ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for discussion Cadastre-se para interagir em nossos fóruns de ativos e discutir com investidores ideias semelhantes.

Momento Cripto: ETFs de Bitcoin à vista estreiam com força, Circle prepara IPO, e mais

LinkedIn

GBTC, IBIT e FBTC têm estreia forte

Após anos de expectativa, os ETFs de Bitcoin foram finalmente aprovados nos EUA e começaram a ser negociados na quinta-feira. A BitMex Research classificou os 11 fundos recém-lançados por volume de negociação no primeiro dia, com os ETFs da Grayscale (AMEX:GBTC), BlackRock (NASDAQ:IBIT) e Fidelity (AMEX:FBTC) na liderança de volume.

Em comparação, o ETF de bitcoin baseado em futuros da ProShares (AMEX:BITO) gerou US$ 1 bilhão em volume no seu primeiro dia em outubro de 2021, enquanto o recorde de lançamento de um ETF individual é de US$ 2,1 bilhões. Os 11 ETFs atingiram US$ 2,3 bilhões em volumes de negociação até o momento da escrita.

Outros ETFs como o da Ark 21Shares (AMEX:ARKB), Bitwise (AMEX:BITB), Invesco (AMEX:BTCO), VanEck (AMEX:HODL) e da Franklin (AMEX:EZBC), também registraram movimentos de alta, com volumes variando entre US$ 10 milhões e US$ 100 milhões.

O Bitcoin (COIN:BTCUSD), enquanto isso, alcançou o preço máximo de US$ 49.102 nesta manhã, e desceu para o preço de US$ 45.932 no momento da escrita, no início da tarde. Fernando Pereira, analista da Bitget, comentou sobre o movimento dos preços do Bitcoin: “Enfim os pedidos por ETF foram aprovados, mas o Bitcoin pouco se movimentou com essa notícia. Isso, associado com a divergência que o preço vem mostrando (mais dias negativos do que positivos mesmo com o preço subindo) mostra que a demanda já está no final. Muito difícil passarmos dos 50 mil dólares no curto prazo. A festa está acabando“.

Bitwise destina lucros de ETF Bitcoin para desenvolvimento comunitário

A Bitwise Asset Management anunciou que 10% dos lucros do seu ETF Bitcoin (AMEX:BITB) serão doados para organizações que apoiam o desenvolvimento de código aberto do Bitcoin. O CEO Hunter Horsley expressou entusiasmo em financiar os desenvolvedores, especialmente os pioneiros da comunidade Bitcoin. Seguindo a recente aprovação da SEC de 11 ETFs Bitcoin, a Bitwise busca contribuir para a expansão da indústria, sem previsão de reembolso das doações. Os beneficiários foram selecionados por seu histórico no apoio ao desenvolvimento do Bitcoin, enfatizando a importância de um suporte sustentável ao Bitcoin Core Development.

A decisão dividida da SEC na aprovação de ETFs de Bitcoin à vista

O presidente da SEC, Gary Gensler, foi um dos três membros da comissão que votaram a favor da criação do primeiro ETF de Bitcoin à vista. Gensler, juntamente com Hester Peirce e Mark Uyeda, aprovaram os registros, enquanto Caroline Crenshaw e Jaime Lizárraga se opuseram. Apesar do apoio de Peirce à criptomoeda, Gensler manteve uma postura crítica, enfatizando riscos e a proteção ao cliente. A decisão controversa, segundo Crenshaw, pode comprometer a proteção dos investidores, marcando um momento significativo na regulação do mercado de criptomoedas. Em notícias relacionadas à violação de segurança da conta da SEC no X, o FBI está colaborando na investigação. A infração, ocorrida em 9 de janeiro, envolveu a publicação de um anúncio falso sobre a aprovação de ETFs de Bitcoin à vista, que foi rapidamente desmentido pela SEC e seu presidente Gary Gensler. A SEC esclareceu que o falso anúncio não foi preparado pela agência, desfazendo rumores de um lançamento prematuro.

Desafios no caminho para ETF Ether da SEC

O presidente da SEC dos EUA, Gary Gensler, expressou cautela sobre a aprovação de um ETF para Ethereum (COIN:ETHUSD), após o lançamento do ETF Bitcoin. Apesar da alta nos preços do ether, há dúvidas sobre sua classificação como commodity ou título, um fator crítico na decisão da SEC. Gensler reiterou que muitos ativos criptográficos são considerados contratos de investimento. Especialistas estão divididos sobre a probabilidade de um ETF ether ser aprovado em breve, com alguns otimistas e outros céticos, dependendo da abordagem regulatória da SEC.

