ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for pro Negocie como um profissional: Aproveite discussões em tempo real e ideias que movimentam o mercado para superar a concorrência.

Futuros dos EUA operam estáveis, com Wall Street próximo das máximas de 2023

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de cinco minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: Os principais mercados da Ásia fecharam em baixa nesta segunda-feira, na abertura da penúltima semana de 2023, após recuperação na semana passada, quando o Federal Reserve dos EUA manteve as taxas de juros e sinalizou cortes em 2024 e 2025.

O Nikkei do Japão caiu 0,64% para terminar em 32.758,98 pontos. O BoJ reunirá pela última vez este ano. Em uma nota, o banco holandês ING disse que espera que o Banco do Japão mantenha todas as suas principais de política inalteradas, “embora o tom geral sobre a política futura na conferência à imprensa e na declaração possa começar a suavizar”. Uma pesquisa da Reuters com economistas também espera que o Banco do Japão mantenha sua taxa básica de juros em -0,1%. Separadamente, espera-se os dados de inflação do Japão na sexta-feira.

Na China continental, o índice Shanghai Composite caiu 0,40%, fechando em 2.930,80 pontos, enquanto o Shenzhen Component recuou 1,13%, em 9.279,39 pontos. A China divulgará as suas taxas de empréstimo na quarta-feira.

O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 0,92%, em 16.635,00 pontos.

Na Austrália, o S&P/ASX 200 fechou em baixa de 0,22%, em 7.426,40 pontos, quebrando uma sequência de seis dias de altas consecutivas. As mineradoras BHP e Fortescue Metals recuaram 0,1% e 0,2%, respectivamente, enquanto a Rio Tinto subiu 0,6%. As produtoras de petróleo Santos e Woodside Energy caíram 1,4% e 0,5%, respectivamente.

O Kospi da Coreia do Sul reverteu quedas iniciais para fechar 0,13% mais alto, em 2.566,86 pontos, contrariando a tendência regional de baixa. As ações das empresas de defesa sustentaram a alta, depois que a Coreia do Norte supostamente disparou o que parecia ser um míssil balístico de longo alcance, seu segundo lançamento de míssil em menos de 12 horas, de acordo com os militares da Coreia do Sul, no momento em que Pyongyang condena uma demonstração de força liderada pelos EUA na Ásia. De 2018 a 2022, A Coreia do Sul foi o nono maior fornecedor de armas do mundo, à frente de Israel, dos Países Baixos e da Turquia, de acordo com o Instituto Internacional de Pesquisa para a Paz de Estocolmo.

EUROPA: Os mercados europeus operam com tom de cautela nesta segunda-feira.

O índice pan-europeu Stoxx 600 cai 0,4% no final das negociações matinais. Na sexta-feira, o índice continental de blue chip fechou a quinta semana consecutiva de alta, com aumento de 0,91% no dia.

Nesta segunda-feira, o alemão DAX 30 cai 0,4%, com o índice de clima empresarial do instituto Ifo apontando uma queda surpreendente no sentimento empresarial alemão em dezembro. O índice ficou em 86,4 neste mês, abaixo da previsão consensual de 87,8 entre analistas e abaixo da leitura revisada de 87,2 em novembro.

O CAC 40 da França também cai 0,4% em Paris.

Em Londres, o FTSE 100 sobe 0,4%, com avanço das mineradoras. Anglo American sobe 0,9%, Antofagasta sobe 1,1%, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto sobem 0,4% e 0,8%, respectivamente. A petrolífera BP sobe 1%.

O Banco Central Europeu manteve as taxas de juros inalteradas na semana passada, ao revisar para baixo baixo as suas previsões de crescimento e inflação e anunciar planos para acelerar a redução de seu balanço patrimonial. A presidente Christine Lagarde resistiu às expectativas do mercado de cortes substanciais nas taxas em 2024.

Nesta segunda-feira, dois proeminentes membros votantes do Banco Central Europeu, a Isabel Schnabel e Philip Lane, devem fazer novos discursos na tarde de segunda-feira.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA sobem ligeiramente na manhã de segunda-feira, depois que os três principais índices registraram sua sétima semana consecutiva de ganhos.

O Dow Jones Industrial Average registrou um novo recorde intradiário e o Nasdaq 100 teve um novo máximo de fechamento.

O S & P 500 marcou a sequência semanal de altas mais longa desde 2017. O índice subiu 3,3% no mês, enquanto o Dow e o Nasdaq subiram 3,8% e 4,1%, respectivamente.

O sentimento dos investidores fortaleceu na semana passada, depois que o Federal Reserve indicou que três cortes nas taxas de juros de curto prazo são esperados em 2024 em meio ao arrefecimento da inflação.

O rendimento das notas do Tesouro de 10 anos caia ainda mais na manhã desta segunda-feira, com o início da última semana completa de negociações de 2023, antes do início das festas de final de ano. Os “traders” continuam a digerir o tom inesperadamente pacífico do Federal Reserve dos EUA na semana passada. O banco central manteve suas taxas de juros estáveis e revelou que as autoridades políticas estavam planejando pelo menos três cortes nas taxas no próximo ano, marcando uma série de cortes mais agressivos do que o sugerido anteriormente.

O rendimento do Tesouro de 10 anos caia ligeiramente, em 3,913%. Na quinta-feira passada, o rendimento caiu abaixo do nível de 4%, atingindo o nível mais baixo desde julho. O rendimento do Tesouro de 2 anos diminuia 3 pontos-base para 4,423%, abaixo do nível de 4,5% observado recentemente. Os rendimentos e os preços movem-se em direções opostas. Um ponto-base equivale a 0,01%.

Na segunda-feira, os estrategistas do Deutsche Bank descreveram a ação do Fed como uma “grande mudança” na economia, de uma narrativa de alta por por mais tempo, “mas a grande questão agora é quando esses cortes nas taxas poderão acontecer e na sexta-feira tivemos uma leve resistência das autoridades do Fed contra a excitação do mercado”, disseram em uma nota inicial.

Isso acontece depois que o presidente do Fed de Nova York, John Williams disse na sexta-feira: “Não estou falando sobre cortes nas taxas agora”, enquanto o presidente do Fed de Atlanta, Bostic, disse: “Não estou realmente sentindo que isso seja algo iminente e que o banco central não precisaria cortar as taxas até o terceiro trimestre”. Assim, os estrategistas do Deutsche apontaram que os mercados perderam um pouco do ímpeto no final da sessão de sexta-feira”.

Na agenda econômica de segunda-feira, os investidores estarão atentos ao índice do mercado imobiliário de Dezembro do NAHB, às 12h00.

CRIPTOMOEDAS:
Btcoin: -2,46% em US $ 40.906,80
Ethereum: -3,47% em US $ 2.139,54

ÍNDICES FUTUROS – 7h50:
Dow: +0,10%
S&P 500: +0,11%
NASDAQ: +0,01%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: -1,59%
Bent: -0,52%
WTI: -0,65%
Soja: -0,31%
Ouro: -0,09%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário

Seu Histórico Recente