A Gerdau vai investir R$ 3,2 bilhões entre 2023 e 2026 em uma nova plataforma de mineração sustentável em Minas Gerais. O montante segue o ciclo de investimentos realizado no estado nos últimos anos, para modernização, atualização tecnológica, aprimoramento de práticas ambientais e ampliação de suas operações locais.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:GGBR3) (BOV:GGBR4) nesta quinta-feira (15).

A nova capacidade anual de produção de minério de ferro da empresa na mina de Miguel Burnier, distrito de Ouro Preto, de 5,5 milhões de toneladas: está prevista para entrar em operação no final de 2025 0 projeto permitirá à empresa aumentar a competitividade de suas operações e ampliar futuramente sua produção de aço em Minas Gerais.

O investimento, que compreende equipamentos e processos com as tecnologias mais modernas disponíveis, seguirá as melhores práticas de mineração e contará com o método de empilhamento a seco para disposição de 100% dos rejeitos de mineração, eliminando a necessidade do uso de barragem. O uso do mineroduto para o transporte do minério de ferro também reforça o compromisso com uma mineração sustentável.

Atualmente, a Gerdau possui uma das menores médias de emissão de gases de efeito estufa (C02e), de 0,89 t de C02e por tonelada de aço, o que representa aproximadamente a metade da média global do setor, de 1,91 t de C02e por tonelada de aço (worldsteel). Para 2031, a meta é diminuir as emissões de carbono para 0,83 t de COe por tonelada de aço.

O minério de ferro que será produzido neste novo investimento será, em sua totalidade, direcionado para o abastecimento das unidades de produção de aço da Gerdau no Estado (Ouro Branco, Barão de Cocais, Divinópolis e Sete Lagoas).

Informações Agência CMA
GERDAU PN (BOV:GGBR4)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mar 2024 até Abr 2024 Click aqui para mais gráficos GERDAU PN.
GERDAU PN (BOV:GGBR4)
Gráfico Histórico do Ativo
De Abr 2023 até Abr 2024 Click aqui para mais gráficos GERDAU PN.