Circle Internet Financial avança para IPO

A Circle Internet Financial, emissor da stablecoin USDC (COIN:USDCUSD) com valor de mercado acima de US$ 25 bilhões, deu um passo importante para se tornar uma empresa pública. A empresa submeteu confidencialmente um formulário S-1 à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, um procedimento padrão para IPOs. Detalhes como quantidade e preço das ações ainda são incertos, dependendo da revisão da SEC e de condições de mercado. Esta iniciativa segue discussões anteriores sobre um IPO e uma tentativa frustrada de abertura de capital em 2022, avaliando a empresa em US$ 9 bilhões.

Aave vota para adicionar stablecoin PYUSD do PayPal

O protocolo DeFi Aave está realizando uma votação para integrar o stablecoin PYUSD (COIN:PYUSDUSD), emitido pelo PayPal e pela Paxos Trust Company, ao seu pool Ethereum. A proposta, com 99,98% dos votos a favor, visa fortalecer as sinergias entre PYUSD e a stablecoin GHO (COIN:GHOUSD) da Aave. A Trident Digital, que apoia a liquidez PYUSD/USDC na Curve, planeja contribuir com até US$ 10 milhões em liquidez para PYUSD na Aave. A estratégia visa gerar demanda orgânica de empréstimos para PYUSD, impulsionando o ecossistema Aave.

JPMorgan destaca o impacto no mercado e mineração após aprovação dos primeiros ETFs de Bitcoin à vista

Segundo o JPMorgan Chase (NYSE:JPM), a pressão de compra de bitcoin e ações de mineradoras aumentou nos últimos meses. Os analistas Smith e Pearce do JPMorgan indicam incerteza quanto ao impacto futuro dessa novidade nas ações de bitcoin e mineração. Eles observaram que as ações de mineração subiram 131% nos últimos três meses, superando o aumento de 71% no valor do bitcoin. No entanto, ao mesmo tempo que alertam para possíveis vendas no setor, veem oportunidades de compra, destacando que o ETF não afeta diretamente a economia de mineração. “Nossa sensação é que as ações de mineração precisam de uma pausa, mas esperamos que o desempenho das ações acompanhe os preços do bitcoin nas próximas semanas.” O JPMorgan mantém uma visão otimista para o ano na mineração de bitcoin, destacando a Iris Energy (NASDAQ:IREN) como uma escolha promissora.

Ações da Coinbase e Robinhood reagem em queda

As ações da Coinbase Global (NASDAQ:COIN) e Robinhood Markets (NASDAQ:HOOD) sofrem quedas na quinta-feira após a aprovação dos ETFs de Bitcoin pela SEC dos EUA, gerando incertezas sobre o impacto nas plataformas de negociação de criptografia. Ambas as empresas, que tiveram início positivo na sessão, recuaram mais de 4% e 2%, respectivamente, no momento da escrita. A aprovação dos ETFs é vista como um marco no espaço criptográfico, mas levanta preocupações sobre a pressão competitiva para essas empresas. Apesar de ser a custodiante de muitos desses ETFs, analistas do JPMorgan (NYSE:JPM) veem um cenário misto para a empresa, com potencial concorrência direta aos seus serviços. Vlad Tenev, CEO da Robinhood, anunciou que a plataforma de investimentos adicionará ETFs de Bitcoin à vista tão logo seja possível. Enquanto isso, tanto a Coinbase quanto a Robinhood tiveram um desempenho excepcional no ano anterior, com aumentos significativos em suas ações.

Polymarket registra volume recorde

A Polymarket, plataforma de apostas descentralizada, registrou um impressionante volume de US$ 5,7 milhões após a SEC dos EUA aprovar ETFs de Bitcoin, superando sua média diária de US$ 300.000 e até mesmo o volume da OpenSea. Segundo análises de Richard Chen da 1confirmation, a Polymarket se destacou após a decisão da SEC, com um contrato específico sobre a aprovação do ETF de Bitcoin atraindo mais de US$ 12 milhões em apostas. A plataforma também viu um aumento significativo no número de usuários ativos, alcançando o maior nível desde abril de 2022.

