Grupo SBF, dono da rede Centauro, registrou lucro líquido de R$ 14,9 milhões no terceiro trimestre, queda de 93,2% na comparação anual.

A receita líquida consolidada do Grupo SBF no período foi de R$ 1,469 bilhão, com baixa de 1,4% em relação ao mesmo trimestre de 2021.

Desse total, R$ 868,7 milhões foram provenientes da Centauro, enquanto a Fisia totalizou R$ 719,2 milhões no terceiro trimestre deste ano, com queda de 12,8% na comparação com o 3T21.

As venda mesmas lojas da unidade cresceu 13,9%. A empresa destaca que as vendas digitais responderam por 27,5% das receitas totais, mantendo crescimento.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – foi de R$ 143,2 milhões no terceiro trimestre, redução de 43,2% em um ano. Em termos ajustados, o indicador foi de R$ 161 milhões, queda de 35,9% em um ano. A margem Ebitda ficou em 11%, redução de 5,9 pontos percentuais sobre o terceiro trimestre de 2021.

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 72,7 milhões no terceiro trimestre de 2022, ante perdas financeiras de R$ 44,7 milhões na mesma etapa de 2021.

O lucro bruto ajustado da companhia alcançou os R$ 34,3 milhões no último trimestre, correspondente a uma queda de 68,8% em relação ao 3T21. A margem bruta ajustada caiu 3 pontos percentuais no terceiro trimestre de 2022, para 47,9%.

O aumento das despesas financeiras líquidas reflete o aumento do endividamento da Companhia e o aumento das taxas de juros no período.

As despesas operacionais somaram R$ 543,6 milhões no 3T22, um crescimento de 29,8% em relação ao mesmo período de 2021.

O fluxo de caixa operacional foi negativo em R$ 70,7 milhões no 3T22, impactado majoritariamente pelo crescimento da companhia, que resultou no consumo natural de capital de giro, além do acúmulo de créditos de ICMS no estado de SP por Fisia, situação que mudará com o acesso desta unidade de negócio ao Incentivo Fiscal.

O capex do 3T22 teve uma contração de -16,2% quando comparado ao 3T21. No acumulado do ano, tivemos um aumento de 2,4% em comparação com o período de 9 meses de 2021. Reflexo de um ritmo menos acelerado de inaugurações e reformas de lojas e uma aceleração nos investimentos em projetos estruturantes de Tecnologia e Logística, com destaque para as migrações sistêmicas de ERP de Centauro e Físia, o desenvolvimento da nova solução tecnologia proprietária de aplicativo mobile, internalização da plataforma digital de nike.com.br e inauguração do novo service center logístico em São Paulo.

Em 30 de setembro de 2022, a dívida líquida ajustada da companhia era de R$ 1,042 bilhão, um crescimento de 114,4% na comparação com a mesma etapa de 2021.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida ajustada/Ebitda ajustado, ficou em 1,35 vez em setembro/22, um aumento de 0,55 vez em relação ao mesmo período de 2021.

Em relatório de resultados, a companhia diz que o “aumento do saldo de empréstimos e financiamentos do terceiro trimestre de 2022, quando comparados ao mesmo período de 2021, refletem as novas dívidas tomadas para financiar o crescimento da companhia e suas necessidades de investimento”.

Os resultados do Grupo SBF (BOV:SBFG3) referente suas operações do terceiro trimestre de 2022 foram divulgados no dia 01/11/2022. Confira o Press Release completo!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Suno

Grupo SBF ON (BOV:SBFG3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jan 2023 até Fev 2023 Click aqui para mais gráficos Grupo SBF ON.
Grupo SBF ON (BOV:SBFG3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Fev 2022 até Fev 2023 Click aqui para mais gráficos Grupo SBF ON.