O Itaú BBA ajustou sua recomendação para as ações da CSN, elevando-a de “underperform” (desempenho abaixo da média do mercado, equivalente à venda) para “market perform” (desempenho igual à média do mercado, equivalente a neutro), com um novo preço-alvo de R$ 20. Essa revisão incorpora a expectativa de resultados mais robustos na área de mineração, considerando uma projeção do preço médio do minério de ferro em US$ 120 por tonelada para 2024.

Os analistas passaram a expressar uma preferência relativa pela CSN (BOV:CSNA3) em comparação com a CSN Mineração, destacando um desconto de SOTP (análise da soma das partes) de 31%, que parece ser maior do que o considerado razoável. Isso ocorre apesar da preferência inicial por dinâmicas relacionadas ao minério de ferro em comparação com as dinâmicas do aço no Brasil a curto prazo.

Nos últimos seis meses, a CSN Mineração teve um aumento de 75%, enquanto a CSN avançou 45%, com a maioria desse desempenho concentrado nos últimos três meses – ambas registrando um aumento de 50%, em comparação com os 12% de alta do Ibovespa. O Itaú BBA ainda observa uma geração de caixa limitada para ambas as empresas nos próximos anos, considerando o significativo capex na área de mineração e um potencial de aumento limitado nos respectivos preços-alvos (3% para CSN Mineração e 12% para CSN), bem como o múltiplo esperado EV/Ebitda para 2024, que não apresenta muito espaço para expansões (5,5 vezes para CSN Mineração e 4,4 vezes para CSN).

O BBA mantém a classificação equivalente a neutra para a CSN Mineração, com base em um fluxo de caixa descontado (DCF) limitado, múltiplos pouco atrativos e o risco contínuo de execução associado ao seu pipeline de expansão.

SID NACIONAL ON (BOV:CSNA3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mar 2024 até Abr 2024 Click aqui para mais gráficos SID NACIONAL ON.
SID NACIONAL ON (BOV:CSNA3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Abr 2023 até Abr 2024 Click aqui para mais gráficos SID NACIONAL ON.