As ações da Vale (BOV:VALE3) e das empresas siderúrgicas apresentaram ganhos durante a sessão desta terça-feira (22), impulsionadas pelo aumento no preço do minério de ferro. O minério de ferro continuou a sua tendência de alta, impulsionando o índice de referência de Cingapura para o seu patamar mais elevado em mais de três semanas. Esse avanço foi sustentado por medidas de apoio destinadas a fortalecer a recuperação econômica da China, bem como pelos indícios de uma crescente demanda chinesa.

Por volta das 10h07 (horário de Brasília), as ações da VALE3 registraram um aumento de 1,90%, atingindo R$ 62,35. No mesmo período, a Usiminas (BOV:USIM5) teve uma alta de 1,15%, alcançando R$ 6,96, enquanto a Gerdau (BOV:GGBR4) e a CSN (BOV:CSNA3) também apresentaram valorizações de 1,57% e 1,81%, respectivamente, com os valores de R$ 25,31 e R$ 12,31.

Na Bolsa de Cingapura, o contrato de setembro mais ativo do minério de ferro subiu até 3,4%, chegando a US$ 111,05 por tonelada, o que representou a máxima desde 27 de julho. Além disso, o minério de ferro mais negociado para janeiro na Dalian Commodity Exchange, na China, fechou o dia com um aumento de 4,5%, atingindo 805,50 iuanes (equivalente a US$ 110,52) por tonelada. Isso marcou o nono dia consecutivo de valorização.

Atilla Widnell, diretor administrativo da Navigate Commodities, mencionou que a retomada das medidas de política de flexibilização fiscal e monetária, tanto em âmbito municipal quanto provincial, na China, está ganhando impulso. Ele observou que isso tem contribuído para a tendência atual e que a China permitiu a emissão de 1,5 trilhão de iuanes em títulos especiais de financiamento por 12 províncias e regiões. Essa medida visa melhorar o financiamento para projetos de construção e infraestrutura.

A redução das taxas de juros pelo Banco Popular da China, juntamente com a lenta recuperação da demanda por aço, também foi apontada por Widnell como impulsionadora de “picos temporários de alta” nos preços.

A empresa de consultoria e dados da indústria Mysteel mencionou que a produção elevada de ferro gusa e os baixos estoques de minério de ferro nos portos têm contribuído para a resiliência dos preços das matérias-primas no curto prazo. Eles afirmaram que os agentes do mercado chinês estão antecipando uma demanda doméstica robusta por aço em setembro, que é historicamente um período de alta demanda.

No entanto, o Goldman Sachs expressou cautela em relação ao recente aumento do preço da commodity, contrariando sua expectativa de um excedente no mercado de minério de ferro durante o segundo semestre. O banco ressaltou que os dados recentes podem não indicar necessariamente um cenário fundamental mais apertado, uma vez que a demanda por aço na China ainda enfrenta pressões significativas devido à desaceleração no setor imobiliário. O banco também levantou a possibilidade de que as usinas siderúrgicas tenham aumentado temporariamente a produção antes dos cortes nacionais previstos a partir de setembro, a fim de acumular estoques para vendas futuras antes das restrições entrarem em vigor.

Esse ajuste de curto prazo poderia explicar a aparente força da demanda semanal e a resistência da demanda imediata por minério de ferro. Com a expectativa de um aumento na oferta transoceânica pelo restante do ano, é esperado que os estoques portuários mais elevados, em particular, exerçam pressão contínua sobre os preços.

GERDAU PN (BOV:GGBR4)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mar 2024 até Abr 2024 Click aqui para mais gráficos GERDAU PN.
GERDAU PN (BOV:GGBR4)
Gráfico Histórico do Ativo
De Abr 2023 até Abr 2024 Click aqui para mais gráficos GERDAU PN.