Santander: B2W tem força para enfrentar Amazon com nova plataforma

LinkedIn

B2W (BTOW3) está preparada para enfrentar a chegada da gigante Amazon (AMZO34) no Brasil após ter passado anos investindo em uma plataforma digital de excelência que irá suportar o marketplace da dona dos sites americanas.com e submarino.com, avalia o Santander em um relatório enviado a clientes. O preço-alvo foi revisado de R$ 24 para R$ 27 e a recomendação de compra foi reiterada.

  • “Em nossa opinião, a empresa está entrando em uma nova fase na qual irá alavancar os investimentos feitos em sua plataforma (principalmente em logística e tecnologia). Acreditamos que a empresa irá aumentar cada vez mais sua receita gerada em serviços (ou seja, marketplace, logística e outros serviços) e prevemos uma transformação no balanço em consequência da alta lucratividade dessas linhas de negócios”, explica o analista João Mamede.
  • Segundo ele, a dinâmica de fluxo de caixa irá mostrar uma evolução significativa a partir de agora. O banco estima que praticamente não haverá consumo de caixa no terceiro trimestre de 2017 e que os frutos dos investimentos dos últimos anos irão garantir uma margem Ebitda superior a 10% em 2018.
  • A Amazon inaugurou o seu marketplace no Brasil no último dia 18 de outubro, mas o mercado avaliou a estreia como tímida. Em um levantamento feito pelo BTG Pactual, os analistas identificaram que o ambiente de venda de eletrônicos da empresa possui em torno de 150 vendedores. Os analistas Fabio Monteiro e Luiz Guanais encontraram uma boa variedade de produtos, mas promoções agressivas em apenas 34 deles e com validade de apenas uma semana.
  • A B2W apresenta o seu balanço no próximo dia 1º de novembro, após o fechamento dos mercados. As ações têm valorização de 118% em 2017. O preço-alvo do Santander sugere um potencial de valorização de aproximadamente 20%.

Fonte: Money Times

Deixe um comentário