ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Agenda econômica semanal (24 a 28 de junho): investidor aguarda ata, IPCA-15, dados de emprego; PIB e PCE dos EUA e mais…

LinkedIn

A última semana de junho traz uma agenda de indicadores doméstica cheia. Na segunda, mercado atento à atualização das previsões no boletim Focus. Na terça, logo às 8h, sai a ata da reunião do Copom. Na quarta, sai o IPCA-15 de junho e o Tesouro vai divulgar o relatório da dívida e também o seu resultado em maio. Na quinta, atenção para o IGP-M de junho e para os dados do Caged sobre o mercado de trabalho. Na sexta, às 9h, o IBGE libera a taxa de desemprego até maio.

Destaque especial para a divulgação na próxima quinta do Relatório Trimestral de Inflação. Não tanto pelos números, mas pela coletiva que será concedida por Roberto Campos Neto. A dúvida é sobre o tom a ser adotado pelo presidente do BC na sua fala, após a semana de intensos ataques por parte de Lula.

No exterior, mais dados estão por vir, e um deles é o indicador favorito do banco central dos Estados Unidos. Na próxima semana, o país vai divulgar o PCE de junho, que vai trazer dados do consumo norte-americano. Teremos também o índice Case/Shiller de preços de imóveis, a confiança do consumidor, vendas de imóveis novos e as pendentes de imóveis, estoques de petróleo, pedidos de seguro-desemprego, pedidos de bens duráveis, a leitura revisada do PIB do primeiro trimestre, estoques no atacado, a renda e gastos pessoais, e o índice Michigan de confiança do consumidor.

Na Alemanha, teremos o índice IFO de confiança do empresário, o Gfk de confiança do consumidor, a taxa de desemprego e as vendas no varejo. A zona do euro divulga a base monetária e a confiança do consumidor. O Reino Unido publica a leitura revisada do PIB do primeiro trimestre de 2024.

O Japão publica o índice de indicadores antecedentes, a produção industrial e a taxa de desemprego. A China divulga o lucro das indústrias e os PMIs oficiais dos setores industrial e de serviços.

Conheça a Agenda Econômica mundial da ADVFN

 

Deixe um comentário