ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for alerts Cadastre-se para alertas em tempo real, use o simulador personalizado e observe os movimentos do mercado.

Futuros do petróleo operam em alta com aumento das incertezas sobre conflito по Oriente Médio

LinkedIn

Os preços dos contratos futuros de petróleo operam em alta nesta sextafeira, com o aumento das incertezas a respeito do conflito no Oriente Médio.

“Os preços estão divididos entre riscos crescentes relacionados com conflitos no lado da oferta e uma desaceleração da economia global, o que aumentará as pressões negativas sobre a procura”, afirmam os analistas da BMI. “O conflito se limita à região do Levante; no entanto, ainda existe a preocupação de que a produção de petróleo iraniana possa ser sancionada, reduzindo a oferta num mercado já apertado”, continuam.

Mesmo com as altas registradas na semana, a tendência é de queda nas cotações, especialmente por conta dos temores de pouca demanda. “Ainda assim, o petróleo deverá cair mais de 3% ao longo da semana, marcando a segunda semana consecutiva de descidas, à medida que diminuem os receios de que a oferta de petróleo seja afetada pelo conflito no Oriente Médio e no meio de preocupações sobre as perspectivas da procura na China, o maior importador de petróleo do mundo”, afirma a analista de mercados da Citylndex, Fiona Cincotta.

O secretário de estado dos Estados Unidos, Anthony Blinken, chegou a Israel hoje (3), para mais uma vez mostrar apoio ao país, mas deve fazer um pedido de pausa humanitária e ajudar os palestinos na Faixa de Gaza.

Por volta de 9h13 (horário de Brasília), o preço do contrato do petróleo WTI (CCOM:OILCRUDE) negociado na Nymex com entrega para novembro subia 0,66%, cotado a US$ 83,01 o barril. Já o preço do contrato do Brent (CCOM:OILBRENT) negociado na plataforma ICE, com entrega para dezembro avançava 0,47%, cotado a US$ 87,26 o barril.

Deixe um comentário