em alta, ficou em 26.032 nesta terça. Este é o maior número desde 30 de março, quando o indicador marcou 26.620. Já a média móvel de mortes ficou em 110. Com a atualização, o país tem um total de 31.019.038 casos e 666.676 vítimas da doença desde o início da pandemia, em março de 2020.

São Paulo volta a recomendar o uso de máscaras em locais fechados: Alta de casos de Covid-19 no estado levou o comitê científico a recomendar uso de máscaras em locais fechados. Decisão aconteceu após reunião na terça-feira (31).

Brasil

A taxa de desemprego no Brasil ficou em 10,5% no trimestre encerrado em abril, a menor para esse trimestre desde 2015, quando foi de 8,1%, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na terça-feira (31). Os dados são da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua). Em relação ao trimestre anterior, a taxa caiu 0,7 ponto percentual, e, na comparação anual, a queda foi de 4,3 ponto percentual.

Poderes

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na terça-feira (31) requerimentos para que passem a tramitar em regime de urgência dois projetos que buscam baratear a conta de luz e os preços de combustíveis. Com a iniciativa, os textos poderão ser analisados diretamente no plenário da Casa nas próximas sessões deliberativas, sem ter que passar antes por discussões e votações em comissões.

Economia

As contas do setor público consolidado tiveram superávit primário de R$ 38,876 bilhões em abril, recorde para o mês desde 2002. No mesmo mês do ano passado, as contas públicas haviam registrado saldo positivo de R$ 24,255 bilhões.

O Banco Central repetiu na terça-feira (31) que o Copom é atividade essencial e não será afetado pela greve dos servidores da autarquia, que foi mantida por tempo indeterminado em assembleia da categoria. A diretora de Assuntos Internacionais e de Gestão de Riscos Corporativos do BC, Fernanda Guardado, afirmou que a autarquia está trabalhando na publicação do primeiro exercício de avaliação de risco climático do sistema financeiro nacional.

Levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgado hoje (1º) mostra que a alta dos preços de insumos e de matérias-primas atingiu o setor industrial de modo inesperado em março. Segundo o levantamento, o aumento dos custos de insumos e matérias-primas nacionais superou as expectativas de 71% das empresas, na indústria extrativa e de transformação, e de 73% no caso específico da indústria da construção civil. Segundo a CNI, 58% das empresas na indústria extrativa e de transformação e 68% na construção relataram aumento de preços de insumos importados acima do esperado. Para a confederação, o resultado coincide com o início da guerra entre a Rússia e a Ucrânia, que agravou a desestruturação das cadeias de suprimento. Como consequência, além dos atrasos e interrupções no fornecimento de insumos, também houve elevação de preços.

Agenda Econômica

🇩🇪 Vendas no varejo mensal e anual (03h00)
🇩🇪 PMI industrial mensal (04h55)
🇪🇺 PMI industrial mensal (05h00)
🇬🇧 PMI industrial mensal (05h30)
🇪🇺 Taxa de desemprego mensal (06h00)
🇧🇷 Índice IPC- S semanal (08h00)
🇧🇷 Confiança empresarial FGV (08h00)
🇧🇷 PMI industrial mensal (10h00)
🇺🇸 PMI industrial mensal (10h45)
🇺🇸 PMI industrial mensal (10h45)
🇺🇸 Variação de gastos com construção mensal (11h00)
🇺🇸 PMI ISM industrial mensal (11h00) ⭐️
🇺🇸 Índice ISM de emprego manufatureiro (11h00) ⭐️
🇺🇸 PMI Industrial ISM (11h00) ⭐️
🇺🇸 Ofertas de emprego JOLTs (11h00) ⭐️
🇺🇸 Federal Reserve – Divulgação do Livro Bege (15h00) ⭐️
🇧🇷 B3- Vencimento de opções sobre Índice Brasil-50 (17h00) ⭐️
🇺🇸 Variação de estoques de petróleo API (17h30)
Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o principal índice encerrou o pregão em alta de 0,29%, a 111.350 pontos, impulsionado pela recuperação das estatais, como Petrobras (PETR3/PETR4) e Eletrobras (ELET3/ELET6). Nos últimos minutos das negociações, o índice sofreu perdas acompanhando a aversão ao risco das bolsas internacionais.

Maiores altas do Ibovespa

MRFG3: +5,33% a R$ 15,60
IRBR3: +4,63% a R$ 2,94
BRFS3: +3,99% a R$ 15,65
CMIG3: +3,83% a R$ 11,65
RAIL3 +3,03% a R$ 17,68

Maiores baixas do Ibovespa

HAPV3: -3,59% a R$ 6,72
MGLU3: -3,39% a R$ 3,71
CASH3: -3,06% a R$ 1,90
EZTC3: -2,98% a R$ 16,27
AMER3: -2,90% a R$ 20,10

Na Toro, traders podem usar a plataforma Profit Pro grátis

Dólar    

O dólar fechou estável, cotado a R$ 4,7540. Em dia de fechamento de Ptax (taxa diária de câmbio calculada pelo Banco Central), a moeda norte-americana teve poucos momentos de fôlego na sessão, impactada pela aparente reabertura chinesa e commodities valorizadas.

Juros

O DI para janeiro de 2023 tinha taxa de 13,380% de 13,410% no ajuste anterior (início do mês: 13,040%); o DI para janeiro de 2024 projetava taxa de 12,885%, de 13,000% (início do mês: 12,630%), o DI para janeiro de 2025 ia a 12,255%, de 12,385% antes (início do mês: 12,080%).

Ifix   

O índice fechou a sessão em alta de 0,28%, aos 2.820 pontos. A mínima para o dia bateu em 2.812 pontos enquanto a máxima foi de 2.821 pontos.

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, correio braziliense, estadão, isto é dinheiro.

Deixe um comentário