Embora a Bolsa tenha estado fechada na segunda e terça-feira, e aberto na quarta após as 13 horas, o restante da semana trouxe muitas informações relevantes que você confere agora neste resumão da semana em 7 fatos marcantes.

  1. Governo de Singapura aumenta participação na TOTVS (BOV:TOTS3)

Na semana passada, falamos que a TOTVS foi a companhia que teve mais valorização das ações na semana, muito devido aos seus resultados financeiros e operacionais do 4T20 e do acumulado do ano passado, que superaram as expectativas. Na sexta-feira, mais uma boa notícia para a empresa. O governo de Singapura aumentou sua participação acionária na companhia. Pouco menos de um ano, em março de 2020, ele havia vendido participação e agora voltou atrás na decisão e retomou a posição de terceiro maior acionista da empresa, (com 5,21% de participação), atrás da gestora BlackRock (6,22%) e da LC EH Participações e Empreendimentos (13,89%), fundo de investimentos de Laércio Cosentino, atual CEO e um dos fundadores da empresa.

  1. Não teve Carnaval, mas teve Embraer (BOV:EMBR3) voando alto no retorno do feriado e também no acumulado da semana

Na quarta-feira, mesmo com um horário reduzido para negociações na Bolsa, a Embraer fechou o dia com alta de 14%, após informação de que a companhia alemã de aviação Lufthansa estaria em negociações com algumas fabricantes de aviões para adequar certos pedidos feitos antes da pandemia. A intenção é trocar os pedidos de aeronaves maiores para outras menores, já que a houve uma diminuição na demanda por voos.

Entre as empresas com as quais a Lufthansa mantém negociação está justamente a Embraer, além da Boeing e da Airbus. Os papéis da empresa brasileira, fabricante de aeronaves, tiveram uma alta de cerca de 12% no acumulado da semana, sendo os mais valorizados.

  1. Além de Embraer, empresas de commodities ganharam alto na semana

PetroRio (BOV:PRIO3), CSN (BOV:CSNA3), Suzano (BOV:SUZB3) e Vale (BOV:VALE3), depois da Embraer (EMBR3), são as ações mais valorizadas na semana, ficando com alta de 9%, 6%, 5% e 4%, respectivamente.

No caso do petróleo, a valorização foi impulsionada pelos altos preços da commodity. O petróleo WTI chegou a marcar US$ 60 o barril, maior valor desde março do ano passado, quando começou a pandemia. Lembrando que o WTI (West Texas Intermediate) é usado como referência internacional. Já o petróleo tipo Brent chegou a quase US$ 65, maior alta desde janeiro de 2020.

O aumento dos preços se deu em virtude de uma histórica onda de frio que atinge o Texas, nos Estados Unidos, o que interrompeu a produção e o abastecimento na maior refinaria do país, além de impedir as exportações de petróleo e combustíveis dos EUA. A produção da commodity está 3,5 milhões de barris por dia abaixo da média antes da chegada das baixas temperaturas, marcando o maior declínio de produção na história do país.

******

Vimos que PetroRio ganhou vantagem, mas e a Petrobras (BOV:PETR3), uma das empresas que mais recebem impacto dos preços internacionais do petróleo? Ela tem enfrentado mais um dilema com o presidente Jair Bolsonaro, após ter aumentado de novo o preço de combustíveis nesta semana. Esse aumento somado à declaração do presidente da estatal, Roberto Castello Branco, de que “não tenho nada a ver com caminhoneiro”, fez com que o presidente da República antecipasse que “alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias”, renovando especulações no mercado de ingerência política no comando da companhia.

Bolsonaro disse que “vai ter consequência” a declaração de Castello Branco. Ele também anunciou que, a partir de 1 de março, o governo irá zerar os impostos federais incidentes no diesel e no gás de cozinha. Nas últimas semanas, a estatal anunciou aumentos de 15,2% para o diesel e de 10,2% para a gasolina.

******

Já o minério de ferro chegou a marcar uma alta de 7% na quinta-feira, com o retorno da demanda chinesa após o Ano Novo Lunar. Em se tratando da CSN, houve mais um motivador, que você confere no destaque a seguir. Já a Suzano pegou carona na boa performance das commodities e também ainda repercutindo o seu desempenho do quarto trimestre, que marcou um lucro líquido 400% maior do que o registrado no mesmo período de 2019 – apesar de, no acumulado do ano, o balanço ter revelado um prejuízo de R$ 10 bilhões.

  1. Na IPO, CSN Mineração (BOV:CMIN3) sobe 5,8%

O papel CMIN3 fechou com ganhos de 5,88% no primeiro dia de operações na Bolsa, a R$ 9,00, após chegar a saltar 16,35%, a R$ 9,89, na máxima intradiária. A IPO da CSN Mineração somou R$ 5,2 bilhões. Dessa forma, a companhia passa a ser avaliada, levando em consideração o valor de mercado, em R$ 47,5 bilhões.

