Entendendo o crescimento recente do Move-To-Earn

LinkedIn

Incentivar as pessoas a se exercitarem é um dos desafios mais difíceis na indústria fitness. Embora todos saibam que fazer atividade física é bom para eles, manter a disciplina para o desafio pode ser assustador e frustrante. Um método fascinante de tentar atrair as pessoas para entrar em forma é por meio de programas Move-to-earn. Esses projetos incentivam as pessoas a se exercitarem, e as pagam para isso.

Projetos Move-To-Earn já existem há algum tempo, mas recentemente tiveram um crescimento tremendo. Um dos catalisadores para isso é o enorme sucesso que o StepN viu.

O StepN é um serviço de Move-To-Earn focado na Web3, que vem criando tendência nos setores de tecnologia e fitness. Isso fez com que muitas novas empresas começassem a procurar oferecer retornos financeiros para as pessoas se exercitarem. Vejamos duas razões pelas quais esses tipos de serviços de fitness estão indo tão bem.

Construindo confiança entre as partes

No passado, muitas empresas projetaram uma infinidade de produtos para incentivar as pessoas a se exercitarem, mas, no final, nenhum deles pegou. Isso ocorreu principalmente porque havia um abismo de confiança entre os participantes e as empresas. Além disso, as pessoas estavam céticas sobre se receberiam mesmo as recompensas em troca dos exercícios, então tornou-se difícil para muitos programas de Move-To-Earn decolarem e ganhar força.

No entanto, esse problema de confiança foi resolvido recentemente por meio da tecnologia blockchain. Projetos como o StepN operam de forma transparente e confiável – os usuários podem ter certeza de que receberão dinheiro para se exercitar porque seus fundos são gerenciados e liberados de maneira descentralizada. Em vez de se preocupar se uma organização centralizada pagaria de fato, os atletas podem ter certeza de que um projeto descentralizado o fará, já que usando contratos inteligentes, são programados criptograficamente para isso.

Outro projeto que utiliza essa tecnologia é o FitBurn, um projeto baseado em blockchain que não apenas incentiva financeiramente as pessoas a se exercitarem, mas também paga as pessoas pela perda de calorias. Esta é uma nova estratégia inovadora na indústria de fitness, conhecida como burn-to-earn. Fitburn está usando isso, junto com NFTs e mecânica de jogo, para criar um rico ecossistema para manter os usuários incentivados financeiramente a se exercitarem de maneira imersiva.

A “cultura da agitação” tem prejudicado a saúde das pessoas

Chegaremos em uma época em que as pessoas ficarão envergonhadas pela mídia e seus pares por fazer qualquer atividade que não lhes dê dinheiro, não será uma surpresa que o exercício acabe ficando negligenciado. Hoje em dia, há pessoas que se concentram quase que exclusivamente no dinheiro, a ponto de nem sempre o exercício e o lazer serem considerados produtivos. No entanto, com empresas como StepN e Fitburn, treinar pode ser lucrativo, atuando como o incentivo perfeito para melhorar a saúde e diversificar o fluxo financeiro.

Não é que as pessoas não queiram se exercitar; em vez disso, elas não sentem que têm tempo para isso. Esses projetos da web3 resolvem esse problema inteiramente ao apostar no exercício como um empreendimento lucrativo, tornando-o perfeito para a era atual.

Incentivos financeiros e o futuro fitness

As atuais tecnologias descentralizadas e sem terceiros dos dias de hoje, juntamente com a cultura altamente orientada para o dinheiro em que vivemos, criaram as condições perfeitas para o florescimento de projetos Move-To-Earn. As pessoas estão ansiosas para serem pagas enquanto ficam em forma, e a tecnologia blockchain garante que os usuários recebam os fundos prometidos.

A StepN pode ter popularizado esses serviços, mas eles apenas arranham a superfície do que é possível nessa área da indústria de fitness. Outros concorrentes, como o FitBurn, estão liderando o caminho com novas táticas e soluções inovadoras, como a contagem de calorias para faturar financeiramente. Com seu recente e explosivo aumento de popularidade, será fascinante ver como esses projetos se desenvolvem e evoluirão ao lado de outros setores da web3.

Com informações de NewsBTC

Deixe um comentário