Justiça suspende parcialmente decisão envolvendo atingidos por rompimento de barragem da Samarco

LinkedIn

O TRF-1 suspendeu parcialmente a decisão que obrigava os atingidos pelo rompimento da barragem da Sarmarco em Naque (MG) a contratar advogados para aderir ao sistema de indenização online criado pela Fundação Renova, chamado Novel, informa o Valor, estabelecendo que a contratação deve ser facultativa.

O pedido de suspensão foi feito pelo Ministério Público Federal, pelo Ministério Público de Minas Gerais e pelas Defensorias Públicas da União de Minas Gerais e do Espírito Santo.

O rompimento da barragem em Mariana, em novembro de 2015, causou a morte de 19 pessoas e provocou a destruição ambiental ao longo do curso do Rio Doce, em Minas Gerais e no Espírito Santo.

Informações BDM

Deixe um comentário