As ações de empresas menores preferidas pelas corretoras em julho

LinkedIn

As ações de empresas menores, ou de menor capitalização em bolsa, as chamadas small caps, costumam sofrer mais em períodos de queda dos mercados. Mas, quando a queda se concentra muito em investidores estrangeiros, como ocorreu no mês de junho, o impacto maior é nas ações mais líquidas, preferidas dos grandes fundos internacionais. Por isso, o Índice Bovespa fechou junho com uma queda de 5,2%, enquanto o Índice de Small Caps caiu 3,66%. No ano, o índice cai 6,4%, mas sobe 15,99% em 12 meses. Já o Ibovespa cai 1,8% no ano e sobe 20,1% em 12 meses. Em geral, as small caps demoram mais para se valorizar em relação às grandes empresas líquidas.

Por serem menos líquidas, essas ações costuma sofrer mais com as movimentações dos investidores, o que pode tanto criar oportunidades de compra quando há uma venda maior como provocar perdas momentâneas em portfólios de fundos de small caps. Por isso, o ideal é que o investimento seja de horizonte mais longo.

Em relatório, a corretora do Bradesco/Ágora afirma que, apesar das quedas recentes, continua acreditando nas small caps, especialmente em um horizonte de retorno mais longo. O Bradesco diz que ainda vê uma probabilidade de 80% de o ajuste fiscal iniciado pelo governo de Michel Temer ter continuidade após as eleições.

Na lista de julho, há empresas de serviços, como a de saneamento Copasa, Paraná, e a Alupar, de distribuição de energia. Há ainda a Marcopolo, de ônibus, a Ser Educaional, de educação, a CVC, de turismo, e as construtoras MRV Engenharia e Tenda.

As pequenas notáveis de julho
Empresa Código Indicações
Copasa ON CSMG3 4
Marcopolo ON POMO3 3
Alupar Unit ALUP11 2
CVC Brasil ON CVCB3 2
MRV ON MRVE3 2
Ser Educacional SEER3 2
Tenda TEND3 2

A corretora do Bradesco destaca que sua carteira de small caps deste mês prioriza ações de setores mais cíclicos, com alguma exposição às ações que se beneficiam de juros baixos e têm políticas de distribuição de dividendos atraente, como as empresas de serviços públicos, por exemplo. O Bradesco substituiu as ações da Iochpe-Maxion e da Duratex ON por Randon PN e a unit da AES Tietê.

Já o Santander retirou Energisa e colocou em seu lugar SulAmérica Unit, que teve também seu preço-alvo elevado de R$ 21,00 para R$ 26,00.

As small caps para julho
Corretora Empresa Ação
Coinvalores Banco ABC ON ABCB4
Copasa ON CSMG3
Ser Educacional SEER3
Eztec EZTC3
SLC SLCE3
Marcopolo ON POMO3
Senior Solution ON SNSL3
Sonae Sierra ON SSBR3
Light LIGT3
CSU CARD3
Bradesco CVC Brasil ON CVCB3
AES Tietê TIET11
Copasa CSMG3
Tenda TEND3
Randon PN RAPT4
Itaú Unibanco Alupar Unit ALUP11
Marcopolo ON POMO3
Copasa CSMG3
Minerva ON BEEF3
Metal. Gerdau PN GOAU4
Tegma ON TGMA3
Ser Educacional SEER3
Tenda TEND3
Wiz ON WIZS3
Valid ON VLID3
Santander Banrisul BRSR6
Copasa ON CSMG3
SulAmerica Unit SULA11
Qualicorp QUAL3
Iochpe Maxion ON MYPK3
IMC ON MEAL3
MRV ON MRVE3
Locamérica ON LCAM3
Mirae BR Malls BRML3
Energias Brasil ON ENBR3
Fleury ON FLRY3
MRV ON MRVE3
CVC Brasil ON CVCB3
Spinelli Marcopolo ON POMO3
Biotoscana ON GBIO3
Alupar Unit ALUP11
Camil ON CAML3
Tupy ON TUPY3

Fonte: Corretoras

Deixe um comentário