Ralph Lauren e Capri Holdings aproveitam a onda de demanda de luxo resistente à inflação

LinkedIn

A Ralph Lauren Corp (NYSE:RL) e a Capri Holdings (NYSE:CPRI), proprietária da Michael Kors, superaram as estimativas de resultados trimestrais essa semana, ressaltando uma demanda inabalável por roupas de luxo e bolsas de consumidores ricos que permanecem em grande parte ilesos pela inflação.

O aumento dos preços teve pouco impacto nas famílias de renda média e alta que estão comprando grifes, usando o que economizaram durante a pandemia, enquanto feriados no exterior até comer fora em restaurantes vai retornando à normalidade.

“Os consumidores de alta renda estão comprando de uma maneira diferente de outros tempos de inflação”, disse Jessica Ramirez, analista da Jane Hali & Associates.

“Sua prioridade é comprar eventos para os quais estão voltando agora depois de sair dos bloqueios e isso está colocando as empresas de artigos de luxo em um bom lugar”.

Ainda assim, as ações de ambas as empresas caíram cerca de 3% no fraco mercado mais amplo, já que suas vendas na China ainda provaram ser um ponto sensível devido aos bloqueios recorrentes da Covid-19.

O presidente-executivo da Capri Holdings, John Idol, disse estar “menos otimista” sobre o ritmo de recuperação da demanda no principal mercado de bens de luxo.

Enquanto isso, os rivais europeus LVMH (LVMH) e o proprietário da Gucci Kering (PRTP) também viram um forte aumento em suas vendas, beneficiando-se de alguns gastos de luxo mudando para a Europa, já que os turistas americanos aproveitaram um dólar mais forte.

Capri e Ralph Lauren registraram um aumento de 66% e 47%, respectivamente, nos estoques no final de seus primeiros trimestres, pois as empresas aceleraram os embarques sazonais de produtos para evitar atrasos na cadeia de suprimentos do ano passado.

O maior gasto com frete para levar os produtos às prateleiras mais rapidamente fez com que as margens brutas de lucro da Capri e da Ralph Lauren diminuíssem, apesar do aumento dos preços das empresas.

UM JOGO FORTE

A receita da Ralph Lauren subiu 8,3%, para US$ 1,49 bilhão no primeiro trimestre, enquanto a receita da Capri subiu 8,5%, para US$ 1,36 bilhão, ambas superando as expectativas dos analistas.

Excluindo itens, a Capri ganhou US$ 1,50 por ação, superando as estimativas de US$ 1,36, enquanto o lucro da Ralph Lauren de US$ 1,88 por ação superou as expectativas de US$ 1,75, segundo dados do Refinitiv IBES.

Ralph Lauren Corp e a Capri Holdings também são negociadas na B3 através dos ticker (BOV:R1LC34) e (BOV:CAPH34), respectivamente.

Por Reuters

Deixe um comentário