Petrobras: com novo presidente, governo quer que estatal segure reajustes até a eleição

LinkedIn

Estagnado nas pesquisas de intenção de votos, Jair Bolsonaro (PL) espera que Caio Paes de Andrade, novo presidente da Petrobras, evite reajuste nos preços dos combustíveis até outubro.

Um dos argumentos que ele deve explorar é o de que a estatal precisa reforçar a parte social de sua pauta ESG. Na semana passada, Adolfo Sachsida (MME) deu a senha ao defender que as empresas devem “pensar na reputação da marca a longo prazo”, não só a curto prazo.

“É natural que a Petrobras também faça sacrifícios”, afirmou Sachsida, antes de ressalvar que a decisão não era dele, mas “do presidente da Petrobras, do seu conselho e dos seus diretores”.

Caio Paes de Andrade também já tem ouvido pedidos para baixar os valores da gasolina e do diesel, segundo O Globo. Arthur Lira (PP-AL) é um dos que tem insistido publicamente para que não haja reajustes nos preços nos próximos meses.

Informações BDM

Deixe um comentário