Bovespa fecha em queda, acompanhando o noticiário corporativo

LinkedIn

Ibovespa fechou em queda, continuando com o movimento de correção enquanto acompanha o noticiário corporativo.

Histórico

O indicador recuou 1,82%, cotado a 85.353,59 pontos. As ações da Embraer (EMBR3despencaram 5%, as da Vale (VALE3) recuaram 4,8%, as do Branespar (BRAP4) caíram 4,2% e os da CSN (CSNA3) perderam 3,9%.

Por outro lado, os papéis da BRF (BRFS3) subiram 4,6%, os da Smiles (SMLS3) cresceram 1,8% e os da Estácio (ESTC3) ganharam 0,9%.

Após 18 pregões em fevereiro, o índice valorizou 0,52%. Já se foram 11 fechamentos positivos contra 7 negativos. Em janeiro, o indicador fechou com 84.912,70 pontos.

Já no comparativo com 2017, após 39 pregões, o Ibovespa subiu 11,72%. Já foram 25 fechamentos positivos contra 14 negativos. Ano passado, o índice fechou com 76.402,08 pontos.

Influências

A bolsa não teve um viés muito claro definido, com as negociações seguindo o noticiário corporativo.

O dia acompanhou o movimento de queda do pregão de ontem, quando os investidores reagiram ao discurso do presidente do Federal Reserve, Banco Central americano, Jerome Powell, sobre o equilíbrio necessário para a economia do país.

Deixe um comentário