Azul esclarece ofício da CVM sobre movimento atípico das ações

LinkedIn

A Azul (BOV:AZUL4) emitiu comunicado nesta quarta-feira (09) para esclarecer oscilações recentes de suas ações.

Em comunicado enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a Azul afirmou que desconhece qualquer informação que possa ter motivado oscilação no preço de sua ação e que não tenha sido divulgada.

“Apesar disso, é possível apontar fatores externos que eventualmente possam ter causado as oscilações apontadas no ofício, tais como a recente queda no preço do barril de petróleo, o fato de diversos veículos de comunicação terem noticiado o fluxo intenso de viajantes em razão do feriado nacional de 7 de setembro e o aumento da perspectiva de reabertura da economia pós-pandemia”, afirmou a Azul.

Em percentuais, as maiores oscilações foram registradas em 8 de setembro (7,07%), 3 de setembro (3,67%) e 27 de agosto (3,61%). Nos dias 8 e 3 de setembro foram negociados R$ 533 milhões em cada dia.

Azul registrou prejuízo líquido de R$ 2,94 bilhões no segundo trimestre, com o resultado pressionado pelos efeitos da covid-19 no setor de aviação. Um ano antes, a empresa teve lucro de R$ 351,6 milhões,e m resultado fortemente afetado pelas medidas de isolamento social, além de efeito cambial.

Deixe um comentário