As ações do Carrefour operam em forte baixa na Bolsa de Paris na manhã desta quarta-feira, dia 1º, após o investidor Bernard Arnault revelar que está vendendo sua fatia no grupo varejista francês. Por volta das 7h30 (de Brasília), o papel do Carrefour sofria um tombo de 4,2% na bolsa francesa, depois de abrir os negócios com queda de mais de 5%.

Na terça-feira, 31, o Carrefour informou que o grupo Agache havia decidido vender a participação que ainda possui na empresa. Agache é a holding company de Arnault, fundador e diretor executivo da LVMH Moët Hennessy Louis Vuitton SE, o conglomerado francês de artigos de luxo.

A venda da fatia faz parte de um processo de saída do Carrefour (BOV:CRFB3) iniciada em setembro de 2020, segundo a varejista, mas repercutiu mal entre analistas. Para Clement Genelot, analista da Bryan Garnier, a decisão representa um sinal negativo por parte de Arnault, que venderá sua fatia com um desconto de 16 euros por ação, o que significa que terá um grande prejuízo com a operação. Arnault começou a investir no Carrefour em 2007 e ampliou sua participação gradualmente, comprando a maioria das ações por mais de 40 euros, cada.

O gesto é surpreendente, diz Genelot, visto que o Carrefour está realinhando sua estratégia geográfica e deverá vender ativos em Taiwan e no Leste Europeu para se concentrar em seus mercados principais, na Europa Ocidental e no Brasil.

Informações Broadcast
CARREFOUR ON (BOV:CRFB3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Nov 2021 até Dez 2021 Click aqui para mais gráficos CARREFOUR ON.
CARREFOUR ON (BOV:CRFB3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2020 até Dez 2021 Click aqui para mais gráficos CARREFOUR ON.