Quanto ganha um agente autônomo de investimento?

A remuneração do agente autônomo de investimento varia de acordo com os investimentos realizados por seus clientes através da corretora de valores. O agente autônomo recebe uma comissão toda vez que seu cliente negocia um valor mobiliário ou investe em algum título ou fundo de investimento. 

O valor da remuneração do agente autônomo de investimento depende de 2 (dois) fatores principais: do seu potencial de captação de clientes e do tipo de acordo firmado junto a corretora de valores mobiliários. 

 

Potencial de captação de clientes do agente autônomo de investimento

Conseguir formar uma boa carteira de clientes que garanta uma remuneração mensal ao agente autônomo não é uma tarefa fácil. 

Desde 2002, mais de 10.000 (dez mil) pessoas foram aprovados no exame de certificação de agente autônomo de investimento promovido pela ANCORD (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias). A maioria dos profissionais certificados são pessoas que realizaram o exame nos últimos 2 (dois) anos e que vem enfrentando sérias dificuldades para se consolidar neste mercado cada vez mais competitivo. 

Para se destacar como agente autônomo de investimento e formar uma carteira sólida de clientes, você precisa demonstrar conhecimento sobre a sua atividade e apresentar características inerentes a um bom vendedor. 

Características essenciais para você se tornar um agente autônomo de sucesso: 

  • Ser reconhecido por outras pessoas como alguém com profundo conhecimento sobre o mercado financeiro;

  • Conhecer pessoas dispostas a investir parte de seu patrimônio através de sua assessoria;

  • Respeitar os limites de atuação da atividade de agente autônomo de investimento; e

  • Estabelecer uma rede de relacionamento ampla e qualificada.

 

Tipo de acordo firmado entre o agente autônomo de investimento e a corretora de valores 

Para começar a ser remunerado como agente autônomo de investimento, além da autorização concedida pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), você terá que firmar um acordo com alguma corretora de valores mobiliários – o contrato de distribuição e mediação de valores mobiliários. 

A corretora de valores mobiliários tem um prazo de até 5 (dias) para comunicar à CVM sobre a celebração ou a rescisão do contrato de distribuição e mediação de valores mobiliários entre a corretora e o agente autônomo. Esta comunicação deve ser realizada através da página da CVM na rede mundial de computadores. 

Neste contrato, estará estipulado o valor da comissão que você receberá quando e se os seus clientes investirem através da corretora. As condições contratuais variam sempre de acordo com o perfil da corretora de valores e com o potencial do agente autônomo em captar clientes. 

O valor da comissão, quando a corretora estabelece um contrato diretamente com o agente autônomo pessoa física, varia entre 35% e 50%. Entretanto, quando o contrato é estabelecido com um agente autônomo pessoa jurídica, o valor da comissão varia em média entre 50% e 60%. 

Alguns profissionais optam em se associar ou trabalhar para empresas de agentes autônomos de investimento – escritórios de representação de determinada corretora de valores. Neste caso, o valor da comissão negociada reduz-se drasticamente: entre 10% e 20%. Normalmente, está comissão reduzida é compensada pelo pagamento de uma remuneração fixa.

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V:br D:20201030 14:11:58