A Unipar registrou lucro líquido consolidado de R$ 190,8 milhões no terceiro trimestre, um crescimento de 2,4% em relação ao trimestre anterior, mas um recuo de 3,5% na comparação com igual período do ano passado.

O Ebitda consolidado foi de R$ 282,5 milhões, uma queda sequencial de 23,7% e de 56,8% ante o terceiro trimestre de 2022. O atual ciclo de baixa da petroquímica, que deixa os spreads mais apertados, e o cenário doméstico de juros elevados, que impacta a demanda, explicam esse quadro.

Segundo o CFO da Unipar, Marco Rabello, dois dos três produtos da empresa – a soda e o PVC – são diretamente afetados pelo mercado internacional. Ele observa que, no caso do PVC, já houve sinais de uma leve recuperação de preço ao longo do terceiro trimestre, mas que não está claro ainda se o movimento vai prosseguir. Já no caso da soda, os preços se estagnaram em um platô. O cloro, o terceiro produto, está mais sujeito à dinâmica de inflação e demanda locais.

Olhando para o cenário doméstico, Rabello afirma que a perspectiva de uma queda de juros mais lenta do que o previsto inicialmente afeta em cheio a demanda de setores como construção civil, papel e celulose, mineração e aço, tradicionais clientes da companhia. “Com a redução dos juros, a demanda deve voltar, aqui e no exterior, mas não de forma imediata. Além disso, que a queda não será na velocidade que se esperava”, afirma o executivo, lembrando que o juro também impacta a despesa financeira da companhia.

Mesmo com todo esse desafio, comum à indústria petroquímica de forma geral, Rabello afirma que a Unipar teve como vantagem ter garantido uma margem Ebitda ainda robusta, de 21%. Trata-se de uma queda em relação aos 28% vistos no terceiro trimestre de 2022 mas, segundo Rabello, o indicador mostra uma margem mais alta do que a dos pares. E isso é decorrente do investimento da companhia em eficiência operacional e redução do custo fixo.

Um aspecto positivo destacado por Rabello foi a conversão da totalidade do Ebitda da companhia em geração de caixa. Com isso, a companhia tem um endividamento líquido negativo de R$ 263 milhões. “Temos uma estrutura de capital muito boa. O que aperta a Unipar hoje é a referência internacional dos preços”, afirma.

Em outubro, a Unipar concluiu a sua 8ª emissão de debêntures, no valor de R$ 750 milhões, a maior de sua história. Os recursos serão utilizados para a gestão ordinária dos negócios da companhia. A operação permitiu o alongamento e melhoria dos termos e condições de sua dívida. Essa revisão da estrutura de capital da companhia tem como objetivo viabilizar o crescimento, seja pela via de investimentos greenfield como por meio de operações M&A.

Os resultados da Unipar (BOV:UNIP3) (BOV:UNIP5) (BOV:UNIP6) referentes às suas operações do terceiro trimestre de 2023 foram divulgados no dia 09/11/2023.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão
UNIPAR PNA (BOV:UNIP5)
Gráfico Histórico do Ativo
De Abr 2024 até Mai 2024 Click aqui para mais gráficos UNIPAR PNA.
UNIPAR PNA (BOV:UNIP5)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mai 2023 até Mai 2024 Click aqui para mais gráficos UNIPAR PNA.