Momento B3: Confira os principais destaques corporativos desta sexta-feira (14/08/2020)

LinkedIn
Esse é o Momento B3 do dia 14 de agosto de 2020, com tudo o que você precisa saber sobre as empresas negociadas na B3! Atualização constante durante o pregão.
Para começar o dia bem informado, não deixe de ler o nosso Bom dia ADVFN – Mercado em queda após restrições no Reino Unido e temor de nova onda

Conheça o Telegram ADVFN e fique por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro.

Confira os destaques corporativos de hoje

Ânima (#ANIM3)

A Ânima registrou lucro líquido atribuído aos acionistas de R$ 8,9 milhões no segundo trimestre, revertendo o prejuízo de R$ 17 milhões apurado um ano antes. O indicador que surpreende positivamente é a queda na taxa de evasão de 6,7% para 6,5%. A manutenção dos alunos não foi motivada por uma política de concessão de descontos. O grupo estudantil aumentou a oferta de serviços como financiamento estudantil e seguro desemprego que ajudou a segurar os estudantes. Saiba mais…

Arezzo (#ARZZ3)

A calçadista Arezzo informou prejuízo de R$ 82,3 milhões no segundo trimestre, revertendo lucro de R$ 40,6 milhões registrado no mesmo período do ano passado. A companhia também informou dados relacionados ao mês de julho, que indicaram 101% do faturamento de 2019, para R$ 172,2 milhões; queda de 20% nas despesas com vendas, gerais e administrativas; e incremento de 42% no Ebitda. Saiba mais…

B2W (#BTOW3)

B2W registrou prejuízo de R$ 74,6 milhões no 2T20, ante resultado também negativo de R$ 127,6 milhões um ano antes. No trimestre, o grupo de comércio eletrônico controlado pela Lojas Americanas teve salto de mais de 70% nas vendas de seu marketplace. Saiba mais…

B3 (#B3SA3)

A B3 registrou lucro líquido atribuído aos acionistas de R$ 892,4 milhões no segundo trimestre de 2020, com alta de 36,3% ante o mesmo período de 2019. O desempenho do segmento listado no segundo trimestre “continuou sendo impactado pela volatilidade nos mercados financeiro e de capitais decorrente dos efeitos da pandemia e pelo ambiente de menores taxas de juros, tanto no Brasil quanto no mundo”. Saiba mais…

Banco Inter (#BIDI3/#BIDI4#BIDI11)

Banco Inter conseguiu reverter o prejuízo de R$ 8,4 milhões no primeiro trimestre, causado pela marcação a mercado de títulos em tesouraria, para um lucro líquido de R$ 2,7 milhões no segundo trimestre. A aposta é de que o pior da crise já deva ter ficado para trás, segundo o banco digital. Na comparação com o mesmo período do ano passado, quando o resultado havia sido de R$ 32 milhões, houve forte queda do lucro líquido. Saiba mais…

BR Malls (#BRML3)

A brMalls teve prejuízo de R$ 619,7 milhões no 2T20, ante lucro de 425,35 milhões de reais no mesmo período de 2019, com declínio acentuado de receitas, sob efeito das medidas de combate ao coronavírus que prejudicaram o setor de shopping centers. Saiba mais…

Bradespar (#BRAP3)

A Bradespar, holding que detém participação na Vale, registrou lucro de R$ 290,8 milhões no segundo trimestre, após ter registrado prejuízo de R$ 21,6 milhões um ano antes. O Bradespar destacou o forte desempenho da área de minerais ferrosos da Vale e disse que o resultado da companhia foi impulsionado pela equivalência patrimonial e juros sobre o capital próprio da mineradora brasileira. A receita operacional foi de R$ 294,1 milhões no trimestre e, no acumulado dos primeiros seis meses do ano, atingiu R$ 348,9 milhões. Saiba mais…

CCR (#CCRO3)

A CCR, que opera concessões de rodovias, aeroportos e mobilidade urbana, registrou prejuízo de R$ 142,1 milhões no segundo trimestre deste ano, contra um lucro de R$ 347,4 milhões no mesmo período de 2019. O resultado negativo já era esperado, devido à queda no movimento de suas concessões, no auge da pandemia no Brasil. O tráfego consolidado no trimestre caiu 18,2%. Saiba mais…

