Bolsas da Europa fecham em alta com otimismo em torno da reabertura econômica

LinkedIn

As bolsas europeias fecharam em alta, com dados mostrando novos casos de covid-19 crescendo à taxa mais baixa em meses.

Vários estados americanos, incluindo NY, além de alguns países europeus severamente atingidos pela covid-19, como Itália e Espanha, reabriram as suas economias. Além disso, ministros europeus discutem se deveriam reabrir seus países a visitantes estrangeiros para as férias de verão.

Notícias relacionadas ao vírus têm tido maior influência sobre as ações do que os dados econômicos, que indicam o comportamento no passado e “mesmo com dados econômicos melhores, os mercados não devem comemorar”, segundo Paul Chew, pesquisador da Phillip Securities

O otimismo em torno de potenciais tratamentos para a covid-19 ajudam a dar suporte às ações.

Além do noticiário positivo em relação à pandemia, a Alemanha e a França fizeram um pronunciamento conjunto no qual pedem a criação de um fundo de recuperação de 500 bilhões de euros (US$ 545 bilhões) para financiar a resposta à pandemia na zona do euro. Ambos os países também propuseram autorizar a Comissão Europeia a financiar alguns dos fundos nos mercados de dívida em nome da União Europeia.

Também favoreceu a fala do presidente do Federal Reserve dizendo que a autoridade tem munição suficiente para combater a crise econômica anima os investidores.

“Os investidores ficaram animados com alguns comentários, nos quais Powell reafirmou que o Fed não está sem munição e que ”realmente não há limite para o que podemos fazer” dentro dos programas de estímulo”, disse Marios Hadjikyriacos, analista da XM .

Veja como fecharam os índices:

  • Índice Stoxx Europe 600 (vários países): +4,07%
  • FTSE (Reino Unido): +4,29%
  • DAX (Alemanha): +5,67%
  • CAC 40 (França): +5,16%
  • FTSE MIB (Itália): +3,26%
Dica ADVFN: Invista em mercados com liquidez e com mais alternativas para proteçãoAbra conta na sua primeira corretora de valores nos Estados Unidos

Deixe um comentário