Bom dia ADVFN - Divulgação do IBC-Br e Orçamento no radar - (19/04/2021)

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  19 de Abril de 2021, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Bolsas mundiais: os mercados operam com cautela, com os investidores monitorando os novos recordes da pandemia da covid e o ritmo da vacinação.

Na Ásia, o mercado asiático fecha em alta, com a China liderando os ganhos, com investidores observando as ações do Alibaba em Hong Kong após mais um desenvolvimento entre o afiliado Ant Group e o bilionário Jack Ma.As ações da Alibaba fecharam em queda de 1,53%. Isso aconteceu depois que o Ant Group disse em um tweet que um relatório recente da Reuters de que a empresa estava procurando maneiras de Jack Ma sair era “falso e sem base”. A Reuters relatou no fim de semana que a gigante da tecnologia financeira Ant está “explorando opções” para Ma se desfazer de sua participação na empresa e “abrir mão do controle”, citando “uma fonte familiarizada com o pensamento dos reguladores e duas pessoas próximas à empresa. ” Outras ações de empresas chinesas de tecnologia listadas em Hong Kong fecharam sem direção, com a Tencent caindo 0,79%, enquanto a Baidu subiu 1,74%. O índice Hang Seng TECH avançou 1,39% no dia para 8.346,39.Enquanto isso, as ações da Trip.com em Hong Kong saltaram cerca de 4,55% em relação ao preço de emissão ao fazer sua estreia na bolsa. A Índia continua a passar por um período de aceleração nas novas infecções por Covid. Com 261,5 mil novos casos reportados no domingo, o país fica atrás apenas dos Estados Unidos, segundo dados oficiais compilados pela Universidade Johns Hopkins (Saiba mais)

Na Europa, as bolsas europeias têm resultados variados entre si. No cômputo geral, o índice Eurostoxx, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, tem alta de 0,12%. Ações dos setores de viagem e lazer lideram os ganhos, com alta de 0,7%, enquanto o setor de bebidas cai 0,4%. Nesta segunda, devem ser divulgados dados sobre resultados da Zona do Euro e do setor de construção.

Nos Estados Unidosos índices futuros americanos têm tendência de queda nesta segunda (19) de manhã (06h45), após realização. Na semana passada, os índices S&P e Dow Jones haviam fechado em patamares recordes, impulsionados pela divulgação de dados econômicos positivos. Foi a quarta semana consecutiva de ganhos para os dois índices. O noticiário sobre vacinação continua no foco de investidores e analistas, que vêm o ritmo de imunização como central para a retomada da economia. Na semana a FDA (Food and Drug Administration), agência americana responsável pela aprovação de medicamentos e alimentos, pediu que estados parassem temporariamente de usar a vacina de dose única desenvolvida pela Johnson & Johnson’s, por uma “abundância de cuidado”, após seis mulheres desenvolverem um tipo raro de coágulo sanguíneo. Nesta semana, dez empresas componentes do índice Dow Jones e 72 do índice S&P devem reportar. Nesta segunda, Coca-Cola, IBM e United Airlines estão entre aquelas que devem divulgar seus resultados.

Mas, no domingo, o conselheiro chefe da Casa Branca para questões médicas, Anthony Fauci, afirmou em entrevista para a rede NBC que espera que os Estados Unidos voltem a administrar a vacina. (Saiba mais)

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI (NYMEX:CL\M21) estão sendo negociados a US$ 63,06, com baixa de 0,22. O Brent (NYMEX:BZ) opera em baixa de 0,28%, negociado a US$ 66,57.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 56.759,41. O ouro (COMEX:GC\M21) é negociado a US$ 1.788,35 por onça-troy.

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 0,81%, cotados a 1060,0 iuanes, equivalente hoje a US$ 162,90.

Coronavírus

O mundo registra 141.036.588 de casos de coronavírus e 3.015.268 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

Painel Vacinas Covid-19 Brasil:  Doses Distribuídas pela União: 53.493.436. Doses aplicadas: 32.844.543.

Brasil registrou 1.657 mortes por Covid-19 e mais 42.980 casos da doença nas últimas 24 horas, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados no domingo (18). Com os novos números, a média-móvel de sete dias das vítimas fatais da Covid-19 ficou em 2.885, uma queda ante a mesma métrica até sábado (17), que ficou em 2.906 óbitos. No total, o Brasil já registrou 13.943.071 casos e 373.335 mortes pela doença.

São Paulo: Os comércios de rua e shopping centers reabriram com movimentação intensa em São Paulo no domingo. Os centros comerciais estavam fechados desde o dia 6 de março, quando a fase vermelha de restrições voltou a ser adotada no estado. Em um shopping na região da Avenida Paulista, na capital paulista, por exemplo, filas se formaram para entrar no local. Os estabelecimentos podem receber 25% da capacidade, a menor desde o início da pandemia de Covid-19. No mesmo centro comercial, consumidores afirmaram que foram às compras, enquanto outros apenas estavam lá para passear. Além do comércio, cerimônias religiosas também estão permitidas no estado. A chamada “fase de transição” vai até 1º de maio.

Na avaliação dos especialistas, o governo de São Paulo tem relaxado de forma prematura as restrições impostas a atividades que podem provocar aglomerações e acelerar a propagação da doença, e as mudanças frequentes dos critérios adotados para justificar as medidas reduzem a credibilidade no plano estadual.

Brasil

As embaixadas do Brasil na China e na Rússia reportaram, em telegramas ao Itamaraty, problemas em alimentos brasileiros exportados. Segundo diplomatas, autoridades nos dois países cobram soluções e há até queixa por “falta de controle” em relação aos produtos brasileiros. Moscou, por exemplo, alertou para o índice de agrotóxico acima do limite permitido. Só em 2020, a reclamação envolveu mais de 300 mil toneladas de soja. A missão em Pequim, por outro lado, relatou ao menos seis registros de presença do novo coronavírus em embalagens de carne e pescado.

França vai impor quarentena de dez dias para brasileiros a partir do próximo sábado.

Poderes

O presidente Jair Bolsonaro tem até quinta-feira, dia 22, para sancionar o Orçamento deste ano.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse ontem (18), por meio de uma rede social, que a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) vai entregar 18 milhões de vacinas contra a covid-19 até o final de abril. Desse total, segundo o presidente, serão entregues 4,6 milhões de doses ainda nesta semana e mais 6,7 milhões na outra semana. Na sexta-feira (16) a Fiocruz já havia entregue mais 2,8 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). Além das 2,8 milhões liberadas na sexta-feira, 2,2 milhões já haviam sido entregues na última quarta-feira (14).O presidente disse ainda que a previsão é que o volume de entrega de imunizantes cresça nos próximos meses e que no segundo semestre de 2021, a Fiocruz deve entregar 110 milhões de doses da vacina.

A pedido do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello deve ganhar um cargo no Palácio do Planalto. Está em discussão alçá-lo ao comando da “Secretaria Especial de Modernização do Estado”.

A minuta do plano de trabalho da CPI da Pandemia, prevê depoimentos de pelo menos 15 integrantes do governo Bolsonaro que ocuparam postos de comando na pandemia de Covid-19, inclusive o ministro Paulo Guedes.

Economia

Com um novo boom de commodities (produtos básicos, como petróleo, grãos e minério) no mercado internacional, o Brasil deve voltar a fechar as contas externas no azul após 14 anos. De acordo com o Banco Central, depois de um rombo de US$ 12,5 bilhões no ano passado – já considerado baixo para os padrões brasileiros – a estimativa é de saldo positivo de US$ 2 bilhões em 2021, o primeiro superávit desde 2007.

A conta de transações correntes no balanço de pagamentos engloba todos os negócios do Brasil com o exterior, incluindo o saldo comercial de mercadorias e serviços, as remessas de lucros e dividendos e os juros pagos pelas empresas, além das transferências pessoais.

A última vez em que o resultado ficou no azul foi no boom global das commodities do começo do século, quando o Brasil registrou superávits por cinco anos seguidos a partir de 2003. Até o fim de 2020, o BC previa um novo déficit de US$ 19 bilhões nas contas externas para este ano. Mas, com o aumento nos preços das commodities que o Brasil produz, o BC elevou a projeção de resultado para US$ 21 bilhões, o que resultará em saldo positivo de US$ 2 bilhões.

O dado mais importante nacional será o Índice de Atividade Econômica do Banco Central, o IBC-Br. Ele consolidará os dados de indústria, varejo e serviços divulgados pelo IBGE.

🗓 AGENDA ECONÔMICA 🗓

🇧🇷 IPC-Fipe (05h00)
🇪🇺 Saldo em contas correntes mensal (05h00)
🇧🇷 Índice IGP-M mensal 2° prévia (08h00)
🇧🇷 Relatório Boletim Focus (08h25) ⭐️
🇧🇷 Índice de atividade IBC-br BC mensal e anual (09h00) ⭐️
🇧🇷 Balança comercial semanal (15h00)
🇨🇳 Taxa prime de 1 ano do PBOC (22h30)

Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o índice encerrou a sexta 16, em alta de 0,34%, aos 121.113,93 pontos, acumulando valorização de quase 2,9% na semana. O Ibovespa terminou o dia em alta na esteira de uma semana positiva para os ativos de risco. Os sinais de uma forte recuperação nas economias globais e o início da temporada de balanços corporativos nos Estados Unidos deram fôlego ao mercado de ações. Os ganhos no índice brasileiro, no entanto, foram limitados pelas incertezas quanto ao futuro do orçamento de 2021 e pelos ruídos políticos.

Maiores altas do Ibovespa

LREN3: +11,91% a R$ 46,90
HGTX3: +6,66% a R$ 23,37
ELET6: +5,15% a R$ 36,33
ELET3: +3,95% a R$ 35,55
BRKM5: +3,01% a R$ 49,98

Maiores baixas do Ibovespa

NTCO3: -5,07% a R$ 50,16
BEEF3: -4,29% a R$ 10,72
JBSS3: -3,19% a R$ 33,41
BRFS3: -2,92% a R$ 23,59
KLBN11: -2,00% a R$ 29,45

Dólar    

dólar comercial: encerrou a sexta 16, em baixa de -0,77% sendo cotado a R$ 5,585 para venda e a R$ 5,584 para compra, registrando o sétimo dia de desvalorização no mês. O dólar fechou no menor patamar em uma semana, com o real entre os melhores desempenhos ao fim de um pregão de forma geral de alívio para os mercados brasileiros, conforme investidores acompanharam o ambiente externo benigno e o noticiário político local. Operadores comentaram que a sexta-feira foi de mais desmonte de posições negativas nos ativos domésticos, diante de novas máximas históricas nos mercados externos por expectativas de rápida recuperação da economia global.

– Abril: Carteiras recomendadas de todas corretoras, bancos e casas de análises

– Retrospectiva Março: primeiro trimestre fecha com 20 empresas em destaque

Ifix   

IFIX , o índice fechou o pregão de sexta-feira (16) em alta de 0,14%, aos 2.847,43 pontos. Na mínima do dia o índice bateu em 2.843 pontos, enquanto a máxima foi de 2.848 pontos. No acumulado para o mês de março o IFIX sobe 0,08%, no ano cai 0,79%. A movimentação financeira para hoje foi de R$ 186,4 milhões.

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, estadão.

Deixe um comentário