Coreia do Sul mantém restrições a ETFs de criptomoedas

A Comissão de Serviços Financeiros da Coreia do Sul confirmou que continuará restringindo o lançamento de ETFs de criptomoedas por instituições financeiras. Apesar da aprovação de ETFs de Bitcoin nos EUA, o regulador sul-coreano não planeja revisar ou suspender sua proibição, citando a proteção dos investidores e a estabilidade dos mercados financeiros. Desde 2017, a Coreia do Sul não considera criptomoedas como ativos financeiros e proíbe investimentos institucionais nelas. A nação está trabalhando em uma regulamentação de duas partes para criptomoedas, com a primeira fase prevista para julho de 2024.

Reestruturação e crescimento no NEAR Protocol

A Near Foundation, responsável pelo NEAR Protocol (COIN:NEARUSD), anunciou uma redução de 40% em sua equipe, apesar do desenvolvimento significativo no último ano. Esta decisão, influenciada pelo NFC, afeta principalmente os departamentos de marketing e desenvolvimento de negócios, mantendo a equipe de engenharia. O CEO Illia Polosukhin explicou que a mudança visa focar em atividades de maior impacto e promover a descentralização. Paralelamente, o ecossistema financeiro descentralizado do NEAR mostrou forte desempenho, com o valor total bloqueado ultrapassando US$ 100 milhões e o token NEAR crescendo 17,25% no dia anterior.

Vitalik Buterin apoia aumento de limite de gás no Ethereum

Vitalik Buterin, cofundador do Ethereum (COIN:ETHUSD), defendeu um aumento de 33,3% no limite de gás do bloco Ethereum, de 30 para 40 milhões de unidades. Esta mudança permitiria mais transações por bloco, melhorando a eficiência da rede. Buterin destaca que o limite atual se manteve estável por quase três anos, enquanto Martin Köppelmann da Gnosis reconhece que tal aumento exigiria mais recursos operacionais dos nós. Jesse Pollak, da Coinbase, também apoia a ideia, destacando os benefícios potenciais. Diferente de outras mudanças, este ajuste pode ser feito diretamente pelos validadores ajustando suas configurações de nó.

Mantle (MNT) alcança novo recorde

O Mantle (COIN:MNTLLUSD) atingiu um novo pico histórico, continuando sua tendência ascendente desde outubro de 2023. O ativo digital rompeu a barreira anterior de US$ 0,53 em dezembro e, após uma fase de consolidação, iniciou outra onda de crescimento, ultrapassando no momento da escrita a marca de US$ 0,80. Analistas, como Defi Maestro e KashKysh, estão otimistas, destacando o volume de transações diárias e o potencial dos ecossistemas Ethereum e soluções de camada 2. A análise técnica sugere uma trajetória parabólica para o MNT, apontando para uma possível alta de 17%, possivelmente atingindo US$ 0,93.

Erro de compra custoso em moeda meme

Um trader, possivelmente por um erro, gastou quase US$ 9 milhões em três grandes transações para adquirir a moeda meme WIF de Solana. Estas compras desencadearam um aumento de preço temporário para US$ 3 devido à baixa liquidez, seguido por uma queda para 15 centavos. O resultado foi uma perda substancial de mais de US$ 5,7 milhões para o trader. Este evento destaca os riscos de negociar em pools de liquidez baixa e gerou especulações de ser um golpe de marketing para chamar atenção para o WIF, que já foi um grande sucesso no ecossistema Solana.

Cookie3 e Chainwire formam parceria estratégica para análise Web3

A Cookie3, uma plataforma analítica para usuários Web3, anunciou uma colaboração com o serviço de distribuição de comunicados Chainwire. Esta parceria, revelada em 10 de janeiro, permite às empresas monitorar o impacto de seus comunicados à imprensa na blockchain. O Cookie3 oferece um desconto de 10% para os usuários do Chainwire, que podem ser acessados com o código ‘campanhas’. O comunicado destaca que os clientes da Cookie3 terão acesso facilitado aos serviços de PR da Chainwire e vice-versa, com a Chainwire fornecendo análises aprimoradas de usuário.

CoinGecko enfrenta ataque hacker no X e emite alerta de segurança

A CoinGecko, conhecida por rastrear preços de criptomoedas, teve sua conta na plataforma X comprometida, resultando na divulgação fraudulenta de uma nova criptomoeda, GCKO. Hackers promoveram um falso airdrop de token através de um link suspeito. A CoinGecko alertou seus usuários para não interagirem com o conteúdo malicioso. O ataque ocorreu devido a um clique acidental em um link fraudulento por um membro da equipe, apesar de medidas de segurança como a autenticação de dois fatores. A CoinGecko já recuperou o controle de suas contas e pediu desculpas pelo incidente.

Deixe um comentário