Bom dia - Investidores atentos aos resultados do primeiro trimestre

LinkedIn
Esse é o Bom dia, Investidor! 30 de Abril de 2020, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!
A véspera de feriado no Brasil começa com as bolsas europeias sem direção definida após o Eurostat publicar nesta madrugada que a taxa de desemprego subiu para 7,4% da força de trabalho na zona do euro em março, enquanto a economia teve uma contração de -3,8% no 1º trimestre deste ano – o pior resultado desde 1995.
O mercado Asiático fechou mais uma vez em alta, mas é feriado na Coreia do Sul e em Hong Kong, por isto apenas os mercados do Japão e China funcionaram. A Bolsa de Tóquio fechou em alta de 2,14%, enquanto Xangai avançou mais de 1%.
O sentimento dos investidores também foi impulsionado por dados sobre a atividade na China. Apesar da queda do índice dos gerentes de compras (PMI) oficial da indústria, a 50,8 em abril, de 52 em março, por causa da demanda externa, o resultado parece mostrar uma recuperação gradual dos danos econômicos causados pelo surto do vírus no país.
Os futuros americanos têm pequeno avanço, embalados pelos balanços financeiros divulgados nesta semana e à espera da divulgação de mais resultado corporativos. Também é grande a expectativa pelos números semanais sobre o auxílio-desemprego.
Na safra de balanços, Apple, Visa e McDonald’s divulgam seus resultados hoje.
 Os futuros internacionais de petróleo Brent (NYMEX:BZ\M20) negociam agora em forte alta de 11,9% negociado a US$ 25,23.
WTI (NYMEX:CL\M20) também sobe forte por volta de 16,5% sendo negociado a US$ 17,50.
Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em alta de +2,52%, cotados a 610.000 iuanes, equivalentes a US$ 86,49.
Bitcoin é negociado em queda de -1,1%, valendo US$ 8.685.

Coronavírus

Os investidores se animaram após o laboratório Gilead informar que os testes com o remédio Remdesivir para acelerar a recuperação em casos de Covid-19 teriam sido promissores. Os doentes tratados com a droga tiveram uma melhora 31% mais rápida, em 11 dias, enquanto os que foram tratados com placebo se recuperaram em 15 dias.

O Brasil teve um salto significativo de 6.279 novos infectados pela Covid-19 de terça para quarta, e essa manhã totaliza 79.6852 casos. Os óbitos também continuam crescendo, sendo  5.513 e 34.132 recuperados.

Segundo o ministro da saúde, Nelson Teich, “a cloroquina ainda é uma incerteza, certamente, o remédio não vai ser um divisor de águas” e que “Planejar agora, não significa liberar o isolamento com curva ascendente do coronavírus”

Segundo pesquisa do Imperial College de Londres, que analisou 48 países, o Brasil tem a maior taxa de contágio por coronavírus do mundo, apontando que cada infectado no Brasil transmite o vírus para cerca de três outras pessoas.

Brasil

Hoje pode ter surpresas como a decisão do TRF-3 para o recurso contra liminar da Justiça/SP que obrigou Bolsonaro a mostrar o laudo dos testes da covid-19.
A Câmara deve votar até segunda-feira a emenda constitucional do Orçamento de Guerra, e o Senado vai apresentar hoje uma proposta de ajuda aos Estados e municípios com contrapartidas em congelamento de salários de funcionários públicos, como queria o ministro Paulo Guedes.
A ajuda pode ser votada no sábado, um esforço necessário dos senadores no momento em que o número de casos de coronavírus dispara e alguns Estados e cidades enfrentam o colapso de seus sistemas de saúde.

Ibovespa e dólar ontem

Com perda de 28% no ano, o Ibovespa está conseguindo fechar abril com recuperação de 13,9% após completar sua melhor sequência de três dias desde começo do mês, permitindo que o índice fechasse aos 83.170 mil pontos com valorização de 2%.
O dólar comercial fechou em queda de 2,94%, vendido a R$ 5,355. Foi o terceiro recuo seguido da moeda e, mais uma vez, a maior queda diária desde 8 de junho de 2018 (-5,59%). O o dólar futuro também recuou quase 3% no mercado futuro, reaproximando-se dos R$5,30

Agenda Econômica

O último dia do mês reserva uma agenda econômica carregada, no Brasil e no exterior.
Hoje temos desemprego no Brasil em março e a inflação ao produtor (IPP) divulgado pelo IBGE às 9h. A expectativa é de que a taxa de desocupação avance a 12,4%, ante 11,0% no trimestre anterior, entre outubro e dezembro do ano passado.
Saem também o desemprego na Zona do Euro em abril e os dados do PIB do euro no primeiro trimestre e o Banco Central Europeu realiza sua reunião de política monetária. Nos EUA, serão divulgados os dados de inflação do consumo pessoal, o PCE, referencial usado pelo Fed em suas metas de inflação.

Destaques Corporativos do dia

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na B3 (BOV:IBOV) e em mais de 80 bolsas mundiais através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico

Deixe um comentário