IGP-M avança 1% na segunda prévia de abril, diz FGV

LinkedIn

Os preços medidos pelo IGP-M, segundo decêndio de abril, subiram 1%. O resultado chegou praticamente na projeção de economistas ouvidos pela Bloomberg, que previam alta de 0,94%.

O resultado foi informado na manhã desta sexta-feira (17) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).
O Índice de Preços ao Produtor (IPA) teve alta de 1,36%. Os preços dos bens finais caíram -0,02% em abril, após terem avançado 0,97% em março. A queda ocorreu por causa da forte retração, de -22,33%, nos preços da gasolina e do etanol.
Os preços dos bens intermediários avançaram 0,23% no segundo decêndio de abril. Em março, o grupo teve queda de -0,03%. No segundo decêndio de abril, como no primeiro, o vanço se deu porque os preços dos componentes para a manufatura tiveram alta de 3,21%.
Os preços das matérias-primas brutas subiram 3,93%. Os destaques nas altas de preços, como no primeiro decêndio, foram o minério de ferro (+10,44%), soja em grãos (+8,26%) e café em grãos (+9,44%). Os preços dos bovinos caíram -3,07%, os das aves recuaram -4,39% e os dos suínos tiveram queda de -7,44%.

Deixe um comentário