Bom dia, Investidor! 23 de dezembro de 2019

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor! Com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Destaques corporativos

Oi (OIBR3)(OIBR4): A Oi S.A., em recuperação judicial, informou na manhã de hoje (23) à CVM que sua subsidiária Oi Móvel realizará uma emissão de debêntures simples para levantar uma soma de R$ 2,5 bilhões. As debêntures vencerão em 24 meses a partir da data da emissão. As debêntures pagarão remuneração pela variação do dólar americano, acrescida de juros de 12,66% ao ano, durante os doze primeiros meses a partir da integralização; e de 13,61% no segundo ano.

Kepler Weber (KEPL3): A Kepler Weber, uma das maiores empresas de armazenagem de grãos do Brasil, informou ao mercado que a Tarpon Gestora de Recursos aumentou sua participação acionária na companhia de 16,71% para 24,57%.

Locamérica (LCAM3): A Locamerica, que com sua sócia Unidas forma a segunda maior locadora de carros do Brasil, informou ao mercado que a corretora portuguesa Principal, que detinha 10,99% das suas ações ordinárias (32,8 milhões de ações), vendeu o total dos papéis e saiu da empresa.

Banco BMG (BMGB4): O Banco BMG convocou uma Assembleia Geral Extraordinária para 6 de janeiro de 2020, na sede da companhia na Zona Sul da capital paulista. Na reunião, os acionistas terão na pauta o aumento do capital social do banco para R$ 3,7 bilhões e alterações no estatuto, como aumentar o número de membros do Conselho da Administração de 4 para 5 pessoas.

Recomendação de ativos

Log-In (LOGN3): O Banco Safra iniciou a cobertura das ações da Log-In com recomendação outperform (acima da média do mercado) e preço-alvo de R$ 30.

Tecnisa (TCSA3): Os analistas do BTG Pactual reiteraram a recomendação de compra para o papel da Tecnisa, com alvo em R$ 2,00.

Bradesco (BBDC4): A equipe do UBS reafirmou sua recomendação de compra para os papéis do Bradesco, com preço-alvo de R$ 45 para os próximos 12 meses.

Dólar

O dólar opera em leve queda nesta segunda-feira (23), em dia de pouca movimentação nos mercados antes do Natal, com os investidores evitando grandes apostas em moedas de risco. Às 9h28, a moeda norte-americana era vendida a R$ 4,0829, em queda de 0,26%. Na sexta-feira, a moeda fechou em alta de 0,77%, a R$ 4,0935. Na semana, no entanto, acumulou queda de 0,34%. Já no ano, a alta acumulada é a de 5,66%.

Commodities

Minério de ferro: A jornada desta segunda-feira foi marcada por uma leve desvalorização dos contratos futuros do minério de ferro, que são transacionados na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian. O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento para o mês de maio do próximo ano, encerrou com perdas de 0,08% a 638,50 iuanes por tonelada.

Agenda econômica

■ Brasil

  • Boletim Focus – Banco Central

■ Indicadores Internacionais

  • EUA – Núcleo de pedidos de bens duráveis mensal (novembro)
  • EUA – Pedidos de bens duráveis mensal (novembro)
  • EUA – Indice de atividade nacional Fed Chicago mensal (novembro)

Termômetro B3

DESTAQUES VAR %  FECHAMENTO (R$)
GGBR4  +4,82% R$ 19,15
TIMP3  +3,95% R$ 15,28
GOAU4  +2,64% R$ 8,93
MRVE3 -3,59% R$ 20,95
YDUQ3 -3,18% R$ 48,12
COGN3 -2,85% R$ 10,89

 

Deixe um comentário