Bom dia, Investidor! 03 de junho de 2019

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor! Com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Destaques corporativos

Petrobras (PETR4): A Petrobras e o Conselho Administrativo de Defesa da Econômica (Cade) devem assinar este mês um acordo para que a estatal venda 50% de suas refinarias, após quase um ano de negociações, segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. Segundo a publicação, para que não sejam criados monopólios privados, o Cade exigirá que a Petrobras não passe as refinanrias localizadas numa mesma região para as mão do mesmo grupo privado.

Via Varejo (VVAR3): Nesta segunda-feira, 3 de junho, os acionistas da Via Varejo se reúnem em assembleia para votar a exclusão de uma cláusula que pode facilitar a venda da companhia. Eles vão decidir sobre o poison pill, regra que estabelece que qualquer acionista que se torne titular de mais de 20% do capital da empresa deverá promover, obrigatoriamente, uma oferta pública de aquisição da totalidade das ações (OPA)

Vale (VALE3): A movimentação do talude da mina de Gongo Soco da mineradora Vale, em Barão de Cocais, na região central de Minas Gerais, subiu para 42,4 centímetros por dia no domingo, segundo boletim da Agência Nacional de Mineração (ANM). No sábado, o levantamento da ANM apontava que, por volta das 7 horas, a velocidade de deslocamento era de 33,4 centímetros por dia.

BRF (BRFS3) | Marfrig (MRFG3): De acordo com o jornal Valor Econômico, a fusão entre as empresas de alimentos BRF e Marfrig poderá ser a porta de saída do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O braço de participações do banco estatal investiu entre 2007 e 2012 quase R$ 3,6 bilhões na Marfrig, mas não conseguiu retornos positivos de seus aportes até hoje.

Recomendação de ativos

Even (EVEN3): O Bradesco elevou a recomendação para a construtora Even para “outperform”, com um preço-alvo de R$ 8,00.

Cielo (CIEL3): A XP Research reduziu o preço-alvo para as ações da Cielo em 12 meses de R$ 10 para R$ 7, mantendo recomendação neutra com viés negativo. “Ajustamos nossas estimativas para a Cielo para refletir a dinâmica cada vez mais competitiva do setor de adquirência.

Santos Brasil (STBP3): O Bradesco BBI elevou a recomendação para as ações da Santos Brasil para outperform e preço-alvo de R$ 6, destacando que os resultados devem registrar melhora com recuperação de demanda, reajuste de preços acima da inflação e fusões e aquisições.

Notícias

Boletim Focus: Os economistas das instituições financeiras reduziram a estimativa de alta do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano de 1,23% para 1,13%. Foi a 14ª queda consecutiva do indicador. Para o ano que vem, a expectativa do mercado financeiro de expansão da economia permaneceu estável em 2,50%.

Para 2019, os economistas do mercado financeiro reduziram a expectativa de inflação de 4,07% para 4,03%. A meta central deste ano é de 4,25%, e o intervalo de tolerância do sistema de metas varia de 2,75% a 5,75%. Para 2020, o mercado financeiro manteve em 4% a estimativa de inflação – em linha com a meta central de 4% para o próximo ano. No ano que vem, a meta terá sido oficialmente cumprida se a inflação oscilar entre 2,5% e 5,5%.

Commodities

Petróleo Brent: O barril do petróleo Brent, com data de vencimento em julho deste ano e negociado no mercado de futuros em Londres, abriu a sessão desta segunda-feira, 03, em alta. A commodity iniciou o dia cotada a US$ 62,67, variando 0,68% quando comparado ao fechamento da sessão anterior.

Minério de ferro:  A jornada desta segunda-feira, que deu início ao mês de junho, foi marcada por forte queda nos contratos futuros do minério de ferro, negociados na bolsa de mercadorias da cidade chinesa da Dalian. O ativo recuou 3,47% a 709,00 iuanes por tonelada.

Dólar

O dólar opera em queda nesta segunda-feira (3), primeiro pregão do mês. Às 9h12, a moeda norte-americana caía 0,24%, vendida a R$ 3,9152. Na sexta-feira, a divisa dos Estados Unidos caiu 1,32%, vendida a R$ 3,9247. Em maio, o dólar ficou praticamente estável, com alta de 0,09%. Na semana, recuou 2,25%. Em 2019, no entanto, subiu 1,3%.

Agenda econômicaCapturadeTela2019-06-03às09.11.47

Deixe um comentário