PDG: vendas no 3º tri somam R$ 37 milhões e distratos, R$ 76 milhões; prejuízo é de R$ 299 milhões

LinkedIn

A incorporadora PDG Realty (BOV:PDGR3), que já foi a maior empresa do setor e hoje está em recuperação judicial, divulgou hoje um prejuízo líquido de R$ 299 milhões no terceiro trimestre deste ano, 82,6% menor que o R$ 1,717 bilhão do mesmo período do ano passado. A empresa, que não fez nenhum lançamento no trimestre passado e nem nos nove meses deste ano, anunciou vendas brutas de R$ 37 milhões, queda de 89% sobre o mesmo período de 2016.

Já os distratos, quando o comprador desiste do negócio, atingiram R$ 76 milhões, 33% menor que no trimestre anterior e 80% abaixo do mesmo período do ano passado. A empresa diz estar dando prioridade para distratos de unidades com boa liquidez e livre de ônus que podem ser geradoras de caixa na venda. Em nove meses, os distratos somaram R$ 330 milhões, 65% menos que no mesmo período do ano passado.

Com esses resultados de vendas e distratos, as vendas líquidas foram negativas em R$ 39 milhões no terceiro trimestre e em R$ 149 milhões em nove meses do ano. A empresa reduziu as despesas administrativas em 38% no trimestre passado em relação a 2016 e em 33% no acumulado do ano. Já as despesas comerciais caíram 92% no trimestre sobre 2016, em virtude da ausência de lançamentos e de campanhas de vendas e da queda no volume de vendas.

A empresa vem dando prioridade para a venda de imóveis sem ônus, que possam proporcionar liquidez mais rapidamente. Está também rejeitando pedidos de distratos de imóveis de menor liquidez. Do total distratado, 80% são imóveis já concluídos, que podem significar entrada imediata de recursos no caixa da companhia, que aguarda ainda a aprovação de sua proposta de recuperação judicial com os credores.

Deixe um comentário