Corrupção: Embraer perto de acordo milionário nos EUA

LinkedIn

A Embraer (BOV:EMBR3) afirmou que está buscando fechar acordos definitivos com o Departamento de Justiça e a Comissão de Valores Mobiliários e Bolsa dos EUA para a resolução de alegações de descumprimento criminal e cível das leis anticorrupção daquele país. A Embraer também está tentando fechar acordo com o Ministério Público Federal e a CVM para a resolução de alegações de descumprimento de determinadas leis brasileiras. A companhia já fez uma provisão para perdas de US$ 200 milhões no segundo trimestre deste ano, refletindo o provável desfecho do assunto.

Outras notícias importantes do dia

• A Petrobras assinou um memorando de entendimentos com a portuguesa Galp, considerando potenciais sociedades na exploração, desenvolvimento da produção e infraestrutura de óleo e gás, em regiões de interesse comum em todo o mundo.

• A Eletrobras arquivou nos EUA os documentos relativos aos exercícios sociais de 2014 e 2015. Os ADS da companhia voltarão a ser negociados na bolsa de valores de Nova Iorque (NYSE) nesta quinta-feira. A NYSE confirmou que o processo de deslistagem da companhia foi cancelado.

• A BR Insurance vendeu a participação de 51% que detinha na corretora de seguros Previsão por R$ 5 milhões. A companhia decidiu alienar a participação na Previsão em linha com sua estratégia de transformação em uma corretora única e integrada.

• A Prumo Logística assinou contrato definitivo com a Wilson Sons, com vigência de dez anos, confirmando condições técnicas e comerciais, viabilizando a disponibilização de serviço de rebocagem de qualidade e com tarifas competitivas para os clientes do Porto do Açu.

• Segundo a coluna de Lauro Jardim no jornal O Globo, a Oi estaria tentando contratar o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa para assessoramento jurídico na companhia.

• Segundo o jornal O Globo, o Banco do Brasil deverá abrir em breve um novo plano de demissão voluntária a seus funcionários.

• O Bradesco informou que a Swiss Re Corso assumirá as operações de seguros de grandes riscos do banco no Brasil, com a companhia passando a deter 40% de participação acionária na subsidiaria brasileira da Swiss Re.

Esta notícia foi extraída do Bom Dia ADVFN, newsletter diária divulgada pela ADVFN Brasil, em 13-10-2016. Para receber esta newsletter gratuitamente todas as manhãs em seu email automaticamente, marque a opção “Boletim Noticiário Brasileiro” neste link: Relatórios Financeiros Gratuitos ADVFN

Deixe um comentário