Grupo Equatorial (#EQTL3)

A Equatorial Energia registrou lucro líquido de R$ 406 milhões no segundo trimestre de 2020, em alta de 18,6% sobre o lucro líquido de R$ 342 milhões apurado no mesmo trimestre do ano passado. Saiba mais…

Centauro (#CNTO3)

O Grupo SBF, dono da rede de artigos esportivos Centauro, teve prejuízo de R$ 102,2 milhões no segundo trimestre, comparado a lucro de R$ 111,7 no mesmo período de 2019. A empresa diz que a pandemia impactou profundamente as operações, principalmente nas lojas físicas. A empresa iniciou o trimestre com todas as 211 lojas fechadas, situação que também prejudicou as vendas on-line. Saiba mais…

Cia Hering (#HGTX3)

Hering encerrou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 126,8 milhões, o triplo do registrado no mesmo período de 2019. A empresa foi beneficiada por efeitos de crédito de PIS e Cofins.  Segundo a empresa, os canais físicos perderam representatividade na receita, enquanto a penetração do “e-commerce” cresceu 24,7%. Saiba mais…

JSL (#JSLG3)

JSL fechou o segundo trimestre de 2020 acima do consenso de R$ 66 milhões, registrando lucro líquido de R$ 156,6 milhões no período. Saiba mais…

Copel (#CPLE3/#CPLE6)

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) registrou lucro de R$ 1,61 bilhão no segundo trimestre, alta de 360% na comparação anual. Segundo a companhia, o resultado também foi suportado pelo crescimento na receita de fornecimento de energia elétrica, na receita de suprimento de energia elétrica e em disponibilidade de rede de energia. Saiba mais…

CPFL (#CPFE3)

A CPFL Energia registrou lucro líquido de R$ 451,1 milhões no segundo trimestre, queda de 22% na comparação anual. Segundo a companhia, o resultado foi afetado pela queda de 12,4% na receita bruta do fornecimento de energia elétrica e 18,7% no suprimento de energia elétrica. Saiba mais…

Cyrela (#CYRE3)

O lucro líquido da Cyrela caiu 40%, no segundo trimestre, na comparação anual, para R$ 67,8 milhões. A companhia registrou impacto negativo de R$ 16 milhões decorrente de contingências judiciais. Por outro lado, o desempenho da Cyrela refletiu os efeitos positivos de R$ 16 milhões do resultado da Cury e de R$ 8 milhões devido à valorização de ações de Tecnisa e Cyrela Commercial Properties (CCP). Saiba mais…

Grupo Energisa (#ENGI3/#ENGI11)

No 2T20, a Energisa viu seu prejuízo líquido aumentar quase dez vezes no comparativo anual, para R$ 88 milhões. Quinto maior grupo distribuidor de energia elétrica do país, a Energisa sentiu os impactos da pandemia nos negócios no segundo trimestre. Juntas, as onze distribuidoras da companhia enfrentaram uma redução de mercado da ordem de 5% em relação ao mesmo período de 2019. Já a inadimplência subiu, refletindo a proibição dos cortes de fornecimento para algumas classes de consumidores. Saiba mais…

Eztec (#EZTC3)

A incorporadora EZTec registrou lucro líquido de R$ 68,0 milhões no segundo trimestre de 2020, em alta de 293% sobre o lucro líquido de R$ 17,3 milhões apurado no mesmo trimestre do ano passado. Saiba mais…

Ferbasa (#FESA)

O lucro do 1S20 totalizou R$ 21,0 milhões, representando uma redução de 73,0% em relação ao mesmo período de 2019. Já o lucro líquido no 2T20 totalizou R$ 21,6 milhões e representou uma margem de 5,1% sobre a receita líquida. Saiba mais…

Grendene (#GRND3)

Grendene registrou um prejuízo líquido de R$ 44,4 milhões no período de abril a junho. No mesmo período do ano passado a empresa teve lucro de R$ 41,5 milhões. Com a produção de suas fábricas no Ceará paralisada por conta das medidas de isolamento no Estado, a empresa ficou sem estoque. Saiba mais…

Hapvida (#HAPV3)

