Semanário Bovespa: indicador sobe 0,65% em semana marcada pelas discussões da Previdência

LinkedIn

Ibovepa valoriou 0,65% nesta semana, a qual foi marcada pelas instabilidades em torno da aprovação da Reforma da Previdência. O PMDB e o PTD fecharam a questão à favor da continuidade da PEC no Congresso e prometeram punir parlamentares que votarem contra a medida. Ao mesmo tempo, o PRB, o PR e o PSD, membros da base aliada, ainda estão receosos sobre apoiarem ou não a Reforma e uma pesquisa realizada pelo jornal O Estado de S. Paulo mostrou que 212 deputados votariam contra a proposta. Diante disso, o governo não teria os 308 votos necessário para aprovar a PEC. A votação da Reforma da Previdência foi marcada para o dia 18, dando um pouco mais que uma semana para o governo negociar um apoio maior.

Ontem, o  indicador teve alta de 0,34%, cotado a 72.731,84 pontos.

Após 6 pregões em dezembro, o índice valorizou 1,06%. Já se foram 4 fechamentos positivos contra 2 negativos. Novembro encerrou com 71.970,99 pontos.

Já no comparativo de 2017, após 228 pregões, o Ibovespa subiu 20,76%. Já foram 114 fechamentos positivos contra 114 negativos. Em 2016, o índice fechou com 60.227,29 pontos.

Resumo da Semana

Na segunda-feira (4), o Ibovespa teve alta de 1,14%, fechando com 73.090,17 pontos. No dia seguinte, o  indicador fechou com baixa de 0,74%, com 72.546,17 pontos.

No meio da semana (6), houve uma alta de 1%, encerrando com 73.286,35 pontos. Na quinta-feira, o indicador sofreu uma queda de 1,07%, fechando com 72.487,45 pontos.

Para fechar a semana, o Ibovespa teve alta de 0,34%, cotada a 72.731,84 pontos.

Deixe um comentário