A Natura &Co Holding divulgou novas projeções financeiras e ainda uma revisão da projeção de sinergias com a Avon International. O novo guidance aponta para uma receita líquida consolidada entre R$ 47 bilhões a R$ 49 bilhões em 2023.

O Fato Relevante foi divulgado pela empresa (BOV:NTCO3)  nesta sexta-feira (16).

A empresa espera ainda uma margem Ebitda consolidada entre 14% a 16% em 2023. A empresa também divulgou guidance para o Índice de Endividamento Líquido Consolidado. A previsão é ter uma dívida líquida igual ou menor que 1,0 vez o Ebitda dos 12 meses anteriores a 31 de dezembro de 2023.

Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa observa que as projeções divulgadas têm como premissas o orçamento consolidado da Companhia para o ano corrente, bem como o plano estratégico para os exercícios sociais posteriores.

Além disso, a companhia considera crescimento do mercado global de cosméticos, fragrâncias e itens de cuidado pessoal; expectativa do aumento de penetração das vendas online;
plano de transformação da Avon International suportado por investimentos na implantação de um novo modelo comercial, digitalização do negócio e programa de rejuvenescimento da marca; e investimentos para evolução do modelo de venda direta digitalizada, inovação de produtos e expansão geográfica. Além disso, a empresa detalha que todos os valores denominados em US$ consideram a taxa de câmbio de US$ 1,00 para R$5,00.

Margem Ebitda

Para projeção de Margem Ebitda, a companhia utilizou como premissas o crescimento da receita de todos os canais de distribuição, como venda direta, lojas próprias, e-commerce, franquias e outros; ganho de alavancagem operacional decorrentes do aumento da receita consolidada;
expansão da margem Ebitda a partir da expansão do indicador da Avon International; o contínuo aumento da margem do segmento Natura &Co Latam e, dos demais segmentos de negócio com base em seus respectivos planos estratégicos com foco em inovação e expansão dos seus canais de vendas, como por exemplo, varejo e e-commerce; além da concretização da captura das sinergias decorrentes da combinação de negócios com a Avon.

A empresa pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 12 de maio.

Amargo prejuízo de R$ 663,7 milhões em 2020, com aquisição e incorporação da Avon

A multinacional brasileira de cosméticos Natura &Co., dona da Natura, Avon, The Body Shop e Aesop, amargou um prejuízo de R$ 663,7 milhões, contra um lucro de R$ 173 milhões em 2019, atribuído especialmente à aquisição e incorporação da Avon.

Considerando o PPA (Alocação de Preço de Compra), o lucro de 2019 foi de R$ 155,5 milhões.

A receita líquida entre 2019 e 2020 cresceu 12,1%, para R$ 36,922 bilhões. Se considerado o PPA, a receita líquida mais do que dobrou, avançando 155,6%.

NATURA ON (BOV:NTCO3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jun 2021 até Jul 2021 Click aqui para mais gráficos NATURA ON.
NATURA ON (BOV:NTCO3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jul 2020 até Jul 2021 Click aqui para mais gráficos NATURA ON.