ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for pro Negocie como um profissional: Aproveite discussões em tempo real e ideias que movimentam o mercado para superar a concorrência.

Mercados mundial reagem frente à decisão "dovish" do Fed.

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de cinco minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: Os mercado da Ásia terminaram sem direção na quinta-feira, com os investidores digerindo a decisão do Federal Reserve dos EUA de encerrar o seu ciclo de alta das taxas de juro e sinalizar cortes para o próximo ano.

Na Austrália, o S&P/ASX 200 subiu 1,65% e fechou em 7.377,90 pontos, atingindo níveis não vistos desde 1º de agosto. Todos os 11 setores negociaram no verde, liderados pelos setores imobiliário e de tecnologia, sensíveis à taxa de juros. As mineradoras BHP, Fortescue Metals e Rio Tinto avançaram 0,9%, 2,4% e 0,5%, respectivamente. Entre as produtoras de petróleo, Santos disparou 3,1% e Woodside Energy subiu 0,6%, seguindo a alta nos preços do petróleo.

O Kospi da Coreia do Sul saltou 1,34% para fechar em 2.544,18 pontos.

O Nikkei do Japão fechou em queda de 0,73%, em 32.686,25 pontos. O setor financeiro liderou as quedas, enquanto os investidores do Japão aguardavam a decisão política do Banco do Japão na próxima semana.

O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 0,74%, em 16.367,00 pontos.

Na China continental, o índice Shanghai Composite caiu 0,33%, em 2.958,99 pontos, enquanto o Shenzhen Component recuou 0,62%, em 9.417,97 pontos.

EUROPA: Os mercados europeus recuperam na quinta-feira, com os investidores reagindo positivamente o sinal do Federal Reserve dos EUA de que ocorrerão cortes nas taxas de juro no próximo ano, com investidores atentos às decisões de política monetária do Banco Central Europeu e do Banco da Inglaterra.

O Banco Nacional Suíço manteve as taxas de juros estáveis ​​em 1,75%, em linha com as expectativas dos analistas, enquanto o banco central norueguês aumentou as taxas de juro em 25 pontos base, para 4,5%.

O índice pan-europeu Stoxx 600 subia 1,7% nas primeiras negociações, atingindo o seu ponto mais alto desde janeiro de 2022, com as ações do setor de mineração liderando os ganhos.

O DAX 30 da Alemanha chegou a ultrapassar a marca de 17.000 pontos pela primeira vez na quinta-feira, chegando a 17.003,28 pontos. Desde então, recua e fica próximo de 16.880 pontos, com alta de 0,7%. O índice está atualmente em alta de mais de 21% no acumulado do ano. A valorização ocorre apesar das dificuldades da economia alemã nos últimos meses. O país entrou em recessão técnica no primeiro trimestre de 2023 e espera-se que a economia contraia este ano.

O CAC 40 da França sobe 1,2%.

Em Londres, o FTSE 100 sobe 2,1%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American dispara 7%, Antofagasta sobe 5%, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto sobem 3,2% e 4%, respectivamente. A petrolífera BP sobe 2,1%.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA sobem na quarta-feira depois que o Federal Reserve indicou cortes nas taxas em 2024.

O Fed manteve as taxas de juro inalteradas num intervalo entre 5,25% e 5,5%, em linha com as expectativas de Wall Street. O sentimento do mercado melhorou depois que o FOMC apontou que três cortes nas taxas poderiam ser implementados no próximo ano. Esperam-se então novos cortes ao longo de 2025 e 2026, o que colocaria a taxa dos fundos federais na faixa de 2% a 2,25%.

O Fed também reduziu sua previsão de inflação para o próximo ano de 2,6% para 2,4%. No início da semana, o índice de preços ao consumidor mostrou que os preços tinham aumentado 3,1% numa base anual em Novembro.

O presidente do Fed, Jerome Powell, disse em entrevista coletiva após a reunião que “a inflação diminuiu de suas máximas e isso ocorre sem um aumento significativo no desemprego. Isso é uma notícia muito boa”.

Nas negociações regulares, o Dow saltou 1,40% durante o pregão regular, fechando em 37.090,24 pontos. Esta foi a primeira vez que o índice de 30 ações fechou acima de 37.000 pontos e quebrou sua máxima de fechamento anterior de janeiro de 2022. O S&P 500 adicionou 1,37%, terminando acima de 4.700 pontos pela primeira vez desde janeiro de 2022. O Nasdaq Composite ganhou 1,38%, em 14.733,96 pontos. Os três principais índices renovaram suas máximas de 52 semanas.

Os investidores estarão de olho nos dados econômicos na quinta-feira. Os números de pedidos semanais de seguro-desemprego serão divulgados às 10h30 horário do leste dos EUA. No mesmo horário será divulgado as vendas no varejo e importações de novembro. O relatório de estoques empresariais de outubro será divulgado às 12h00.

CRIPTOMOEDAS:
Btcoin: +4,31% em US $ 42.909,50
Ethereum: +4,95% em US $ 2.284,73

ÍNDICES FUTUROS – 7h40:
Dow: +0,32%
S&P 500: +0,34%
NASDAQ: +0,42%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: -1,05%
Bent: +1,79%
WTI: +1,77%
Soja: -0,23%
Ouro: +2,65%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Gratuito - Quero ver a lista de criptomoedas - clique no banner

Deixe um comentário