A operadora de planos de saúde Hapvida registrou lucro líquido de R$ 278,6 milhões, no segundo trimestre, que representa um aumento de 25% quando comparado ao mesmo período do ano passado. s resultados são devido a uma combinação entre aquisições (São Francisco, Américas e RN) e queda na taxa de sinistralidade de 6,1% que ficou em 51,2% no segundo trimestre, patamar recorde. A operadora foi beneficiada pelos cancelamentos e adiamentos de procedimentos médicos na pandemia. Saiba mais…

Helbor (#HBOR3)

No 2T20, o resultado líquido do controlador ficou negativo em R$ 20,3 milhões, com margem líquida negativa de 11%. Essa queda é reflexo dos efeitos da pandemia que afetaram as vendas no período. Já no acumulado do ano, o resultado líquido totalizou o valor negativo de R$14,9 milhões uma melhora de 74% se comparado ao mesmo período do ano anterior. A Helbor não fez lançamentos no 2T20. Saiba mais…

Hermes Pardini (#PARD3)

Hermes Pardini registra lucro líquido de R$ 7 milhões no segundo trimestre, queda de -83,1% na comparação com o mesmo período de 2019. Saiba mais…

IOCHP-MAXION (#MYPK3)

A Iochpe-Maxion registrou, no segundo trimestre, um prejuízo de R$ 352,3 milhões, revertendo o lucro de R$ 110,4 milhões apurado no mesmo período de 2019, com a pandemia reduzindo a demanda por seus produtos, além dos efeitos de reestruturações e baixa contábil. Saiba mais…

JBS (#JBSS3)

A JBS registrou lucro líquido de R$ 3,4 bilhões no 2º trimestre, crescimento anual de 54,8%. Com isso, a empresa chegou ao seu menor patamar do índice de endividamento. A alta foi impulsionada pelo bom momento no mercado dos Estados Unidos e pelas exportações para a China. Saiba mais…

JHSF (#JHSF3)

A JHSF registrou lucro líquido de R$ 259,6 milhões no segundo trimestre, crescimento de 1.375% ante o lucro de R$ 17,6 milhões obtido no mesmo período de 2019. A empresa foi beneficiada principalmente pelo crescimento de 531,8% nas vendas do empreendimento Fazenda Boa Vista, que compensou a queda na receita de shoppings, restaurantes e hotéis devido à pandemia. Saiba mais…

Kepler Weber (#KEPL3)

Kepler Weber registrou lucro Líquido de R$15,2 milhões no 2T20, com margem líquida de 16,2% e +19,2 pontos percentuais maior que o 2T19. Nos semestre, o lucro líquido somou R$23,9 milhões frente a R$0,6 milhões de Lucro Líquido no período acumulado de 2019, com margem liquida de 10,8% e +10,6 pontos percentuais comparado ao mesmo período do ano anterior. Saiba mais…

Light (#LIGT3)

Light registrou  prejuízo líquido consolidado no trimestre de R$45 milhões, comparado com os R$11 milhões de lucro no 2T19. Destaca-se o lucro de R$70 milhões da Geradora no 2T20, frente a um prejuízo de R$2 milhões no mesmo trimestre do ano anterior. Saiba mais…

Mills (#MILS3)

Mills registrou prejuízo líquido de R$ 12,5 milhões no 2T20. Saiba mais…

Moura Dubeux (#MDNE3)

O Lucro Líquido ajustado do 2T20 foi de R$3,9 milhões contra um prejuízo de R$54,1 milhões no 2T19 e prejuízo de R$29,6 milhões no 1T20. No acumulado do 1S20 o prejuízo líquido ajustado foi de R$25,7 milhões contra R$45,5 milhões no 1S19. A reversão de prejuízo para lucro ajustado decorre principalmente da abertura de capital e readequação financeira da Companhia, que reduziu de forma significativa o montante de juros pagos. Saiba mais…

Natura (#NTCO3)

Natura&Co, holding das marcas Natura, Avon, The Body Shop e Aesop registrou prejuízo líquido de R$ 338,5 milhões atribuído aos controladores, ante lucro de R$ 54,3 milhões no mesmo período de 2019. A receita consolidada no segundo trimestre caiu 13%, para R$ 7 bilhões. Os números são ajustados para incluir os efeitos da norma contábil IFRS 16 e a aquisição da Avon, bem como as operações latino-americanas do The Body Shop e Aesop. Saiba mais…

Oi (#OIBR3/#OIBR4)

A empresa de telecomunicações Oi, que está em recuperação judicial, registrou prejuízo líquido de R$ 3,28 bilhões no segundo trimestre de 2020, em alta de 121,0% sobre o prejuízo líquido de R$ 1,48 bilhão apurado no mesmo trimestre do ano passado. Saiba mais…

Positivo (#POSI3)

Positivo Tecnologia fechou o segundo trimestre com prejuízo atribuível aos seus acionistas de R$ 8,9 milhões, revertendo o lucro de R$ 9,8 milhões apurados no mesmo período de 2019, diante da queda de receita no período. Saiba mais…

Randon (#RAPT3/#RAPT4)

A Randon encerrou o segundo trimestre com um lucro líquido de R$ 55,2 milhões, uma redução de 34,6% em relação aos R$ 84,5 milhões apurados no mesmo intervalo de 2019, com o desempenho prejudicado pela pandemia de covid-19. Saiba mais…

Rumo (#RAIL3)

Rumo registrou lucro líquido de R$ 405 milhões no 2T20, abaixo do consenso de R$ 477 milhões. O Conselho da empresa aprovou oferta pública de 235 mil ações ordinárias. Saiba mais…

Sabesp (#SBSP3)

A Sabesp registrou lucro líquido de R$ 378,2 milhões no segundo trimestre de 2020, em queda de 16,8% sobre o lucro líquido de R$ 454,4 milhões apurado no mesmo trimestre do ano passado. Saiba mais…

São Carlos (#SCAR3)

São Carlos registra lucro líquido recorrente de R$ 11,7 milhões no 2T20, um crescimento de 69,6% em relação ao 2T19. O portfólio de imóveis da São Carlos encerrou o 2T20 avaliado em R$ 4,7 bilhões. O valor do portfólio teve uma variação de 14,0% nos últimos 12 meses. Saiba mais…

SLC Agrícola (#SLCE3)

SLC Agrícola registrou queda de 7,5% em seu lucro líquido no segundo trimestre em relação ao mesmo período de 2019, para R$ 196,1 milhões. A companhia afirmou que a retração refletiu a “dinâmica” de contabilização de ativos biológicos, depois de um primeiro trimestre turbinado pela valorização da soja e inflada pelo câmbio. Saiba mais…

Grupo Springs (#SGPS3)

O lucro bruto do Grupo Springs totalizou R$ 97,4 milhões no 2T20, com margem bruta de 37,0%. Houve expansão da margem bruta impactada, positivamente, pela maior participação do segmento Varejo, que possui maior magem bruta em relação ao segmento Atacado, nas vendas do trimestre, e, negativamente, por menores volumes de venda no segmento Atacado. O resultado operacional foi R$ 15,2 milhões negativo no 2T20, excluindo os resultados relativos a Keeco, com redução de R$ 25,8 milhões entre anos, devido principalmente à variação de R$ 19,3 milhões de outras receitas e despesas, e ao aumento de R$ 11,3 milhões de despesas com vendas, principalmente com mídia digital e frete, devido ao significativo crescimento das vendas pelos canais digitais…

Suzano (#SUZB3)

O Ebitda ajustado da Suzano, de R$ 4,18 bilhões, subiu 35% e, em dólares, foi o mais alto da indústria no mundo, ao câmbio médio de R$ 5,39. O resultado final, porém, foi afetado pelo impacto negativo da valorização de 5% do dólar frente ao real na dívida em moeda estrangeira e nas operações de hedge, levando a Suzano a prejuízo de R$ 2,06 bilhões. Saiba mais…

Taurus (#TASA3/#TASA4)

Taurus registrou lucro líquido de R$ 39 milhões no 2T20, queda de -10,6% na comparação com o mesmo período de 2019. A Taurus está com suas unidades industriais em plena produção, com a nova operação no Estado da Georgia, nos Estados Unidos, avançando em ramp-up de produção e contando com estabilidade em seus processos produtivos para ampliar o volume de armas produzidas. Saiba mais…

Trisul (#TRIS3)

O Lucro Líquido no 2T20 totalizou R$ 35,5 milhões, crescimento de 31% ante o 2T19 e de 15% em relação ao trimestre anterior. A Margem Líquida registrou 17,8%, elevação de 3 ponto percentuais ante o mesmo período do ano anterior. Saiba mais…

Unidas (#LCAM3)

O lucro líquido e a margem líquida do 2T20 apresentaram reduções devido aos impactos do COVID-19 e ao aumento da depreciação, parcialmente compensados pela melhoria de seu custo de dívida. A Unidas registrou lucro líquido de R$ 4 milhões no 2t20. Em 2019, o lucro líquido do 2T19 foi de R$ 82,7 milhões. Saiba mais…

Viver (#VIVR3)

No 2T20, a Viver apresentou um prejuízo de R$ 26,9 milhões. A Companhia não realizou lançamentos em 2020, em linha com sua estratégia de preservação de caixa como também para direcionar os esforços no seu processo de reestruturação e recuperação judicial. A Viver encerrou o 2T20 com 3.887 processos judiciais em aberto. Saiba mais…

Aviso ao acionista

Proventos Hoje

Data “Com” –  IRB Brasil (IRBR) negociada como data “Com”…

Data “Ex” – Nenhuma empresa negociada como Data “Ex”…

Pagamento – Trevisa (LUXM) agendado para hoje…

Anúncio de Dividendos

Energisa (#ENGI11)

O Conselho de Administração da Energisa aprovou o pagamento de dividendos no valor de R$ 101,6 milhões, equivalente a R$ 0,28 por Units e R$ 0,056 por ação ordinária e preferencial de emissão da companhia. O pagamento será efetuado a partir de 26 de agosto. Vão receber os acionistas da companhia detentores de ações em 18/08/2020. Dessa forma, a partir 19/08/2020, as ações da companhia serão negociadas “ex-dividendos”…

JHSF (#JHSF3)

Conselho de Administração da JHSF aprovou o pagamento dos dividendos declarados na Assembleia Geral de Acionistas de 9 de abril deste ano, no montante de R$ 0,078 por ação. Esses dividendos terão como base acionária para pagamento a data de 18 de agosto de 2020, sendo que as ações serão negociadas “ex-dividendos” a partir de 19 de agosto de 2020. O pagamento será realizado a partir de 28 de agosto de 2020…

NotreDame (#GNDI3)

Conselho de administração aprovou o pagamento integral do dividendo mínimo obrigatório no montante de R$100,6 milhões. Os dividendos serão pagos aos acionistas no dia 26 de agosto de 2020…

Participação acionária

Nenhuma notícia de posição acionária…
Divulgação de Resultados

💰🇧🇷💰 RESULTADO TRIMESTRAL 💰🇧🇷💰
🇧🇷 Cemig (CMIG) – após o mercado
🇧🇷 Cosan Logística (RLOG) – após o mercado
🇧🇷 Direcional (DIRR) – após o mercado
🇧🇷 Priner (PRNR) – após o mercado
🇧🇷 Profarma (PFRM) – após o mercado

