CPFL Energia (CPFE3): lucro líquido de R$ 1,26 bilhão no 2T22, alta de 12,1%

LinkedIn

A CPFL Energia apresentou um lucro líquido de R$ 1,26 bilhão no segundo trimestre, ante lucro líquido de R$ 1,12 bilhão de igual período do ano anterior, alta de 12,1% no período.

A receita líquida atingiu R$ 9,324 bilhões, alta de 9,8% em relação ao segundo trimestre de 2021. No acumulado do semestre, a receita atingiu R$ 18,612 bilhões, aumento de 8,8%.

Segundo o diretor-presidente da CPFL, Gustavo Estrella, o resultado foi beneficiado principalmente pela melhora no consumo de energia na área de concessão da empresa, especialmente na indústria, e pela classe comercial, que vem mostrando uma recuperação após o período mais agudo da pandemia de covid-19.

ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – alcançou R$ 2,848 bilhões no período, crescimento de 38,7% em base anual de comparação. De abril a junho, o Ebitda somou R$ 4,020 bilhões, alta de 36,6%.

A despesa financeira líquida foi de R$ 578 milhões, um aumento de R$ 569 milhões se comparada ao 2T21.

Os itens que explicam essa variação são: aumento de 237,5% (R$ 580 milhões) nas despesas com a dívida líquida (encargos de dívidas, líquidos das rendas de aplicações financeiras), reflexo principalmente do aumento do CDI no período e maior saldo de dívida; variação negativa de R$ 65 milhões nas demais receitas/despesas financeiras; redução de 11,0% (R$ 17 milhões) em acréscimos e multas moratórias, em função da substituição do IGP-M pelo IPCA como índice de atualização monetária nas faturas emitidas a partir de 01/06/2021, conforme determinação da Aneel; parcialmente compensados por: variação positiva de R$ 95 milhões nas atualizações do ativo e passivo financeiro setorial.

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 649 milhões no segundo trimestre de 2022, uma elevação de 6.909% em relação ao mesmo período de 2021.

A margem de contribuição foi de R$ 3,881 bilhões no 2T22, um aumento de 34,7% sobre o 2T21.

O PMSO no 2T22 atingiu R$ 990 milhões, um aumento de 14,6% (R$ 126 milhões).

Os investimentos foram de R$ 1.346 milhões, um aumento de 32,1%, comparado aos R$ 1.019 milhões registrados no 2T21. No 1S22, os investimentos foram de 2.558 milhões, que representam um aumento de 49,2% em relação ao mesmo período de 2021. Destacamos os investimentos realizados pela CPFL Energia no segmento de Distribuição, no montante de R$ 1.137 milhões durante o 2T22 e de R$ 2.112 milhões no 1S22, destinados principalmente a obras de atendimento ao cliente e expansão do setor, juntamente com melhorias e modernização.

Os encargos de uso do sistema de transmissão e distribuição foram de R$ 838 milhões, uma redução de 23,1% (R$ 252 milhões), devido a:

  • Redução de 48,8% nos encargos setoriais (ESS/EER) (R$ 145 milhões), devido principalmente ao ESS – Encargo de Serviços do Sistema. A variação desse encargo se deu em função da menor necessidade de acionamento de usinas térmicas fora da ordem de mérito no 2T22 em comparação com o 2T21, devido a melhora nas condições hidrológicas. Esse efeito foi parcialmente compensado pelo aumento do EER – Encargo de Energia de Reserva, decorrente de um PLD menor;
  • Redução de 13,5% nos encargos de conexão e transmissão (rede básica, transporte de Itaipu, conexão e uso do sistema de distribuição) (R$ 122 milhões);

Parcialmente compensados pela:

  • Redução de 14,3% no crédito de PIS/Cofins (R$ 16 milhões).

Em 30 de junho de 2022, a dívida total da CPFL Energia era de R$ 30,1 bilhões, com um aumento de 41,4% em relação ao ano anterior. A dívida financeira do grupo, que considera empréstimos e financiamentos, debêntures e mútuos, era de R$ 26,8 bilhões na mesma data.

No final do 2T22, a Dívida Líquida Pro forma atingiu R$ 27.455 milhões, um aumento de 45,4% em relação à posição de dívida líquida no final do 2T21, no montante de R$ 18.883 milhões. A reconciliação do indicador Dívida Líquida/EBITDA Pro Forma da CPFL Energia, para fins de cálculo dos covenants financeiros.

Os resultados da CPFL Energia (BOV:CPFE3) referente suas operações do segundo trimestre de 2022 foram divulgados no dia 12/08/2022. Confira o Press Release completo!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário