Ouro fecha em queda, diante do arrefecimento do dólar e após a divulgação do PPI de julho dos EUA

LinkedIn

O contrato futuro do ouro fechou em queda nesta quinta-feira, mesmo diante do arrefecimento do dólar, que continuou se desvalorizando ante rivais após a divulgação do índice de preços ao produtor (PPI) de julho dos Estados Unidos. Os números surpreenderam para baixo, aumentando o sentimento de risco nos mercados acionários, o que prejudica o metal precioso, que é considerado um porto seguro.

O ouro para dezembro fechou em queda de 0,36%, em US$ 1.807,2 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

De acordo com o economista da Oanda Craig Erlam, foi realmente interessante ver a reação do ouro ao relatório de inflação na quarta-feira. “A resposta inicial foi muito positiva, mas, como se viu, também muito breve. Pode ser difícil avaliar as reações do mercado no momento, em parte porque certos mercados parecem retratar muito otimismo econômico considerando as circunstâncias”, analisa. “Talvez tenhamos visto algum lucro ou talvez um pouco desse otimismo econômico se insinuando e, em vez de portos seguros, os comerciantes tiveram apetite por algo um pouco mais arriscado”, completa.

Para o TD Securities, o fracasso do ouro em subir após os dados de inflação dos EUA pode estar apontando para um interesse de venda significativo.

“A inflação está desacelerando e o mercado em baixa pode ter acabado”, disse o presidente da Navellier & Associates em um e-mail para os clientes. “Embora as taxas de inflação absolutas ainda sejam historicamente altas, forçando o Fed a continuar aumentando a taxa de fundos do Fed no curto prazo, a tendência está indo na direção certa”, completa.

*Com informações da Dow Jones Newswires

Deixe um comentário