Tribunal sul-coreano rejeita mandado de prisão para assessor de Do Kwon

LinkedIn

Um tribunal distrital sul-coreano rejeitou o mandado de prisão emitido contra o chefe de assuntos gerais do Terraform Labs Yoo Mo, de acordo com a notícia local Yonhap.

Yoo Mo, que também atuava como assessor de Do Kwon, teria sido preso nas primeiras horas de 6 de outubro, após um mandado de prisão emitido em 5 de outubro.

Mo foi acusado de usar bots para inflar os preços do token LUNA, além de violar a Lei do Mercado de Capitais.

O juiz Jin-pyo argumentou que Mo pode não ter violado a Lei do Mercado de Capitais, já que o LUNA não foi classificado como um título sob a lei sul-coreana.

“Parece haver espaço para disputa legal sobre se a moeda LUNA é uma garantia de contrato de investimento sob a Lei do Mercado de Capitais”.

Depois de interrogar o assessor de Do Kwon, o juiz Jin-pyo decidiu rejeitar o mandado de prisão contra ele, dizendo que “é difícil ver a necessidade e o significado da prisão”.

Com informações de CryptoSlate

Deixe um comentário