Joesley e Saud se entregam à PF em São Paulo

LinkedIn

O empresário Joesley Batista, sócio da J&F, dona da JBS, e o ex-executivo da empresa, Ricardo Saud, se entregaram hoje, às 14 horas, na sede da Polícia Federal de São Paulo. Eles se anteciparam à ordem de prisão expedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, após pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que pediu a revogação do acordo de delação premiada fechado com o empresário.

A prisão ocorre após a revelação de gravações feitas por Joesley em que ele conversa com Saud e diz que a delação teve a participação do então procurador da República Marcelo Miller. Joesley fala também que não vai contar tudo que sabe para a Procuradoria, o que foi visto por Janot e por Fachin como motivos para rever a imunidade prometida no acordo de delação.

Joesley e Saud devem ficar presos por cinco dias, preventivamente. Devem ser agora transferidos para Brasília. A prisão pode ser prorrogada apenas se surgirem fatos novos, deixou claro Fachin.

 

 

Deixe um comentário