Petrobras inicia divulgação sobre venda de ativos de exploração na Bacia Potiguar

LinkedIn

A Petrobras iniciou a etapa de divulgação da oportunidade (teaser), referente à venda de 40% da sua participação nas concessões exploratórias BM-POT-17, em que se desenvolve o Plano de Avaliação de Descoberta do poço Pitu (Blocos POT-M-853 e POT-M-855), e a concessão POT-M-762_R15 (Bloco POT-M-762), localizadas em águas profundas na Bacia Potiguar –Margem Equatorial – no litoral do Rio Grande do Norte.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:PETR3) (BOV:PETR4) nesta terça-feira (16).

A Petrobras atualmente possui 100% de participação nessas concessões e continuará como operadora da parceria após a venda.

Segundo a petroleira, as principais etapas subsequentes do projeto serão informadas oportunamente ao mercado.

“A busca de parceria nesses ativos está alinhada à estratégia de gestão de portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor e maior retorno à sociedade”, explicou a estatal.

Sobre os ativos:

  • Blocos POT-M-853 e POT-M-855:

Os blocos exploratórios foram adquiridos na 7ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo (ANP) em 2006. Atualmente, a Petrobras detém 100% de participação e conduz o Plano de Avaliação de Descoberta do poço Pitu, com compromisso firme de perfuração de um poço exploratório (poço Pitu Oeste) previsto para 2023.

  •  Bloco POT-M-762:

O bloco exploratório foi adquirido na 15ª Rodada de Licitações da ANP em 2018 e a Petrobras detém 100% de participação. A Petrobras planeja perfurar o poço Anhangá (Oportunidade Exploratória Anhangá) entre 2023 e 2024.

Informações FinanceNews

Deixe um comentário