A Espaçolaser teve prejuízo líquido de R$ 1,4 milhão no terceiro trimestre de 2023, queda de 92% na comparação com o déficit de R$ 19 milhões visto na última linha da balança no mesmo período do ano passado.

A melhora acompanha um avanço de 2,9% da receita líquida na mesma base, com o faturamento chegando a R$ 234,2 milhões – alta que, em parte, acompanha o avanço das unidades, com as lojas da marca principal chegando a 783 unidades, com mais 27 no ano.

“As vendas brutas da rede Espaçolaser (system-wide sales) atingiram R$ 392,0 milhões no terceiro trimestre, crescimento de 6,6% frente ao mesmo trimestre do ano anterior, no reflexo das nossas estratégias promocionais implementadas, além de um incremento no ticket médio, devido ao ajuste na tabela de preços”, acrescenta a empresa no documento publicado na noite desta segunda-feira (13).

Do lado dos gastos, a companhia, focada em depilação, viu os custos por loja chegarem a R$ 82,9 mil por mês, ante R$ 75,6 mil no ano passado. “Esse aumento decorre principalmente dos maiores custos de pessoal e aluguel no período, além do fechamento de lojas próprias entre os trimestres, com menor diluição dos custos em questão. Os custos de pessoal cresceram 4,5% em comparação ao mesmo trimestre do ano anterior, impactados principalmente pelo efeito do acordo coletivo anual da categoria”, explica.

Já as despesas operacionais ficaram em R$ 46,1 milhões, queda de 7,1% no ano – e com a sua representativade frente à receita diminuindo 2,1 pontos percentuais, para 19,7%. A EspaçoLaser atribui a queda a esforços no back-office.

Seu Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) ajustado ficou em R$ 48,3 milhões, alta de 15,2% no ano.

O resultado financeiro ficou negativo em R$ 30,1 milhões, baixa de 29% no ano – explicada majoritariamente pelo rendimento de aplicações financeiras. O endividamento líquido da EspaçoLaser ficou em R$ 593,1 milhões, caindo R$ 173,1 milhões no ano.

A companhia ainda gastou R$ 4,6 milhões de Imposto de Renda e Contribuição Social, frente a uma despesa de R$ 4,5 milhões no ano anterior.

Os resultados da EspaçoLaser (BOV:ESPA3) referente suas operações do terceiro trimestre de 2023 foram divulgados no dia 13/11/2023.

VISÃO DO MERCADO

Citi

A Espaçolaser reportou resultados amplamente em linha com as expectativas no terceiro trimestre, apresentando um positivo controle de custos gerais e administrativos, além do resultado de equivalência patrimonial ter sido melhor do que o esperado, segundo o Citi.

As receitas ficaram 1% abaixo das projeções do consenso, enquanto o lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) apresentou um ligeiro avanço diante do controle de custos e a equivalência patrimonial.

“Embora acreditemos que os investidores apreciarão a alta sequencial no crescimento das vendas mesmas lojas (SSS) e na geração de caixa operacional (+R$ 58 milhões no trimestre), também procuramos explorar como a administração está pensando no equilíbrio certo entre aumentos de preços e prazos de parcelamento” afirmou o relatório assinado por Irma Sgarz e equipe.

Outro destaque do grupo no trimestre foi o aumento de preços, no entanto, também apresentou um prazo de recebimento mais longo, um aumento de 24 dias na comparação com o mesmo período do ano passado.

O banco tem recomendação neutra para a ação.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters e TC
MPM Corporeos ON (BOV:ESPA3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jun 2024 até Jul 2024 Click aqui para mais gráficos MPM Corporeos ON.
MPM Corporeos ON (BOV:ESPA3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jul 2023 até Jul 2024 Click aqui para mais gráficos MPM Corporeos ON.