ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Atenção para o PPI dos EUA, último dado importante antes da reunião do Fed na semana que vem

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de três minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: Os mercados da Ásia fecharam mistos nesta quinta-feira, depois da recuperação de Wall Street impulsionada pelo setor de tecnologia.

O Nikkei do Japão reverteu as perdas para fechar em alta de 0,46%, em 38.867,00 pontos, com ações defensivas de serviços públicos liderando os ganhos enquanto os investidores permaneciam cautelosos. Os investidores estavam concentrados nas negociações salariais da primavera no Japão. Várias grandes empresas japonesas concordaram com aumentos salariais substanciais na quarta-feira, com a primeira estimativa geral prevista para sexta-feira, sustentando o ímpeto para aumentos num país que há décadas luta contra o baixo crescimento salarial. As negociações anuais deste ano, conhecidas como shuntō, terminam este mês e estão sendo monitoradas de perto pelas autoridades do Banco do Japão, uma vez que os desenvolvimentos podem ser um fator decisivo na decisão do BoJ para ajustar a sua política monetária ultrafrouxa na reunião da próxima segunda e terça-feira.

O Kospi da Coreia do Sul subiu 0,94% para 2.718,76 pontos, quebrando uma sequência de quatro dias de altas consecutivas. O Serviço Nacional de Pensões da Coreia do Sul manifestou apoio ao plano do governo para resolver o chamado “desconto da Coreia” nos mercados de ações do país. Este desconto refere-se às avaliações mais baixas das empresas sul-coreanas em comparação com os seus pares globais.

O índice Hang Seng de Hong Kong perdeu 0,83% após subir no início do dia, enquanto o CSI 300 da China continental fechou em queda de 0,28%, em 3.562,22 pontos.

Na Austrália, o S&P/ASX 200 encerrou o dia com queda de 0,20%, em 7.713,60 pontos, apesar da recuperação das mineradoras devido à força contínua do ouro. Cinco dos 11 setores negociavam em território negativo. As mineradoras de ouro, que tem se recuperado recentemente, continuaram sua ascensão, com Evolution Mining subindo 6%, Northern Star Resources avançando 1,9% e Newmont adicionando 1,2%. Os pesos-pesados do índice e as gigantes do minério de ferro BHP e Rio Tinto subiram 2,7% e 1,9%, respectivamente, mas o setor financeiro, altamente ponderado no índice, puxou o índice de referência para baixo, com três dos quatro grandes bancos entre os piores desempenhos no “benchmark”. Westpac e ANZ caíram 3,8%, NAB caiu 2,8% e o maior banco do país, CBA, caiu 1,1%.

EUROPA: Os mercados europeus buscam valorização na abertura de quinta-feira, com os investidores atentos a outra leitura importante da inflação nos EUA para fevereiro.

O pan-europeu Stoxx 600 sobe 0,3% nas negociações matinais, com as ações de bens domésticos lideraram os ganhos, enquanto as mineradoras caem.

O alemão DAX 30 sobe 0,1% e o francês CAC 40 adiciona 0,8%.

Em Londres, o FTSE 100 cai 0,1%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American sucumbe 4,8%, Antofagasta recua 0,9%, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto recuam 0,3% e 0,9% respectivamente. A petrolífera BP sobe 0,8%.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA sobem nesta quarta-feira, enquanto os investidores aguardam outra leitura de inflação.

Os principais índices de ações encerraram a sessão de quarta-feira com atividade mista. Um declínio acentuado no setor de tecnologia, especialmente porque a Nvidia caiu 1,1%, puxou o S&P 500 e o Nasdaq Composite para baixo, com os dois índices de referência caindo 0,19% e 0,54%, respectivamente. Sete dos 11 setores do S&P terminaram o dia com uma nota positiva, com energia e materiais na liderança. O Dow, por outro lado, subiu 0,10%.

Os investidores estão atentos ao índice de preços ao produtor de fevereiro, que será divulgado às 9h30 desta quinta-feira. O levantamento é uma medida da inflação no atacado. Economistas esperam que o IPP global tenha crescido 0,3% em fevereiro, ou 0,2% quando excluindo os preços dos alimentos e da energia. O relatório do PPI é o último grande dado econômico a ser divulgado antes da próxima reunião de política do Federal Reserve, marcada para 19 e 20 de Março.

O maior tema do mercado neste momento é a liquidação no setor de tecnologia. A Apple e Tesla continuaram a cair devido ao enfraquecimento das vendas no mercado chinês e à falta de incentivos à inteligência artificial. Entretanto, um projeto de lei recentemente aprovado pela Câmara que poderá levar à proibição do TikTok, pode ter ramificações maiores tanto no setor tecnológico como nas ações ligadas à China.

Na agenda econômica da quinta-feira, os investidores também estarão atentos ao relatório semanal de pedidos de seguro-desemprego e às vendas no varejo às 9h30.

CRIPTOMOEDAS:
Bitcoin: -0,14% em US $ 73.170,7
Ethereum: -1,85% em US $ 3.974,90

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:
Dow: +0,29%
S&P 500: +0,34%
NASDAQ: +0,48%

COMMODITIES:
MinFe: -2,62%%
Bent: +0,69%
WTI: +0,79%
Soja: +0,61%
Ouro: -0,26%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário