Bom dia ADVFN - Decisão de juros do FED concentra a atenção - (27/01/2021)

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  27 de janeiro de 2021, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

advfn img

As Bolsas mundiais operam sem direção única, os investidores aguardam o anúncio sobre a taxa de juros e a entrevista coletiva do presidente do Fed, Jerome Powell. A expectativa é de que a política monetária siga como está, com o Fed alimentando esperanças por novos estímulos fiscais, agora que Janet Yellen assumiu o Tesouro dos Estados Unidos. Os investidores reagem também à divulgação de resultados da Microsoft, que reportou ganhos acima do esperado com publicidade, e aguardam por atualizações similares de Apple, Facebook e Tesla, previstas para esta quarta.

Na Ásia, a Os mercados asiáticos fecharam em sentidos variados. Os principais indicadores das ações asiáticas mantiveram-se no nível mais baixo nos últimos 10 dias. Hoje foi divulgado os dados sobre os lucros do setor industrial chinês, que subiram 4,1% em 2020 na comparação com o ano anterior. Apenas em dezembro houve alta de 20,1%, na comparação com o mesmo mês de 2019. As ações da gigante chinesa do comércio eletrônico Alibaba tiveram alta de 2,76%. O índice Nikkei, do Japão, fechou com alta de 0,31%; o Hang Seng Index, de Hong Kong, caiu 0,32%; o Kospi, da Coreia do Sul, caiu 0,57%; e o Shanghai SE, da China, teve alta de 0,11%.

Na Europa, as bolsas europeias operam em sua maioria no terreno negativo nesse momento.  As reuniões virtuais do Fórum Econômico Mundial continuam nesta quarta, que incluirá a fala do prefeito de Londres Sadiq Khan. Na terça, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e a chanceler alemã, Angela Merkel, estiveram entre aquelas que falaram no encontro on-line. Esta quarta também deverá ser marcada pela divulgação de dados de confiança do consumidor pela França, relativos a janeiro, e por dados sobre perspectivas do consumidor para fevereiro na Alemanha, pela GfK. A SAP deve divulgar uma atualização sobre sua estratégia. O Reino Unido se tornou a primeira nação da Europa com 100.000 mortes pelo coronavírus.

Nos Estados Unidosos índices futuros tem resultados variados nesse momento. Os investidores estão atentos à continuidade da temporada de balanços, sem tirar a atenção dos ainda preocupantes números da Covid-19, enquanto aguardam a conclusão da reunião de política do Federal Reserve.  As ações globais estão novamente próximas de suas altas recordes com o aumento dos lucros corporativos nos EUA, no entanto, as novas variantes do coronavírus que geraram novos bloqueios e outras restrições estão pesando no chamado comércio de reflação, que aposta justamente no fim das restrições. Os investidores também estão buscando mais clareza sobre o cronograma para o plano de alívio de US $ 1,9 trilhão do presidente Joe Biden, e aguardam a decisão de política monetária do Federal Reserve nesta quarta-feira. A administração Biden pretende encomendar mais 100 milhões de doses de cada uma das vacinas contra o coronavírus da Pfizer Inc. e da Moderna Inc. e, pelo menos temporariamente, acelerar os envios aos estados.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI (NYMEX:CL\Z21) estão sendo negociados a US$52,95, alta de +0,65%. O Brent (NYMEX:BZ) também opera em alta de +0,64%, negociado a US$ 56,27 o barril.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ US$ 31.095,31 (-1,69%).  O ouro (COMEX:GC\Z20) é negociado a US$ 1.844,75 por onça-troy.

⇒ Veja os balanços internacionais divulgados. 

Minério de ferro: Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 0,24%, cotados a 1041,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 161,07.

Trends da semanaA bola rola no campeonato IPO 2021: confira 11 empresas que entram em campo esse ano! 

Coronavírus

Na terça-feira (26), o número de casos de Covid-19 registrados no mundo ultrapassou a marca de 100 milhões, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. Os Estados Unidos lideram as estimativas com aproximadamente 25% do total de casos globais,a Índia é o segundo país e depois vem o Brasil em terceiro lugar.

O mundo registra 100.331.251 de casos de coronavírus e 2.159.523 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

No Brasil o Ministério da Saúde registrou na terça-feira (26) mais 61.963 casos e 1.214 mortes por Covid-19. Ao todo, já foram contabilizados 8.933.356 diagnósticos e 218.878 vítimas da doença causada pelo novo coronavírus. Esse é o sexto dia consecutivo em que a média de óbitos dos últimos sete dias fica acima de mil, sequência que não acontecia desde agosto de 2020.

A Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo confirmou, na terça-feira (26), em nota, que identificou no estado três casos importados de Covid-19 com a nova variante brasileira do novo coronavírus, que foi identificada inicialmente no estado do Amazonas.

Coronavac pode ser atualizada para novas cepas de coronavírus em 2 meses. As vacinas contra a Covid-19 produzidas na China, baseadas no vírus inativado, podem ser atualizadas para conter as novas variantes em cerca de dois meses, relatou o Global Times, do governo chinês, na terça-feira (26), citando um especialista do Centro Chinês para Controle e Prevenção de Doenças.

Brasil

Os insumos para produção de 8,5 milhões de doses da Coronavac devem chegar no Brasil na quarta-feira (3). A afirmação é do diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas. Outros 6,5 mil litros de insumos estão em processo de liberação.

A AstraZeneca nega que vai vender vacinas contra a Covid-19 para o setor privado. A farmacêutica afirma que, no momento, todas as doses do imunizante foram disponibilizadas para governos e organizações multilaterais. No Brasil, o governo federal fechou acordo para a compra de 100 milhões de doses da vacina.

Justiça

A Justiça Federal suspendeu a entrega das mais de 132 mil doses da vacina de Oxford no Amazonas. A distribuição só poderá ser feita depois que a prefeitura de Manaus explicar a programação e os critérios de vacinação. O estado tem a maior taxa de mortalidade por Covid-19 no Brasil: mais de 170 mortes a cada 100 mil habitantes.

Poderes

A Presidência da República publicou ontem (26) uma portaria restringindo a entrada de estrangeiros no país por terra e por água. A restrição vale para todas as nacionalidades, conforme recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Para adoção da medida, o governo brasileiro considerou o surgimento de variantes do novo coronavírus no Reino Unido, Irlanda do Norte e na África do Sul. As exceções, como no caso de imigrante com residência fixa no Brasil; cônjuge, companheiro, filho, pai ou curador de brasileiro e estrangeiro a serviço de organismo internacional, residentes fronteiriços de cidades-gêmeas. Essas exceções não se aplicam aos venezuelanos. A chegada de estrangeiros pelos aeroportos não está proibida, salvo de voos que tenham origem ou passagem pelo Reino Unido, Irlanda do Norte e África do Sul. Para o caso de voos vindos de outros países, deverão ser cumpridos os requisitos migratórios.O estrangeiro que quiser vir de avião para o Brasil deverá apresentar documento provando a realização de teste RT-PCR realizado em até 72 horas antes do embarque, com resultado negativo ou não-reagente.

Economia

Beneficiado pela divulgação da ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que apontou a possibilidade de os juros aumentarem antes do tempo previsto, o dólar teve forte queda na terça-feira (26).  Caso o Banco Central (BC) comece a elevar a taxa Selic (juros básicos da economia) ainda no primeiro semestre, o Brasil torna-se mais atrativo para o capital financeiro. Isso estimula a entrada de fluxos estrangeiros que pressionam para baixo a cotação do dólar. A cotação, no entanto, não caiu apenas por causa das perspectivas em torno da política monetária. O clima mais otimista nos mercados internacionais e declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que uma eventual retomada do auxílio emergencial terá de ser coberta com recursos de outras áreas do orçamento, também foi bem recebida pelos investidores. A queda na bolsa de valores foi parcialmente influenciada pela ata do Copom. Isso porque uma possível antecipação do aumento de juros diminui a atratividade da bolsa de valores e estimula aplicações em renda fixa, como títulos do Tesouro Nacional e Certificados de Depósitos Bancários (CDB).

Estados Unidos

Biden promete 300 milhões de doses de vacinas contra Covid-19 até setembro. O governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, prometeu na terça-feira (26) que terá até setembro, mês em que se encerra o verão no país, doses suficientes de vacinas da Covid-19 para imunizar toda a população americana.

A decisão de política monetária do Federal Reserve é o destaque do dia, seguida de uma entrevista coletiva do presidente do Fed, Jerome Powell. Entre os indicadores econômicos, saem os pedidos de bens duráveis nos EUA em dezembro. No Brasil, será conhecida mais uma sondagem da FGV, desta vez, do comércio. Além disso, o BC publica a nota do setor externo em dezembro e os dados semanais do fluxo cambial, enquanto o Tesouro divulga o relatório da dívida pública.

Confira a agenda:

🗓 AGENDA ECONÔMICA 🗓 27/01

(ALE): Índice GFK de confiança do consumidor (04h00)
(BRA): IPC – Fipe (05h00)
(BRA): Transações correntes mensal (09h30)
(BRA): Investimento estrangeiro direto (09h30)
(EUA): Variação nos pedidos de bens duráveis mensal (10h30)
(EUA): Núcleo des pedidos de bens duráveis mensal (10h30)
(EUA): Balança Comercial mensal (10h30)
(EUA): Estoque no Atacado mensal (10h30)
(EUA): Variação de estoques de petróleo EIA (12h30) :star:
(BRA): Relatório mensal da dívida pública do Tesouro Nacional (14h30)
(BRA): Fluxo cambial semanal (14h30)
(EUA): Federal Reserve – Taxa FED Funds (16h00) :star:
(BRA): Vamos Locação – Precificação da oferta inicial de ações (18h00)
(CHI): Variação de vendas no varejo mensal e anual (20h50)
Proventos Hoje:
Data “Com” – Nenhuma ação negociada como data “Com”…
Data “Ex” – Nenhuma ação negociada como data “Ex”…
Pagamento – Nenhum pagamento agendado para hoje…
Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado acionário brasileiro, o índice caiu 0,78% aos 116.464,06 pontos, na volta do feriado de aniversário da cidade de São Paulo. É a quinta sessão diária seguida em baixa. O Ibovespa vai caindo pouco a pouco, afetado pela expectativa da elevação dos juros, enquanto Wall Street segue em estabilidade. O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central reafirma, em sua ata divulgada ontem, a decisão de manter a taxa básica de juros, Selic, em 2%. Mas revela que alguns membros já levantaram questionamentos. O mercado já começa a precificar essa tendência de aumento.

Maiores altas do Ibovespa

BRDT3: +9,57% a R$ 22,90
RADL3: +3,31% a R$ 25,87
HAPV3: +2,99% a R$ 17,90
SUZB3: +2,86% a R$ 66,20
VVAR3: +2,33% a R$ 14,52

Maiores baixas do Ibovespa

ELET3: -9,69% a R$ 27,31 Saiba mais… 
ELET6: -6,80% a R$ 28,50 Saiba mais… 
GOAU4: -5,78% a R$ 10,92
IRBR3: -5,64% a R$ 6,53
GGBR4: -5,17% a R$ 24,05

MATÉRIAS ESPECIAIS!

== >Aqui estão todas as carteiras de dividendos para o mês de janeiro

==> Aqui estão todas as carteiras de Small Caps para o mês de janeiro

Dólar    

dólar comercial: o dólar fechou em queda de 3,304 sendo cotado a R$ 5,3269 para venda e a R$ 5,3259 para compra, maior queda percentual desde 12 de janeiro, quando registrou baixa de -3,289%. A mensagem mais conservadora da ata do Copom, com alguns integrantes defendendo o início do aperto da Selic, derrubou o dólar para a mínima de R$ 5,3139, na reta final do pregão.

Ifix   

IFIX , fechou em em leve queda de 0,04%, aos 2861,74 pontos. Na mínima do dia, o índice bateu em 2858,37 pontos, enquanto a máxima foi de 2864,80 pontos. Em janeiro o índice acumula queda de 0,29%. A movimentação financeira para hoje foi de R$ 401,74 milhões.

** Aqui estão todas as carteiras de Fundos Imobiliários para o mês de janeiro **

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, A bula do mercado,G1, Agência Brasil e BDM.

Deixe um comentário