ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Mercados avançam após S&P 500 e Nasdaq registrar maior sequência de alta em 2 anos

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de cinco minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: A maioria dos mercados da Ásia subiu nesta quinta-feira, após os índices da região terem caído durante dois dias consecutivos.

Dados do governo chinês mostraram que os preços ao consumidor em outubro encolheram 0,2% em termos anuais na China, mais do que a queda de 0,1% esperada por economistas. Os preços ao produtor caíram 2,6%, um pouco menor que o declínio esperado de 2,7%. O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 0,33%, em 17.517,00 pontos, o terceiro dia no vermelho. O índice Shanghai Composite fechou em ligeira alta de 0,05%, em 12.136,44 pontos, enquanto o Shenzhen Component caiu 0,20%, em 10.032,09 pontos.

Na Coreia do Sul, o Kospi terminou em 2.427,08 pontos, alta de 0,23%, subindo lentamente após cair 3,24% nas duas últimas sessões, apagando mais da metade do que ganhou no início da semana, quando o país impôs recentemente a proibição das vendas a descoberto.

O Nikkei do Japão adicionou 1,49% para chegar a 32.646,46 pontos.

Na Austrália, o S&P/ASX 200 terminou em alta de 0,28%, em 7.014,90 pontos, com todos os setores negociando em território positivo, exceto tecnologia da informação, energia e bens de consumo básicos. As empresas de energia Woodside e Santos perderam 1,8% e 0,4%, após uma queda nos preços do petróleo. As mineradoras BHP, Fortescue e Rio Tinto fecharam em alta de 1%, 1,6% e 0,9%, respectivamente.

EUROPA: Os mercados europeus sobem na quinta-feira, à medida que o dinamismo dos mercados aumentou devido aos robustos lucros empresariais.

O pan-europeu Stoxx 600 sobe 0,8% no meio da manhã, revertendo as perdas iniciais. Na sessão de quarta-feira, os mercados europeus recuperaram as perdas iniciais para finalmente terminar o dia em alta.

O alemão DAX 30 sobe 0,5% e o francês CAC 40 avança 0,8%.

Em Londres, o FTSE !00 sobe 0,2%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Antofagasta sobe 1,5%, BHP sobe 0,8%, Rio Tinto avança 0,4%, enquanto Anglo American cai 0,7%. A petrolífera BP cai 1,4%.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA negociam em alta na manhã de quinta-feira, após o S&P 500 e Nasdaq aumentarem ass sua mais longas sequências de altas desde novembro de 2021.

Nas negociações do after-market, a Disney subiu 3% depois de reportar lucro melhor do que o esperado. Por outro lado, Lyft caiu quase 2% depois que as reservas ficaram aquém do que o previsto e a plataforma de compartilhamento de viagens dizer que continuaria a ter dificuldades no trimestre atual.

Os movimentos seguem um dia silencioso, mas importante para Wall Street. O S&P 500 encerrou em alta de apenas 0,10%, em 4.382,78 pontos, marcando a oitava sessão de alta, a mais longa sequência desde 2021. O Nasdaq Composite, de alta tecnologia, subiu 0,08%, fechando em 13.650,41 pontos e conquistando o nono dia de alta, em seu mais longo período de sessões positivas em dois anos. O Dow caiu 0,12%, em 34.112,27 pontos, interrompendo uma sequência de ganhos de sete dias.

Os rendimentos do Tesouro dos EUA sobem na manhã de quinta-feira, com os investidores de olho nos dados econômicos e comentários dos responsáveis ​​do Federal Reserve em busca de pistas sobre o que pode estar no horizonte do banco central para a economia.

O Fed deixou as taxas de juro inalteradas na reunião da semana passada, mas o presidente da Fed, Jerome Powell, disse que a possibilidade de novos aumentos de taxas de juro não foi retirada da mesa e observou que os cortes nas taxas ainda eram considerados. Isso deixou muitos investidores com dúvidas sobre por quanto tempo as taxas de juros poderiam permanecer elevadas e se existe a possibilidade de que uma recessão atingir a economia dos EUA.

Eles esperam encontrar mais pistas sobre os comentários dos palestrantes do Fed nesta semana. O presidente do Fed, Jerome Powell, está entre os que devem falar às 16h00 desta quinta-feira.

Os dados semanais de pedidos iniciais de auxílio-desemprego serão divulgados às 10h30 e poderão fornecer novas dicas sobre o estado do mercado de trabalho, se ele está esfriando, como sugeriram dados recentes sobre empregos. Isto indicaria que a abordagem da política monetária da Fed de taxas de juro mais elevadas está consolidando e surtindo o efeito desejado.

CRIPTOMOEDAS:

Btcoin: +3,90% em US $ 36.788,20
Ethereum: +1,41% em US $ 1.912,61

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:
Dow: +0,25%
S&P 500: +0,22%
NASDAQ: +0,08%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: +1,79%
Brent: +0,99%
WTI: +0,93%
Soja: +0,09%
Ouro: -0,26%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário