Contrato Futuro de Milho na BM&F

Milho - Maio 2021
CÓD BMF:CCMK21
EX 2021-05-16
ULT 90,65
VAB 1,71
VOL 4.473,00

Diário

90,65

Mensal

90,65

 

Cada contrato futuro de milho negociado no Mercado BM&F estabelece um acordo de compra e venda de 450 sacas de 60 kg desta commodity. O preço de cada contrato é estabelecido no momento de sua negociação, porém o pagamento apenas ocorre em sua data de vencimento.

No Mercado BM&F, o investidor consegue negociar contratos futuros de milho com vencimento no décimo quinto dia útil de Janeiro (F), Março (H), Maio (K), Julho (N), Agosto (Q), Setembro (U) e Novembro (X) de cada ano. A negociação deste derivativo ocorre das 9:00h às 15:30h e das 16:20h às 18:00h (after market). A cotação do contrato futuro de milho é estabelecida em real brasileiro (R$/saca de 60 Kg) e seu código de negociação é formado pelo radical CCM, acrescido da letra referente ao mês de vencimento do contrato (F, H, K, N, Q, U e X) e de dois números referentes ao ano de vencimento do mesmo. O lote padrão de negociação deste derivativo é composto por 1 contrato. Este contrato futuro não prevê a entrega física da mercadoria (commodity), apenas sua liquidação financeira.

 

Entendendo o Milho Futuro

Qual será o preço de mercado da saca de milho em uma determinada data futura? Esta é a base de raciocínio de todas as transações de compra e venda de contratos futuros de Milho.

O Milho – ativo-objeto deste contrato – refere-se ao milho em grão a granel, amarelo, de odor e aspectos normais, em bom estado de conservação, livre de bagas de mamona, bem como de outras sementes prejudiciais, e de insetos vivos, duro ou semiduro, proveniente da última safra e de produção brasileira, em condições adequadas de comercialização e próprio para consumo animal; e com: até 14% de umidade; máximo de 1% de impurezas na peneira de 3mm; máximo de 6% de grãos ardidos ou brotados e livres de grãos mofados; máximo de 12% de grãos quebrados, partidos ou chochos. Cada contrato de Milho Futuro equivale à negociação de 450 sacas de 60 kg ou 27.000 quilogramas desta commodity.

O contrato futuro de Milho negociado no Mercado BM&F resume-se à liquidação financeira do valor do contrato em sua data de vencimento, não envolvendo a entrega física da mercadoria. Este fato provê maior liquidez a este mercado, uma vez que os investidores não precisam efetivamente plantar, transportar ou distribuir milho para negocia-lo no mercado futuro.

O preço de mercado do Milho Futuro varia de acordo com: a oscilação da cotação do Milho no mercado físico e a proximidade do vencimento do contrato futuro. O principal índice de referência do preço do Milho no mercado físico é o Indicador Milho Esalq. A tendência de valorização deste indicador induz à valorização do contrato futuro de Milho. No entanto, esta valorização tende a diminuir à medida que a data de vencimento deste contrato se aproxima.

A BM&F disponibiliza contratos de Milho Futuro com vencimento em Janeiro, Março, Maio, Julho, Agosto, Setembro e Novembro de cada ano, o que possibilita ao investidor apostar na valorização (compra) ou na desvalorização (venda) desta commodity em diferentes prazos.

Outras bolsas de valores também negociam contratos futuros desta commodity. As principais são a Bolsa de Mercadorias de Chicago (Chicago Mercantile Exchange) e a Liffe NYSE Euronext, que negociam contratos de Corn Future.

 

O que é Milho Futuro?

Contratos de Milho Futuro são acordos de compra ou venda de sacas de milho em uma data futura e a um preço estabelecido entre as partes no momento da negociação.

O contratos futuros de Milho são negociados no Mercado BM&F e padronizados de acordo com suas datas de vencimento. A cotação deste ativo é aferida em Real (R$) por saca de 60 kg.

 

Por que negociar Milho Futuro?

O mercado futuro de Milho foi criado para funcionar como uma espécie de garantidor de preço, oferecendo proteção ao investidor em meio às oscilações do mercado de renda variável.

Na prática, o Milho Futuro garante que compradores e vendedores de milho conseguirão negociar seus ativos a um determinado preço até determinada data. Este tipo de derivativo é essencial para diversos segmentos dos setores econômicos relacionados com esta cultura: da mesma forma que agricultores precisam garantir um preço justo pela venda de sua safra, de modo que consigam ao menos cobrir os custos relacionados à produção, exportadores e distribuidores de milho, além de fabricantes de produtos derivados desta commodity, precisam garantir um preço justo pela compra de sacas de milho, de modo a obterem lucro com suas operações.

Por outro lado, diversos investidores utilizam o Milho Futuro apenas para fins especulativos, buscando lucrar com a oscilação deste ativo no Mercado BM&F.

O Brasil é o terceiro maior produtor mundial de milho e esta commodity é a que mais cresce no Mercado BM&F. Diante deste cenário, é bastante natural que os investidores – traders e hedgers – recorram ao Mercado BM&F para participarem da negociação de Milho Futuro.

 

Principais características do Milho Futuro

A negociação de Milho Futuro na BM&F é caracterizada por sua baixa volatilidade.

Os investidores do mercado de Milho Futuro normalmente baseiam suas estratégias de negociação na análise técnica ou no spread  relação entre o preço do milho no mercado futuro e no mercado físico, ou entre os preços de dois contratos futuros de vencimento distintos.

trader que opera spreads não está preocupado com a direção dos preços, mas sim com a diferença entre eles. Toda sua estratégia baseia-se no rastreamento de distorções na diferença histórica dos preços dos dois ativos avaliados.

 

Como negociar Milho Futuro na BM&F?

Normalmente, os negócios com Milho Futuro são realizados por telefone, através da Mesa de Operações das corretoras de valores mobiliários. Algumas corretoras disponibilizam plataformas eletrônicas de negociação (Home Broker) integradas à plataforma WebTrading da BM&FBovespa, permitindo que o investidor negocie contratos futuros de Milho diretamente de seu computador, tablet ou telefone celular.

O código de negociação do Milho Futuro é composto pelo radical CCM, acrescido da letra correspondente ao mês de vencimento do contrato (FH, K, N, Q, U ou X) e de dois números correspondentes ao ano de vencimento do contrato. A cotação do Milho Futuro é auferida em reais por saca de sessenta quilogramas. Cada contrato de Milho Futuro representa a negociação de 450 sacas de 60 kg ou 27 toneladas métricas.

Para negociar Milho no mercado futuro, o investidor precisa ter depositado na conta margem da corretora, no mínimo, 5,49% do valor total dos contratos negociados. As corretoras também costumam aceitar títulos púbicos (tesouro direto), certificados de depósitos bancários (CDB), ou ações de empresas como margem de garantia. O lote padrão de negociação de Milho Futuro é composto de 1 (um) contrato. O Mercado BM&F permite a venda à descoberto de Milho Futuro, ou seja, o investidor não precisa ter uma posição comprada em aberto neste contrato para vendê-lo.

Diariamente, a BM&FBovespa executa o ajuste diário das posições em aberto (compradas ou vendidas) em Milho Futuro, creditando e debitando valores nas contas que os participantes do mercado futuro mantém junto às corretoras.

 

Cotações de Milho Futuro – BM&F

A ADVFN disponibiliza cotações em tempo real de todos os contratos futuros de Milho negociados no Mercado BM&F.

 

Como ocorre a liquidação do Milho Futuro?

A liquidação deste tipo de contrato futuro de Milho é exclusivamente financeira. A posição do investidor é automaticamente zerada no dia do vencimento: investidor que estiver comprado será vendido e vice-versa.

O Milho Futuro vence no décimo quinto dia útil mês do mês de vencimento do contrato (Janeiro, Março, Maio, Julho, Agosto, Setembro e Novembro).

O investidor também pode liquidar sua posição antes do dia de vencimento do contrato, bastando apenas negociar o mesmo contrato assumindo uma posição oposta à posição em aberto. A liquidação financeira termina com a apuração final dos ajustes diários.

 

Quanto custa negociar Milho Futuro na BM&F?

Além de ter que disponibilizar 5,49% do valor dos contratos negociados como margem de garantia para poder comprar ou vender Milho Futuro, o investidor também deve arcar com a taxa de corretagem cobrada pela corretora de valores mobiliários pela intermediação da operação.

A taxa de corretagem é variável e baseia-se, normalmente, na Tabela TOB (Taxa Operacional Básica) sugerida pela própria bolsa de valores: 0,30% sobre o volume financeiro total envolvido na transação. No caso de operações daytrade, a taxa de corretagem sobre a compra ou venda de Milho Futuro é de 0,07%.

O investidor também deverá pagar pelos serviços prestados pela BM&FBovespa e pela Clearing de Derivativos. Esta última cobra um valor fixo de R$ 0,52 por cada contrato de Milho Futuro liquidado na data de vencimento (taxa de liquidação). Já a BM&FBovespa cobra uma taxa de emolumentos pela execução da negociação e uma taxa de registro pelo registro ou pela liquidação de cada contrato futuro de Milho antes da data de vencimento. O valor destas taxas varia de acordo com o volume de contratos negociados nos últimos vinte e um pregões.

A bolsa de valores também cobra uma taxa de permanência pelo serviço de acompanhamento de posições em aberto e pela emissão de relatórios e arquivos pela Clearing. O custo diário da taxa de permanência por contrato em aberto e inativo é fixo: R$ 0,0023000. Este valor pode ser reduzido dependendo do volume de negócios envolvendo este contrato.

 

Imposto de Renda (IR) em operações com Milho Futuro

Há incidência de cobrança de imposto de renda sobre todo ganho líquido na negociação ou liquidação de um contrato futuro de Milho. A alíquota base de imposto de renda utilizada para o mercado de Milho Futuro é de 15% sobre o lucro líquido da operação.

O imposto de renda em operações no mercado futuro é apurado sobre o resultado positivo da soma dos ajustes diários observados entre a data de abertura do contrato e a data de encerramento ou cessão da operação.

A apuração é realizada ao longo da vigência do contrato e não mensalmente. A responsabilidade de apuração e de pagamento de imposto de renda é do investidor contribuinte. O pagamento do imposto de renda deve ser realizado até o último dia útil do mês subsequente ao mês de apuração. A alíquota de imposto de renda incidente sobre operações daytrade no mercado de Milho Futuro é de 20% sobre os ganhos auferidos.

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V: D:20210303 18:50:12