Lucro da Melhor SP (MSPA3 e MSPA4) diminuiu 84,34% entre 2016 e 2017

LinkedIn

A companhia Melhoramentos anunciou um lucro líquido de R$ 38.14 milhões em 2017, valor 84,34% inferior ao lucro líquido apurado no ano anterior (R$ 243.59 milhões). O desempenho da companhia no ano também foi inferior à média dos cinco anos anteriores (lucro médio de R$ 45.3 milhões por ano).

A receita líquida da companhia diminuiu 72,07% de um ano para o outro, passando de R$ 526.08 milhões em 2016 para R$ 146.94 milhões em 2017. Esse montante também foi menor que o valor médio dos últimos cinco anos (R$ 237.66 milhões), quando a receita líquida da companhia Melhor SP cresceu, em média, 2,35% por ano.

Os ativos totais da Melhor SP totalizaram R$ 1.49 bilhões no 4º trimestre de 2017, soma 8,91% menor que o saldo de R$ 1.63 bilhões registrado no encerramento do mesmo período do ano anterior.

O patrimônio líquido da companhia, por sua vez, apresentou expansão de 4,16%, ao comparar todos os valores contábeis que os seus sócios possuíam no fechamento do 4º trimestre de 2017 (R$ 932.91 milhões) com a mesma data em 2016 (R$ 895.63 milhões).

A dívida líquida ficou em R$ 35.68 milhões no fechamento do 4º trimestre de 2017, crescimento de 303,93% ante os R$ 8.83 milhões registrados no ano anterior.

Resultado da Melhoramentos São Paulo no 4º Trimestre de 2017

A companhia Melhor SP anunciou um prejuízo líquido de R$ 10.9 milhões no 4º trimestre de 2017, valor 80,25% menor que o prejuízo líquido de R$ 55.21 milhões apurado no mesmo período do ano anterior. Já a receita líquida da companhia diminuiu 25,40% de um ano para o outro, passando de R$ 39.65 milhões no 4º trimestre de 2016 para R$ 29.58 milhões no 4º trimestre de 2017.

Todos estes dados referem-se à consolidação do resultado financeiro da companhia Melhor SP (BOV:MSPA3 e BOV:MSPA4) com o resultado financeiro de todas as suas companhias subsidiárias (empresas controladas, de maneira direta ou indireta, pela companhia) relacionadas ao ano de 2017.

Acesse o balanço financeiro completo desta companhia, clicando aqui. Não deixe de conferir também seus indicadores fundamentalistas, clicando aqui.

Conheça a Melhoramentos

A Companhia Melhoramentos de São Paulo, com mais de 120 anos, passou recentemente por uma grande reestruturação.  Após estudos de reformulação dos seus negócios, a Ccompanhia vendeu os ativos de fabricação de papel tissue (papéis higiênicos, toalhas e guardanapos) e passou a focar sua operação no mercado editorial, no plantio de florestas (nas unidades localizadas nos municípios de Camanducaia-MG, Bragança Paulista-SP e Caieiras-SP), na produção de Fibras de Alto Rendimento, destinadas a fabricantes de papel cartão, com sua indústria localizada em Camanducaia (MG), e na Área Patrimonial .

A Editora Melhoramentos opera com milhares de títulos publicados. Em 1990, lançou o primeiro dicionário eletrônico no Brasil; Em 2009, lançou o primeiro dicionário para leitura em iPhone, iPad e iPod Touch do País; Em 2010, disponibilizou para estes suportes as primeiras obras de literatura infantil nacional com livros de Ziraldo.

Com gestão ecologicamente correta, a Melhoramentos Florestal explora atividades de reflorestamento das espécies pinus e eucaliptus. Seu moderno viveiro favorece o desenvolvimento sustentável da vegetação ali plantada, e o sucesso alcançado no plantio das mudas e na colheita das florestas permite a empresa manter áreas de preservação permanente, muito além das exigências legais.

A Melhoramentos Fibras produz as fibras de celulose TGW (Thermo Ground Wood), BTGW (Bleached Thermo Ground Wood) e o Neolux, usadas como matéria-prima por fabricantes de papel cartão premium e tissue.

A Área Patrimonial responde pelo desenvolvimento de projetos habitacionais na região de Caieiras (SP).  Além disso, essa divisão desenvolve relacionamento institucional com as autoridades públicas e a comunidade, garantindo a proteção das fazendas.

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na BM&FBOVESPA através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico.

Deixe um comentário