O IRB informou que a Previ, fundo de previdência dos funcionários do Banco do Brasil, entrou com um pedido de arbitragem contra a companhia, Fernando Passos e José Carlos Cardoso, solicitando um ressarcimento de R$ 10 milhões.

De acordo com o IRB (BOV:IRBR3), “a requerente alega que as ações de emissão da companhia detidas por ela sofreram desvalorização abrupta desde fevereiro de 2020, em decorrência de alegada divulgação de informações falsas ou enganosas acerca das informações financeiras elaboradas pela companhia e da sua base acionária”.

Ainda segundo a resseguradora, “a requerente pede a condenação dos requeridos à indenização por perdas e danos relacionados aos fatos narrados acima”.

Segundo o Valor, a Previ entrou com o procedimento na Câmara de Arbitragem (CAM) da B3 em 12 de dezembro e o IRB foi comunicado em 26 de dezembro. Em 2020, o IRB esteve no centro de uma crise causada por fraudes contábeis.

Em junho daquele ano, a companhia reapresentou as demonstrações financeiras de 2019 após análise de uma nova diretoria que apresentou índices de registros incorretos.

Informações BDM
IRB BRASIL ON (BOV:IRBR3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Abr 2024 até Mai 2024 Click aqui para mais gráficos IRB BRASIL ON.
IRB BRASIL ON (BOV:IRBR3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mai 2023 até Mai 2024 Click aqui para mais gráficos IRB BRASIL ON.