Bank of America lucra 45% a menos no 1º trimestre

LinkedIn

O Bank of America (NYSE:BAC) registrou lucro líquido de US$ 4 bilhões, ou US$ 0,40 por ação, no primeiro trimestre de 2020, uma queda de 45% na comparação com o mesmo período do ano anterior. A receita caiu 1%, ficando em US$ 22,77 bilhões.

A previsão dos analistas ouvidos pela FactSet era de lucro de US$ 0,49 por ação e receita de US$ 22,7 bilhões.

Bank of America é negociado na BR através da BDR (BOV:BOAC34).

“Nossos resultados refletem a força de nosso balanço, a diversidade de nossos ganhos e a resiliência de nossos colegas de equipe em atender clientes em todo o mundo”, disse o CEO Brian Moynihan no comunicado. “Apesar de aumentar nossas reservas para perdas com empréstimos, faturamos US $ 4 bilhões neste trimestre”.

A pandemia causou quedas acentuadas nos lucros em três das quatro principais divisões do Bank of America. Os gigantescos negócios bancários de consumo do credor obtiveram lucros inferiores em 45%, para US$ 1,79 bilhão, com maiores reservas para perdas com empréstimos e menor receita com juros. O lucro da administração de patrimônios caiu 17%, para US$ 866 milhões, e o lucro bancário global quase foi exterminado quando a empresa construiu reservas maiores para perdas com empréstimos comerciais.

Somente a divisão comercial do banco conseguiu registrar um aumento no lucro de cerca de 33%, para US $ 1,48 bilhão, impulsionado por uma maior volatilidade nos mercados e uma atividade mais forte dos clientes.

Esse também foi o caso do Bank of America, onde traders de renda fixa produziram US$ 2,7 bilhões em receita, cerca de US$ 200 milhões a mais do que o esperado e traders de ações geraram US$ 1,7 bilhão em receita, cerca de US $ 300 milhões a mais do que o esperado.

 

Deixe um comentário