Momento do Investidor! 03 de maio de 2019

LinkedIn

Esse é o Momento do Investidor, com tudo o que você precisa saber para terminar o dia bem informado! Para mais informações sobre o que foi notícia antes da abertura da Bolsa, confira o nosso Bom dia, Investidor!

Destaques corporativos

Petrobras: A produção de petróleo e gás da Petrobras no Brasil caiu 3,5% no primeiro trimestre, na comparação com o mesmo período de 2018, para cerca de 2,4 milhões de barris de óleo equivalente ao dia (boe/d), de acordo com dados publicados nesta sexta-feira pela reguladora ANP.

Vale: O Ministério Público de Minas Gerais propôs ação civil pública contra a Vale requerendo, entre outras coisas, R$ 2 bilhões a título de danos morais coletivos em favor de um fundo destinado à reconstituição de bens lesados pelo desastre de Brumadinho (MG), que matou centenas e mudou a vida das comunidades de cidades próximas da barragem que se rompeu em janeiro.

Natura: A Natura pretende investir em novas marcas nos segmentos de beleza e bem-estar na Europa e Estados Unidos por meio de fundos de venture capital, afirmaram executivos da fabricante brasileira de cosméticos nesta sexta-feira.

Recomendação de ativos

Rico Investimentos: Para maio, a Rico Investimentos aposta nos ativos da CVC (CVCB3), Magazine Luiza (MGLU3), Braskem (BRKM5), Rumo (RAIL3), B3 (B3SA3), Banco do Brasil (BBAS3), Ambev (ABEV3), Equatorial (EQTL3), Sabesp (SBSP3) e Suzano (SUZB3).  Confira!

BB Investimentos: A equipe de análise do BB Investimentos divulgou a nova composição da sua carteira fundamentalista de maio. Dessa forma, os papéis do Bradesco, Localiza, Magazine Luiza e MRV entraram no lugar do Itaú Unibanco, Klabin, Lojas Renner e Suzano. Confira!

Terra Investimentos: Para maio, a Terra Investimentos indica os ativos da Telefonica Brasil (VIVT4), MRV (MRVE3), Valid (VLID3), Cielo (CIEL3) e BB Seguridade (BBSE3). Confira!

Para conferir todas as carteiras recomendadas de maio, clique aqui! 

Fechamento

Dólar: O dólar fechou em queda nesta sexta-feira (3), após os dados de desemprego dos Estados Unidos mostrarem que a taxa atingiu, em abril, o menor patamar desde dezembro de 1969. A moeda norte-americana foi vendida a R$ 3,9390, em queda de 0,51%. Na semana, o dólar acumulou alta de 0,20%. Em 2019, subiu 1,67%

Ibovespa: O Ibovespa fechou em alta nesta sexta-feira, favorecido pelo viés externo positivo, com agentes financeiros repercutindo noticiário corporativo doméstico abundante no aguardo da retomada de fato das discussões sobre a reforma da Previdência.

O índice subiu 0,76, a 96.248,96 pontos. O volume financeiro somava R$ 9,75 bilhões.

Agenda para o próximo pregão

CapturadeTela2019-05-03às17.09.23

Deixe um comentário