Momento B3: Fleury, BTG Pactual, balanços e os principais destaques corporativos desta sexta-feira(24)

LinkedIn
Esse é o Momento B3 do dia 24 de março de 2023, com tudo o que você precisa saber sobre as empresas negociadas na B3! Atualização constante durante o pregão.

💥 Confira os destaques corporativos de hoje 💥

Aliansce Sonae (ALSO3) 

A operadora de shoppings center Aliansce Sonae teve queda de 86% no lucro líquido do quarto trimestre de 2022 ante igual período do ano anterior, pressionada por despesas da fusão com a rival brMalls, mas elevou em até R$ 50 milhões a projeção de sinergias operacionais com a transação. Saiba mais…

Alliar (AALR3)

A Alliar reportou prejuízo líquido de R$ 121,8 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), montante 287,9% superior ao reportado no quarto trimestre de 2021.De acordo com a empresa, o resultado líquido é decorrente principalmente do menor lucro operacional e da maior despesa financeira no período. Saiba mais…

Armac (ARML3)

A Armac, empresa de locação de equipamentos e logística, reportou lucro líquido de R$ 51 milhões de reais no quarto trimestre de 2022. A cifra é 96,6% maior que a registrada um ano antes, quando a companhia registrou lucro de R$ 25,9 milhões. Na comparação com o terceiro trimestre de 2022, houve um crescimento de 31,2% no lucro. Saiba mais…

Cogna (COGN3)

O grupo de educação Cogna, dono da Vasta, Saber e da Kroton, registrou um lucro líquido ajustado de R$ 76,154 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), revertendo o prejuízo de R$ 65,57 milhões apresentado em igual período de 2021. Saiba mais…

Grupo Panvel (PNVL3)

O Grupo Panvel lucrou de forma líquida R$ 23,9 milhões no quarto trimestre de 2022, número 8,2% menor do que os R$ 26 milhões registrados no mesmo período de 2021. Saiba mais…

Eletromídia (ELMD3)

A Eletromidia, empresa de publicidade digital, reportou lucro líquido de R$ 65,4 milhões no quarto trimestre de 2022. A cifra é 314,3% maior que a registrada um ano antes, de R$ 15,8 milhões. Saiba mais…

Eneva (ENEV3)

A Eneva, empresa de exploração e produção de gás natural e geração de energia termelétrica, reportou prejuízo líquido de R$ 193,9 milhões no quarto trimestre de 2022 devido a despesas não recorrentes. Em igual período de 2021, houve lucro de R$ 489,4 milhões. Saiba mais…

Eucatex (EUCA4)

A fabricante de chapas de madeira, painéis de MDP e produtos derivados Eucatex (EUCA4) reportou lucro líquido de R$ 82 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), montante 36,1% inferior ao reportado no mesmo intervalo de 2021. O lucro recorrente caiu 44,7%, para R$ 86,2 milhões. Saiba mais…

Locaweb (LWSA3)

A companhia de serviços de tecnologia Locaweb reportou lucro líquido de R$ 18,9 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), revertendo prejuízo líquido de R$ 7,2 milhões no mesmo intervalo de 2021. Já em termos ajustados, o lucro passou para R$ 60,9 milhões, alta de 123,9%. O lucro sem ajustes inclui despesas com plano de opções de ações e efeitos de aquisições. Saiba mais…

Sabesp (SBSP3)

A estatal paulista de saneamento básico reportou lucro líquido de R$642,2 milhões no quarto trimestre, alta de 13,2% na base anual mas abaixo do consenso Mover de R$760,5 milhões. O aumento do resultado reflete o crescimento de 17% na receita operacional líquida do período, para R$5,93 bilhões. Saiba mais…

Tecnisa (TCSA3)

A incorporadora Tecnisa reportou no quarto trimestre lucro líquido de R$ 15,8 milhões, revertendo prejuízo de R$ 59 milhões no mesmo trimestre de 2021. O resultado ajudou a empresa a atingir lucro líquido anual pela primeira vez em sete anos, de R$ 1 milhão, ante prejuízo líquido de R$ 184,7 milhões em 2021. Saiba mais…

Triunfo (TPIS3)

A Triunfo Participações reportou prejuízo líquido de R$ 13,1 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), montante 45,9% inferior ao reportado no mesmo intervalo de 2021. Saiba mais…

Wilson Sons (PORT3)

A empresa de navegação Wilson Sons reportou um lucro líquido de R$ 112,6 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), avanço de 169% na comparação com igual período de 2021. Em 2022, o lucro acumulado foi de R$ 338,9 milhões, avanço anual de 51,5%. Saiba mais…

Ser Educacional (SEER3)

A companhia educacional reportou prejuízo líquido ajustado de R$441,0 milhões entre outubro e dezembro de 2022, revertendo lucro líquido de R$30,4 milhões no mesmo período de 2021. O resultado reflete uma queda de 15% no ticket médio líquido devido ao aumento de cursos 100% online após a aquisição da UNIFAEL. A base total de alunos de ensino superior cresceu 32% entre o segundo semestre de 2021 e o de 2022, segundo a companhia. Saiba mais…

💰 Divulgação de Dividendos 💰

B3 (B3SA3)

B3 aprova R$ 347 milhões em JCP, cerca de R$ 0,05 por ação e também aprova cancelamento de R$ 280 milhões de ações em tesouraria.