☎️ Teleconferência de resultados ☎️

🇧🇷 Ânima (ANIM) – 10h00
🇧🇷 Arezzo (ARZZ) – 10h00
🇧🇷 B2W (BTOW) – 12h00
🇧🇷 B3 (B3SA) – 11h00
🇧🇷 Banco Inter (BIDI) – 11h00
🇧🇷 BR Malls (BRML) – 15h00
🇧🇷 CCR (CCRO) – 11h00
🇧🇷 Centauro (CNTO) – 09h00
🇧🇷 Cia Hering (HGTX) – 11h00
🇧🇷 JSL (JSLG) – 11h00
🇧🇷 Copel (CPLE) – 11h00
🇧🇷 Grupo Springs (SGPS) – 11h00
🇧🇷 CPFL (CPFE) – 11h00
🇧🇷 Cyrela (CYRE) – 11h00
🇧🇷 Grupo Energisa (ENGI) – 15h00
🇧🇷 Eztec (EZTC)
🇧🇷 Grendene (GRND)
🇧🇷 Hapvida (HAPV) – 13h00
🇧🇷 Helbor (HBOR)
🇧🇷 Hermes Pardini (PARD) – 10h00
🇧🇷 IOCHP-MAXION (MYPK) – 10h00
🇧🇷 JBS (JBSS)
🇧🇷 JHSF (JHSF)
🇧🇷 Kepler Weber (KEPL) – 10h30
🇧🇷 Ligth (LIGT)
🇧🇷 Locaweb (LWSA) – 15h00
🇧🇷 Unidas (LCAM) – 13h00
🇧🇷 Mills (MILS) – 11h00
🇧🇷 Moura Dubeux (MDNE) – 09:30
🇧🇷 Natura (NTCO) – 10h00
🇧🇷 Oi (OIBR) – 10h00
🇧🇷 Positivo (POSI)
🇧🇷 Randon (RAPT) – 12h00
🇧🇷 Rumo (RAIL) – 14h00
🇧🇷 SLC Agrícola (SLCE)
🇧🇷 Suzano (SUZB) – 09h30
🇧🇷 Terra Santa (TESA)
🇧🇷 Trisul (TRIS) – 14h30
🇧🇷 Viver (VIVR)

Recomendação de ativos

BRF (#BRFS3)
Ágora faz recomendação de compra para BRF com preço-alvo de R$ 28,00…
BTG Pactual mantém recomendação neutra para BRF com preço-alvo de R$23,00…
XP faz recomendação de compra para BRF com preço-alvo de R$ 30,00…

Movida (#MOVI3)

Ágora sugere recomendação de compra com preço-alvo de R$ 24,00…

BTG Pactual mantém a recomendação de compra com prço-alvo de R$ 18,00…

XP mantém a recomendação de compra da Movida com preço-alvo de R$ 19,00…

Taesa (#TAEE11)

BTG Pactual mantém a recomendação neutra com preço-alvo de R$ 30,00…

Ultrapar (#UGPA3)

Ágora faz recomendação de compra para Ultrapar com preço-alvo de R$ 29,00…
BTG Pactual faz recomendação de compra para Ultrapar com preço-alvo de R$ 21,00…
XP faz recomendação neutra para Ultrapar com preço-alvo de R$ 18,00…

Outras notícias e comunicados

Oi (#OIBR3/#OIBR4)

A Oi protocolou na Justiça Empresarial do Rio de Janeiro uma versão atualizada de seu plano de recuperação judicial, com alguns ajustes pontuais, refletindo as interações com credores, potenciais investidores e grupos de interesse. Entre os principais pontos alterados está o valor mínimo pela alienação da UPI InfraCo, unidade de fibra óptica, que, por causa da alta demanda, foi elevado para R$ 20 bilhões, dentro do intervalo anterior de referência de 25,5% a 51% do valor, com vistas a garantir uma disputa concorrencial ativa entre os diversos interessados até o leilão…

Totvs (#TOTS3) e Linx (LINX3)

A Totvs enviou ao conselho de administração da Linx nesta sexta-feira proposta de combinação de negócios, afirmou a companhia em fato relevante, poucos dias após anúncio da compra da Linx pela empresa de meios de pagamentos StoneCo. Saiba mais…

Vale (#VALE3)

Conselho de administração da Vale aprovou a implantação do Projeto Serra Sul 120. O projeto consiste no aumento da capacidade de produção de minério de ferro do S11D,  no município paraense de Canaã dos Carajás, em 20 milhões de toneladas ao ano com investimentos plurianuais de 1,5 bilhão de dólares. Saiba mais…

Vivo (#VIVT3/#VIVT4)

Vivo aprovou a conversão de todas as ações preferenciais da companhia em ordinárias. São 1,119 bilhão de papéis, e a conversão será na razão de 1 para 1. Os detentores de ações preferencias (VIVT4) que não aceitarem a conversão vão receber um reembolso de R$ 40,38 por ação…

Setor Elétrico

O plenário do Senado aprovou ontem, em votação simbólica, o projeto que busca compensar as hidrelétricas prejudicadas por estiagem, situação conhecida como risco hidrológico ou pela sigla GSF no setor elétrico…

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na B3 (BOV:IBOV) e em mais de 80 bolsas mundiais através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico.

Deixe um comentário