A sua controladora, a CSN (CSNA3), também chegou a subir forte na sessão, com ganhos máximos de 8,43% (R$ 36,66), mas fechou com variação mais modesta, de 1,12% (R$ 34,16), também acompanhando a piora do mercado ao longo do dia. O Ibovespa fechou em queda de 0,96%, a 119.198 pontos.

A CSN Mineração é a segunda maior exportadora de minério de ferro do Brasil, possuindo 3 bilhões de toneladas. A companhia, controlada pela CSN, congrega duas minas: a Namisa e a Casa de Pedra, produtora de um dos minérios de maior qualidade da região.

Antes da IPO, a CSN tinha quase 90% da CSN Mineração. Um consórcio asiático detinha o restante. Na abertura de capital, além da CSN, foram vendedores na oferta dois sócios asiáticos, a Posco e a Japão Brasil Minério de Ferro Participações (JBMF), mas que seguem como acionistas.

Após a IPO, a CSN tem participação de cerca de 77% na sua unidade de mineração. A Glencore, gigante anglo-suíça que opera trading e mineradoras, ficou com 25% de toda a oferta da CSN Mineração, obtendo uma participação de 3% na empresa. A gigante investiu  US$ 250 milhões, o equivalente a R$ 1,34 bilhão. De acordo com especialistas do mercado, a tendência é que as duas empresas caminhem para uma parceria para atender à China, maior mercado consumidor de minério de ferro do mundo.

  1. Outra estreante da semana foi a Eletromidia (BOV:ELMD3), que teve queda nas ações em seu primeiro dia na Bolsa

As ações da Eletromídia fecharam o primeiro dia de negociação na B3 em queda de 1,74%, a R$ 17,50. A companhia de painéis de publicidade captou R$ 871,6 milhões com a IPO, cujos recursos serão direcionados para a expansão em andamento, além de investimentos em tecnologia e transformação digital, e aquisições e novas concessões.

  1. A Orizon (BOV:ORVR3) abriu estável no seu primeiro pregão

As ações da Orizon fecharam estáveis a R$ 22,00. A empresa atua na parte de tratamento de resíduos e na prestação de serviços ambientais de alto valor agregado. Entre os clientes já atendidos pela companhia estão nomes como Braskem (BRKM5), Ultrapar (UGPA3) e Cyrela (CYRE3).

A abertura de capital da Orizon movimentou R$ 554 milhões. Os recursos serão destinados integralmente para investimentos, aquisições potenciais, amortização de dívida e capital de giro.

  1. Em termos de balanços, Carrefour (BOV:CRFB3) e JHSF (BOV:JHSF3) superam as expectativas nos resultados apresentados

O Grupo Carrefour Brasil registrou, em 2020, lucro líquido atribuível aos controladores de R$ 2,76 bilhões, avanço de 43% em relação ao ano anterior. No quarto trimestre de 2020, o lucro líquido atribuível aos controladores foi de R$ 935 milhões, o que representa um avanço de 47% em relação aos R$ R$ 636 milhões registrados no mesmo período de 2019. Veja as informações do balanço completas clicando aqui. 

Já a JHSF Participações, dona de negócios de luxo como o shopping Cidade Jardim, os restaurantes Fasano e o complexo de aeroporto e outlet Catarina, entre outros, divulgou um avanço de 98,6% no lucro líquido de 2020, para R$ 638,9 milhões. Apesar disso, no 4T20, a empresa teve queda de 10,4% no lucro líquido, de R$ 211 milhões para R$ 189,2 milhões, em relação ao mesmo intervalo de 2019. Veja as informações do balanço completas clicando aqui.

=> Confira todos os balanços das empresas divulgados até agora. 

*****

Para a próxima semana:

Alguns balanços previstos: Itausa (BOV:ITSA4) em 22/02; Banestes (BOV:BEES3), Pão de Açúcar (BOV:PCAR3), CSN (BOV:CSNA3) no dia 23/02; Gerdau (BOV:GOAU4), Petrobras (BOV:PETR3) e WEG (BOV:WEGE3); Ecorodovias (BOV:ECOR3), Intermedica (BOV:GNDI3) e Gol (BOV:GOLL4) no dia 25/02.

Para ver a lista com todos os balanços que serão divulgados na próxima semana, clique aqui.

Gostou deste resumo? Comenta aqui embaixo e aproveite para compartilhar o conteúdo com seus amigos!

JHSF PART ON (BOV:JHSF3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Nov 2021 até Dez 2021 Click aqui para mais gráficos JHSF PART ON.
JHSF PART ON (BOV:JHSF3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2020 até Dez 2021 Click aqui para mais gráficos JHSF PART ON.