ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Tesla registra perda líquida de US$ 140 milhões em Bitcoin em 2022

LinkedIn

De acordo com um registro na Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos em 31 de janeiro de 2023, a fabricante de veículos elétricos Tesla (NASDAQ:TSLA) divulgou que havia registrado uma perda bruta de depreciação de US$ 204 milhões em 2022 em suas participações em Bitcoin (COIN:BTCUST).

A Tesla também é negociada na B3 através do ticker (BOV:TSLA34).

Simultaneamente, a Tesla registrou um ganho de US$ 64 milhões com a conversão do BTC em moeda fiduciária em vários pontos durante o ano, resultando em uma perda líquida de US$ 140 milhões com suas atividades de negociação de criptomoedas.

O arquivamento explicou ainda mais o impacto dos preços voláteis das criptomoedas nos resultados da Tesla:

“Os ativos digitais são considerados ativos intangíveis de vida indefinida de acordo com as regras contábeis aplicáveis. Consequentemente, qualquer redução em seus valores justos abaixo de nossos valores contábeis para tais ativos a qualquer momento após sua aquisição exigirá que reconheçamos perdas por redução ao valor recuperável, ao passo que não podemos fazer revisões para cima de quaisquer aumentos de preço de mercado até a venda. Para quaisquer ativos digitais mantidos agora ou no futuro, essas cobranças podem impactar negativamente nossa lucratividade nos períodos em que tais deficiências ocorrerem, mesmo que os valores gerais de mercado desses ativos aumentem.”

No primeiro trimestre de 2021, a Tesla investiu US$ 1,5 bilhão em Bitcoin. Na época, seu fundador, Elon Musk,  anunciou que a fabricante de veículos elétricos passaria a aceitar pagamentos em BTC de consumidores norte-americanos.

A política foi retirada apenas alguns meses depois, já que Musk citou a necessidade de “confirmação do uso razoável de energia limpa (~ 50%) pelos mineradores [Bitcoin] com tendência futura positiva” antes que a empresa aceitasse o meio de pagamento novamente. A Tesla supostamente vendeu 75% de suas participações em BTC no segundo trimestre de 2022.

Por Zhiyuan Sun

Deixe um comentário