Localiza (RENT3)

Localiza aprovou JCP no valor de R$ 362,8 milhões e aumento de capital social entre R$ 39 milhões e R$ 180 milhões. Saiba mais…

📊 Participação Acionária

Boa Vista (BOAS3)

Boa Vista aprovou os termos e condições da joint venture com as subsidiárias integrais da Red Ventures.

Equatorial (EQTL3)

Itaú Unibanco investe R$ 2,1 bilhões e passa a deter 20,83% da Equatorial Distribuição.

Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3)

Cade aprova sem restrições combinações de negócios entre as empresas. Saiba mais…

Kepler Weber (KEPL3)

Kepler Weber aprova programa de recompra de ações que pode envolver 8,93 milhões de ações. Saiba mais…

Prio (PRIO3)

A PRIO concluiu a aquisição de participação de 40% no bloco BM-C-32 (Campo de Itaipu). Saiba mais…

📝 Outras notícias e comunicados 📝

Americanas (AMER3)

Justiça tira sigilo sobre relação de bens pessoais dos administradores e controladores da Americanas.

Venda on-line cai para menos da metade e caixa é um terço de um mês normal.

A Americanas anunciou nesta sexta-feira (24) que adiou a divulgação do seu balanço de quarto trimestre, programada para a próxima quarta-feira (29), em decorrência da necessidade de conclusão dos trabalhos envolvendo a revisão e avaliação das inconsistências contábeis divulgadas em janeiro.

B3 (B3SA3)

B3 reelege Gilson Finkelstain como presidente e Andr;e Milanez como diretor financeiro até Abril de 2025.

BMG (BMGB4)

Luis Felix Cardamone Neto é eleito diretor-presidente do BMG. Saiba mais…

BTG Pactual (BPAC11)

Controlado do BTG Pactual adquire FIS Privatbank por 21,3 milhões de euros. Saiba mais…

Cogna (COGN3)

A Cogna aprovou a contratação de financiamento de até R$85,65 milhões junto à estatal FINEP, para fins de investimento em inovação. A operação terá prazo de 90 meses, com taxa de TJLP + 1,254%, equivalente a 8% ao ano, com carência de 18 meses.

Eletrobras (ELET3)

Justiça obriga Eletronuclear a fazer avaliação completa sobre danos do vazamento de água radiativa em Angra dos Reis.

Guararapes (GUAR3)

A dona das lojas Riachuelo negou que pretende realizar uma captação de recursos, tendo informado ainda seu caixa de R$2,4 bilhões corresponde a 176% da dívida de curto prazo.

Iguatemi (IGTI11)

O conselho da administradora de shopping centers aprovou um novo programa de contratos de swap, uma modalidade de recompra de ações, de até R$200 milhões.

Light (LIGT3)

Debenturistas da Light adiam assembleia em meio a tombo de bônus. Saiba mais…

Méliuz (CASH3)

O conselho da companhia de serviços financeiros aprovou Marcio Loures Penna como novo diretor de Relações com Investidores e Michelle Meirelles como nova diretora financeira.

Neoenergia (NEOE3)

A Neoenergia Elektro, distribuidora subsidiária da Neoenergia, negocia um empréstimo de R$800 milhões junto à International Finance Corporation (IFC), órgão do Banco Mundial, segundo apuração da coluna do Broadcast.

Plano&Plano (PLPL3)

A construtora focada em baixa renda teve 7.039 unidades selecionadas na primeira fase do programa habitacional Pode Entrar, da prefeitura de São Paulo, com valor de geral de vendas de R$1,33 bilhão. A companhia disse ainda que a prefeitura selecionou determinados empreendimentos para a segunda fase do programa.

Petrobras (PETR4)

Petrobras diz não ter decisão sobre reajuste de combustíveis. Política de preços é de responsabilidade da diretoria executiva e não foi alterada até o momento. Saiba mais…

Conselho propõe aumento de 44% da remuneração fixa dos administradores da estatal. Saiba mais…

Setor Elétrico

Analistas do Bank of America projetaram um cenário baixista para os preços de energia elétrica no Brasil, em conjuntura que deve desafiar geradoras como Eletrobras, Engie e outras. O time do banco americano estimou uma curva de preços em R$100 por megawatt-hora para contratos de eletricidade até 2030, subindo para R$135 a partir de 2031. Nos últimos dez anos, os preços ficaram por volta de R$150/MWh.

Fonte Empresas, ADVFN, EQI, Infomoney, Genial Investimentos, Finance News, Reuters, Valor, Estadão, Bloomberg, TC, Exame

Deixe um comentário

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Faça o login em ADVFN
Registrar agora

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br

V: D: 20230609 11:11:51